sábado, 28 de novembro de 2015

Jesus - "A caminho do despertar" - 25.11.2015




Filhos amados, saudações!

É sempre uma bênção a nossos seres essa oportunidade de transmitir os ensinamentos sagrados aos mestres em missão, a favor da UNIDADE! É o momento em que entregamos nossos corações para que os alcancem com maior facilidade, colocando-nos em júbilo e gratidão.

Já o dissemos em inúmeras oportunidades que estão a prestar um serviço sem precedentes à criação, a TUDO O QUE É. Esse serviço se constitui primordialmente em aprenderem a reconhecer sua essência espiritual, colocando-se em comunhão de corações ao fluxo universal da criação e em perfeição divina com o criador, em meio ao plano físico.

Em essência, já o fazem com enorme facilidade, quando se encontram em estado de plenitude de seu nível consciencial. Em dimensões mais brandas e sutis, sem as restrições que os permeiam, concebem seus seres em UNIDADE e permitem que seus corações se coloquem em fluxo de perfeição divina a TUDO QUE É.

Nesses planos, onde prevalece o amor e as energias compassivas da benevolência, a consciência reconhece a unidade e atua em comunhão de vontade com toda a criação. O ser se reconhece como UM e sente seu coração, sua essência, em meio à comunhão universal de propósitos. Livre das amarras e restrições dos planos físicos utiliza-se de toda abundância disponível aos filhos do criador, em graça e facilidade. Nos níveis sutis da criação, reconhecendo sua unidade com o criador, atua em benevolência e em perfeição, como filho do UM.

No estado de restrição da consciência em que se encontram, no entanto, veem como se estivessem em um estado de separação com toda a criação e com os demais filhos do criador. Enfrentam, assim, uma série de restrições e desafios, que são impostas pela realidade que estão inseridos e que criam para si. Esse é o aparente cenário em que se encontram, um cenário ilusório de caos que criaram, que transforma o simples fato de ser, de se manter centrado em seu coração sagrado, num desafio diário.

Deixam de sentir o coração sagrado, passam a se apoiar na personalidade inferior e reconhecem essa como sendo sua própria essência. O ego se torna o centro de comando de seu ser, sua unidade de apoio e orientação. A partir daí criam para si uma série de restrições, porque deixam de reconhecer o fluxo divino da perfeição, que atua na criação. Ao se colocarem nesse estado, não concebem sua essência espiritual perdendo contato com os dons sagrados armazenados no coração. Seu eu interior se esvazia em um nível consciencial e o ser se perde em meio ao caos, passando a ter como orientação elementos externos que nada dizem sobre sua essência, sobre seu ser. Há uma perda de referência e o ser, buscando-se em amor, deixa de reconhecer a natureza divina em tudo que é, permitindo-se dominar pelo medo, pelo aparente caos externo e pela insegurança da separação, acaba por atentar contra si, em desunião a seus irmãos.

Essa aparente desunião em que se encontram causa a confusão que permeia seu mundo. Porque os filhos da unidade, ao se colocarem em separação, deixam com que a personalidade inferior, orientada pelo ego, manifeste-se exteriormente. Criam, assim, desequilíbrios externos e internos, que atuam contra seus próprios seres e seu mundo. Em razão do estado em que se encontram, em um nível de consciência, reconhecem-se em meio ao caos, projetando a ausência de referência interior ao mundo exterior. Deixam de perceber que, ao aceitarem esse nível de consciência como sendo sua realidade, acabam por manifestar exteriormente sua realidade interior, criando o mundo de caos em que se encontram aparentemente inseridos.

Esse foi o estado de consciência que controlou seu mundo, há milhares de anos gerando toda desunião e caos que visualizam, mas, que lembramos, não passa de uma ilusão passageira criada pelo estado de consciência que reconhecem.

