quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Gustavo Tanaka - "Por que parei de planejar e como isso mudou minha vida"



Não sei se isso já aconteceu com você. Pense nesse cenário.

O mundo inteiro fala a mesma coisa. E você sente internamente que não tem certeza se é bem assim.

Todos os textos que você lê falam que o certo é fazer de uma maneira. E você não tem vontade de fazer desse jeito deles.

Você começa a ameaçar contar pra alguém que pensa que poderia ser de outra forma, mas logo se arrepende de ter aberto a boca pra falar.

E aí você começa a se forçar a acreditar numa coisa que nunca acreditou de verdade.

E pior que isso, aceita e esquece que um dia você pensou diferente.

Bom, isso aconteceu comigo com a palavra “planejamento”.

Olha só. Eu estudei administração. Administração é quase sinônimo de planejamento. Então eu fui doutrinado a tentar planejar tudo. A antever o que poderia acontecer, estabelecer metas, cumprir os objetivos e não mudar as coisas no meio do caminho para não perder a rota.

Mas nunca acertei nenhum planejamento em toda minha vida. Todas as metas que coloquei eu não acertei. Às vezes errava grosseiramente para menos. Às vezes, felizmente errava para mais.

As melhores coisas que aconteceram na minha vida não foram planejadas.

Uma empresa entrou em contato com a gente e pediu pra gente fazer um orçamento de um serviço que não prestávamos. Eu não tinha planejado isso e acabou sendo a porta de entrada para começar um serviço que daria muito mais dinheiro que nós tinhamos colocado no planejamento.

Depois, a legislação mudou, e eu perdi tudo. Do dia para a noite, todos os clientes pediram para cancelar o contrato. Eu quase quebrei a empresa, mas felizmente tivemos força para nos reerguer e reestruturar tudo.

Depois, eu montei um planejamento incrível, bem estruturado, com profissionais do mercado. Analisamos todos os números, fizemos projeções de diferentes cenários: conservador, moderado, otimista. E eu errei TODOS. Não consegui sair do lugar praticamente.

Eu conheci uma namorada no carnaval. Não tinha planejado isso.

Eu escrevi um livro em 11 dias. Nunca planejei isso.

Eu escrevi um texto que foi lido por 500 mil pessoas. Nunca colocaria isso num planejamento.

Eu montei um time de 21 pessoas em 3 meses. Sem ter um real. Jamais planejaria isso.

A gente começou 4 negócios ao mesmo tempo. Ninguém planejaria isso.

Eu sempre sentia que planejar não fazia muito sentido. As reuniões de planejamento sempre foram torturantes pra mim. Mas mesmo assim, eu seguia acreditando que era importante. Todo mundo dizia que era.

E eu acreditei tanto, que aceitei dar aulas de planejamento estratégico em um curso de empreendedorismo.

Hoje sinto um pouco de vergonha disso até. Vergonha porque não fui verdadeiro comigo mesmo.

Todas as vezes que eu sentia que estava no comando, vinha a vida e me dava uma rasteira pra mostrar que não era bem por aí.

Então eu deixei de planejar. E minha vida entrou num fluxo incrível de possibilidades e oportunidades.

Eis o que aprendi:

A vida é o campo de infinitas possibilidades.

Você tem hoje possibilidade de fazer qualquer coisa. Só não faz todas essas coisas porque você fecha o campo de possibilidade: quando você diz o que dá e o que não dá; quando você diz quanto é possível e quanto não é possível.

Planejar fecha o campo de infinitas possibilidades

Quando você planeja, você diz o que pode acontecer. Vamos planejar o crescimento de 30% nesse ano. Beleza. É isso. Dificilmente você vai esperar algo muito diferente disso.

O mesmo vale quando você planeja atividades. As suas atividades podem mudar semana que vem.

As coisas mudam muito rápido

As coisas mudam mais rapidamente que a nossa capacidade de se adaptar a elas. Quanto mais atento a gente fica, mais mudanças percebe e mais consegue se adaptar a elas.

As startups até tem tentado fazer isso, com as metodologias ágeis e lean (enxuta), mas ainda assim é muito pouco.

Aprendi a deixar emergir

Você não precisa definir tudo, e descrever com clareza o que vai acontecer. Deixar emergir é uma das coisas mais incríveis que aprendi nos últimos meses. Deixa a vida te mostrar. Deixa o negócio te mostrar o que ele pode ser. Deixe os clientes te darem as respostas. Deixe emergir o que você quer saber.

Sempre que você tem dificuldade de descrever, deixe quieto. Dê um passo atrás e deixe emergir. A resposta pode vir depois alguns dias… apenas observe. Aliás..

Observar é mais importante que planejar

Quando você aprende a observar, você consegue ver o movimento das coisas. Você vê o que está acontecendo e para onde as mudanças estão indo. Apesar de não surfar, sinto que é muito parecido com o que faz um surfista. Ele observa o mar e as ondas.

O surfista não estabelece a meta de entrar no mar às 6hs da manhã e pegar 9 ondas até às 6h40. Ele entra no mar e observa. E acompanha o fluxo e pega as ondas que são possíveis. Sem metas, sem planejamento.

Uma pessoa nova pode mudar tudo

Você se prepara para fazer as coisas de um jeito, considerando suas limitações (de habilidades, tempo e recursos). E aí uma pessoa pode entrar na sua vida e mudar tudo. Ela pode ser capaz de fazer o que você não sabia que era possível. Ela pode te mostrar um caminho que você não considerou. Ela pode trazer dinheiro que você nem sabia que era possível conseguir.

Essa é a beleza da colaboração. E é por isso que eu tenho tentado criar um modelo de empresa livre. Para que as pessoas possam entrar e promover essa abertura de possibilidades.

Pessoas novas abrem o seu campo de possibilidades.

Tudo é impermanente

Tudo muda. O cenário ruim vai passar. O cenário bom também vai passar. A única certeza é de que as coisas vão mudar. Sempre. Então por que eu devo viver como se as coisas pudessem ser permanentes?

Tem gente que vive a vida buscando estabilidade. Eu acho que isso é loucura. Não é possível ter estabilidade porque tudo está mudando o tempo inteiro. O universo está em constante movimento. O sol gira, a Terra gira, todos os elementos estão em movimentação.

Eu estou aberto a surpresas

Quando você não planeja, você está aberto a coincidências, sincronicidades e todo tipo de coisas inesperadas. Todos os dias eu recebo surpresas. Uma mensagem inesperada, um email, um convite, uma ligação de alguém que não falava há muito tempo.

E isso, posso dizer com convicção, deixa a vida muito mais legal. Eu não vejo a hora de ver o que vai acontecer hoje.

Eu não quero convencer ninguém do que estou falando. Acho até que meus colegas administradores, engenheiros e economistas vão ficar escandalizados com o que estou dizendo aqui.

Se o planejamento funciona para você, ótimo. Siga fazendo.

Mas se o planejamento nunca funcionou para você, assim como para mim, tente observar as coisas de uma forma diferente. Apenas observe e deixe emergir :)


Autor: Gustavo Tanaka 
Autor do Livro "11 Dias de Despertar"
Veja mais Gustavo Tanaka Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...