segunda-feira, 21 de abril de 2014

Benjamin Fulford - "'Totalmente dividida a cabala está incapaz de agir, apesar do prazo" - 21.04.2014


  
Agora está claro que a cabala que tem governado o Ocidente está um caos e não é capaz de agir, apesar do prazo limite muito real de rendição dado a eles. Os donos do poder europeu como o Papa e a Rainha (da Inglaterra) apoiam a paz mundial e uma campanha para acabar com a pobreza e acabar com a destruição ambiental. No entanto, os Rockefeller, Bush e outros oligarcas norte-americanos estão atuando como veados congelados pelos faróis, incapazes ou não dispostos de tomar medidas. O mesmo se pode dizer dos chefes do Pentágono e das agências.

Que não haja dúvida sobre isso: os Estados Unidos da América se degenerou em numa nação governada por bandidos criminosos que adoram a Satanás e é o buraco negro do qual a maior parte da miséria do mundo emerge.

Retirada a máscara pública da oligarquia dos EUA, que Barack Hussein Obama está levantando a questão de "substituí-los com o que?" Se os líderes do complexo industrial militar não agirem com um plano unificado, a resposta provável é que seja o caos, confusão e, possivelmente, até mesmo uma guerra civil nos EUA.

A maior esperança agora recai sobre os governos estaduais já contam com os dois terços necessários para convocar uma conferência para reescrever a Constituição dos Estados Unidos da América.


Essa conferência poderia ser usada como um meio para estabelecer um governo provisório com o poder de limpar a sujeira que está apodrecendo em Washington DC.

Além disso, as conversações com várias facções dentro do complexo industrial militar dos EUA revelam uma quantidade surpreendente de acordos sobre questões fundamentais. O problema parece ser de egos e instituições rivais competindo pelo poder, em vez de divergências sobre o que fazer.

Eis alguns dos principais pontos em que todos concordam:

1) Necessidade de um jubileu; cancelamento, uma vez fora, de todas as dívidas públicas e privadas. Procedimentos que certeza que certamente imediatamente terminariam a atual depressão dos EUA.

2) É preciso que haja uma redistribuição de bens. A maioria das empresas da Fortune 500 são controladas pelas sete famílias que fundaram o Federal Reserve Board. A concentração da propriedade está oculta pela contabilidade obscura das fundações. Estas famílias, em sua maioria, não criaram as empresas que possuem. As mesmas foram adquiridas por assassinato e roubo. Esses ativos devem ser redistribuídos ou depositados num fundo público a ser gerido em nome do povo dos Estados Unidos da América.

3) O Congresso, o Senado, a Corte Suprema e a Casa Branca em Washington DC são apenas uma trupe, agindo fortemente subornada e necessitam de substituição. O cordão umbilical que une o dinheiro e a política tem que ser cortado.

4) Uma vez que Washington esteja limpa, o governo terá que começar a emitir dinheiro no lugar do conselho de administração do Federal Reserve, de propriedade privada.

5) Divisão do monopólio dos meios de comunicação e intenção de contar ao povo americano a sua verdadeira história.

Este é o amplo consenso que pode ser encontrado nos Estados Unidos, especialmente no seio das forças armadas e das agências, bem como na maioria dos governos estaduais. Os Estados Unidos estão prontos para voltar a ser uma nação independente.

Visto de fora dos Estados Unidos, no entanto, um quadro muito diferente emerge. Em primeiro lugar, enquanto os europeus e norte-americanos compõem cerca de um quinto da população mundial, controlam quatro dos cinco poderes de veto no Conselho de Segurança das Nações Unidas. Isto significa que a ONU continua a ser um instrumento europeu de controle colonial. Terá que mudar.

A outra coisa que tem que mudar é a atual arquitetura financeira mundial. Se a República dos Estados Unidos da América for restaurada e emitir a sua própria moeda, em seguida, uma nova instituição deverá ser criada para administrar os negócios e as reservas internacionais.