O processo de ascensão global e de despertar da humanidade consiste, assim, em retomarem o contado com sua essência espiritual, redescobrindo e irradiando os dons sagrados do coração ao plano físico aceitando, em união, o fluxo da perfeição divina. Assim, deixam de impor desequilíbrios ao mundo externo por meio das resistências que criam em razão do aparente estado de separação que se encontram. Colocando-se e reconhecendo o eu interior, o mundo externo espelhará essa realidade irradiando beleza e perfeição.

O processo de ascensão planetária, assim, gradualmente, está a liberar seu ser das amarras da ilusão e o pondo em contato novamente com seu eu interior, com sua essencial espiritual. Esse processo livrará seu mundo do aparente caos em que se encontra, à medida que sua bela essência se manifestar no plano físico. Pondo fim aos desequilíbrios que hoje enfrentam, o ego deixa de ser o centro de comando de seus seres, para que toda a magnitude de seus seres irradie ao mundo exterior.

Claro que, sob sua perspectiva, não é assim que veem, pois em sua realidade nunca se depararam com tamanho caos exterior, mas, ao mesmo tempo, se olharem ao seu interior, irão observar que a pouco de seu tempo linear não teriam tamanha facilidade para enfrentar essa aparente desordem. Esse é o sinal de que, gradualmente, estão expandindo sua consciência, permitindo que se tornem seres mais compassivos, com grande força interior para manterem-se no centro de seu coração sagrado.

Na transição entre o velho modo de ser e o novo que ressurge, muita energia armazenada está sendo liberada interiormente. Essa limpeza interior acaba por refletir através da manifestação da consciência ao exterior, modificando os antigos padrões coletivos. A nova consciência que se manifesta deixa de aceitar os padrões impostos para incorporar a verdade espiritual e irradiá-la, promovendo severas mudanças à organização social.

Há, nesse processo, resistência e impulso, por isso o aparente caos na transformação, pois, a consciência coletiva impulsiona a mudança, promovendo a resistência por parte daqueles que ainda se amparam nos princípios exteriores, sob comando do ego e da personalidade inferior.

Estamos constantemente os amparando, emanando energia benevolente que irradia seus seres e expande sua realidade consciencial. Assim, progressivamente tomam contato com sua essência e a manifestam ao mundo exterior para irradiar toda beleza e harmonia contida em seus corações.

A energia que toda espiritualidade irradia a seus seres está permitindo que expandam a consciência abrindo o coração, para que retomem contato com seus dons sagrados. Isso progressivamente está libertando seu mundo dos antigos padrões egóicos, impostos pelo desequilíbrio de seus seres.

Muito já caminharam e, por tal motivo, encontram-se muito próximos de verem mudanças monumentais em seu mundo. Grandes mudanças irão ocorrer a ponto de sequer reconhecerem o mundo em que vivem atualmente. Porém, tenham em mente que essas alterações nada mais são que o reflexo de seu crescimento espiritual em meio ao plano físico. Ao se interiorizarem, portanto, não verão nada mais da antiga personalidade em seu ser. Um novo você surgirá em criação a um mundo de amor e benevolência.

Esse é o processo que enfrentam para o desenvolvimento de sua maestria espiritual. E, por tal motivo, temos os chamado para se interiorizarem, para reservarem um tempo diário para se aquietarem e buscarem Deus em seus corações. Assim se reconhecerão em toda extensão de seus seres mantendo-se no centro sagrado de seus corações.

Acessem a chama sagrada de Deus em seus corações, para que a irradiem e a manifestem ao mundo exterior. Esse é o caminho para, em substituição aos comandos do ego, manifestarem a paz em seu mundo. E, ao tomarem contato com seu eu interior, Deus em seu coração, assim se manifestarão ao mundo exterior, alinhando seus seres à unidade de intenções. O desequilíbrio do mundo externo se alinhará ao seu centro sagrado espiritual, manifestando-se em perfeição COM TUDO QUE É.

Seu amigo amoroso, 

Jesus.


Canal: Thiago Strapasson
Veja mais mensagens do Jesus Aqui


















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...