quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Gustavo Tanaka - "Quando me dei conta de que aprendi tudo errado sobre como viver no planeta" - 16.12.2015




Terra Eu sou um cara de muita sorte.

Tive a possibilidade de crescer numa família que me deu tudo que sempre precisei. Pude estudar nas melhores escolas de São Paulo. Entrei na principal universidade do país. Pude morar fora do Brasil aprender com uma outra cultura e conhecer gente do mundo inteiro.

Então eu peguei todo esse meu conhecimento. Toda essa bagagem cultural e intelectual e fui viver. Fui trilhar o caminho que leva ao sucesso. Fui perseguir uma coisa que eu nem sabia o que era. Que nem sabia se queria tanto.

Às vezes as coisas davam muito certo. E quando eu achava que sabia como as coisas funcionavam, vinha a vida e me aplicava uma rasteira. Como se estivesse me mostrando que eu não sabia tanto quanto eu imaginava.

E essas rasteiras aconteceram várias vezes. E na última eu fui à lona. Knock-down. Mas eu consegui me levantar. E passei a viver de uma outra forma. Comecei a tentar viver de uma maneira bem diferente. E foi aí que me dei conta de que tinha aprendido tudo errado.

A vida começou a se desdobrar de uma maneira totalmente diferente. De uma maneira que eu jamais sonhava que poderia acontecer. Fácil. Leve. No fluxo. E desde então eu tenho reaprendido a viver. Tenho derrubado minhas crenças antigas. Tenho testado uma nova forma de me relacionar com os outros, com a natureza e comigo mesmo.

Por que eu acho que aprendi tudo errado? Listo algumas coisas que notei.

1 - Eu não aprendi a respirar

Que absurdo isso, não? É a primeira coisa que fazemos quando entramos no planeta, é a respiração que nos mantém vivos, e ninguém me chamou e falou: “vem cá garoto, deixa eu te ensinar uma das coisas mais básicas da vida: Vamos aprender a respirar”.

A respiração é a chave para o domínio da sua mente e das suas emoções e a chave para acessar o coração também.

2 - Eu não aprendi a me alimentar

Recentemente comecei a me buscar entender melhor o que é a alimentação e o efeito disso no meu corpo. E aí fui vendo que ninguém me ensinou nada sobre isso. E pior ainda. A maioria das pessoas nem sabe direito o que é isso.

Mesmo os especialistas. As nutricionistas que me perdoem, mas ninguém sabe direito como funciona a alimentação.

Existe algo de muito mais profundo que simplesmente pensar em proteínas, carboidratos e gorduras. Existe a energia dos alimentos, sua densidade e o efeito diferente que dá em cada pessoa.

Eu ainda não aprendi. Mas estou tomando consciência e sinto que me aproximo mais de saber o que me faz bem ou não. Alimentação muda a vida. Viver tomando remédios não é normal. Viver com uma doença não é normal. E talvez a alimentação seja a resposta.

3 - Eu não aprendi a dormir

O que acontece com meu corpo quando eu durmo? O que são sonhos? O que fazer com as lembranças dos sonhos? Quanto tempo eu preciso dormir? Onde e em qual posição? O que preciso fazer antes de dormir? E logo depois que eu acordo?

Eu não tenho nenhuma dessas respostas. O que é bizarro, já que eu faço isso todos os dias.

4 - Eu me desconectei da natureza

A natureza tem todas as respostas. Acho que todas essas perguntas que eu tenho feito, inclusive as que escrevi acima, podem ser respondidas observando a natureza.

Mas eu não aprendi a plantar. Não aprendi a observar a natureza. Pior que isso. Me fizeram acreditar que tudo que vem da natureza faz mal. Exemplo? Sol dá câncer de pele. Chuva dá resfriado. Vento traz friagem. Andar descalço na grama suja o pé. Tem que lavar a fruta depois que você colhe. Será mesmo?

5 - Me ensinaram que a vida é o esforço

Eu aprendi que tenho que trabalhar duro pra ter o que quero. Que a vida não é fácil e que você tem que lutar e sofrer para conseguir o que quer. “No pain no gain”.

Mas quando mais me esforcei na vida, nenhum resultado eu tive. E quando parei de dar duro na vida, a vida ficou fácil. Ou seja. Quer dizer então que a vida pode ser fácil? Como assim?! Pois é. A vida é fácil. A gente que complica.

6 - Me ensinaram que trabalho é o que acontece de segunda à sexta das 8h às 18hs.

E que final de semana é pra descansar e não pensar em trabalho. Mas peraí. O que é trabalho afinal? Trabalho é sentar na frente do computador e ficar mexendo em planilhas, apresentações e respondendo emails? Se eu tiver tomando um café com um amigo, não estou trabalhando? Se eu tiver deitado no sofá, viajando nas minhas ideias, eu não estou trabalhando? Trabalho é a história mais mal contada da humanidade. É hora da gente repensar tudo isso. Derrubar nossas crenças e desconstruir tudo.

7 - Aprendi a viver na escassez

Não existe para todo mundo. Por isso é bom você garantir o seu. Eu preciso garantir minha vaga na faculdade, no mercado de trabalho, e não posso contar minha ideia para ninguém. Senão vão roubá-la. E alguém vai ganhar dinheiro com a minha ideia.

Aprendi que preciso poupar para o futuro. Porque no futuro vai faltar. Nunca se sabe o dia de amanhã. E agora eu to conhecendo uma palavra chamada abundância. E ninguém nunca me ensinou sobre isso. Não se trata apenas de ter muito dinheiro. Mas de ter todas as coisas que você precisa. De poder acessar os recursos que você quer a hora que você quer. De poder contar com pessoas que sabem fazer o que você não sabe e estão super dispostas a te ajudar. De confiar que no universo existe tudo o que você precisa. E a vida sempre vai te prover do que você precisa para realizar qualquer coisa.

8 - Eu aprendi a competir

E não aprendi nada sobre colaboração. Eu nem sei colaborar direito, porque aprendi o contrário. Aprendi a garantir o meu, me isolar e não ajudar todo mundo que tenho vontade. Aprendi a analisar o que uma pessoa pode me dar em troca antes de ajudá-la. E eu sinto vergonha de tudo isso. Sinto vergonha de não saber como ajudar as pessoas e como colaborar de verdade.

Vou parar essa lista por aqui pro texto não ficar muito longo. Mas tem mais um monte de coisas que aprendi errado. Na verdade, acho que aprendi tudo errado.

Criamos uma sociedade que empodera as pessoas erradas. E nós seguimos as pessoas erradas. Como o cego liderando o cego. Mas felizmente acho que tudo isso está mudando. Eu estou me dando conta de que aprendi tudo errado.

E to jogando uma granada nas minhas crenças. Implodindo com dinamite tudo o que sempre acreditei que era verdade. Quando você se dá conta de que as premissas estão erradas, você precisa desconstuir tudo e começar do zero. Como seu eu apertasse o botão reset. E é o que estou fazendo.

Estou aprendendo. E experimentando, vou errando e chegando mais perto de quem realmente sou. E quem sabe um dia eu aprenda e aí escrevo um manual de como viver no Planeta Terra…

Gustavo Tanaka 


Autor: Gustavo Tanaka 
Autor do Livro "11 Dias de Despertar"
Veja mais Gustavo Tanaka Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...