O Banco Mundial e o FMI não estão na altura e não há nenhuma indicação de que os europeus e os americanos renunciem do controle dessas instituições. Incluída a reforma da estrutura de votação do FMI, prevista (e bloqueada pelos EUA , como mencionado na semana passada ) que deixaria os europeus na frente.

Por essa razão, existem negociações em andamento sobre a criação de uma nova instituição que faria com que o FMI e o Banco Mundial fossem em grande parte irrelevantes. Isso não vai acontecer ainda da noite para o dia, porque devem ser estabelecidos novos sistemas e redes de computadores independentes do sistema de pagamentos internacionais SWIFT, dominado pelos EUA e que está totalmente hackeado. Aqui os europeus, os russos, os exportadores de petróleo do Oriente Médio e os chineses, em geral, estão de acordo. Levará um par de anos, no entanto, irão construí-lo, assim, não espere uma mudança repentina nesta frente. No entanto, o primeiro grande passo para a Europa a pagar pelo gás russo em euros em vez de dólares, já está funcionando.

Isso deixará a governança corporativa dos EUA chefiado por Barack Obama (ou qualquer outro) muito isolada.

Talvez seja por isso que Obama estará de visita nesta semana as colônias asiáticas americanas do Japão, Coreia do Sul, Filipinas e Malásia para tentar extorquir dinheiro e evitar que a governança corporativa dos EUA entre em colapso.

A agência de polícia japonesa enviou alguém para visitar a SDB para perguntar sobre a visita de Obama. Foi dito que a polícia deveria prender Obama sob a acusação de assassinato em massa e de fraude quando colocar seus pés no país. Também foi dito que o primeiro-ministro escravo Abe também deveria ser preso por roubar eleições e aceitar subornos estrangeiros para trair seu país. As agências dos EUA e bases militares no Japão seriam os heróis da raça humana, se concordassem em ajudar a polícia japonesa a fazer essas prisões.

Se os japoneses e a Sétima Frota dos EUA não têm a coragem de fazer este movimento, então talvez malaios façam.

Prender Obama seria o gatilho que traria a paz mundial e aceleraria em muito as mudanças positivas que ocorrem no planeta. No entanto, é provável que seja uma ilusão.

No entanto, de acordo com uma fonte da CIA com base na Ásia, Abe e Obama presidirão algumas provocações e incidentes, que visam incitar a tensão no leste da Ásia. "Obama quer provocar uma situação como a Ucrânia na região", foi o que disse.

Falando em Ucrânia, a loja P2 enviou a este escritor um videoclipe de um chefe de polícia no leste da Ucrânia sendo decapitado. Este é o mesmo exército mercenário satânico que vem realizando atrocidades no Iraque e na Síria. Tenha certeza, esta escoria estará sendo perseguida sistematicamente e massacrada.

O chefe da CIA recentemente visitou a Ucrânia porque 20 de seus assassinos " Greystone" ( Blackwater , Xi, Academi) desapareceram recentemente. Vão continuar a "desaparecer", até todos esses criminosos sumirem.

Existem evidências de que algum tipo de contra-ataque em larga escala contra a cabala começou na Ásia. O enxame constante de terremotos que atingiu Nova, Guiné está ocorrendo numa área conhecida por abrigar uma base de submarinos nazistas.

Também na China, mais de 1.000 policiais ligados à cabala foram executados, desde Xi Jinping chegou ao poder, de acordo com um funcionário do governo chinês.

Para concluir, a televisão japonesa finalmente, teria estabelecido transmitir um documentário sobre a verdade do 11.09.2001, durante o horário nobre, quando Obama estivesse visitando o país. No entanto, os produtores relataram que "ainda não é o momento".

Temos que manter o nosso fogo até ver o branco dos seus olhos. Não faz sentido continuar a meia boca. Quando o Dragão Branco se move, deve ser absoluto e esmagador.


Fonte primária: http://benjaminfulford.net
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...