sábado, 5 de dezembro de 2015

Paulo Veneziano - "A unidade do coração divino" - 30.11.2015



Filhos da unidade!

Estamos em júbilo por poder lhes trazer uma sequência de ensinamentos sobre o processo de ascensão planetária. Trabalhamos arduamente nos últimos séculos de seu tempo contínuo para que pudessem chegar a esse ponto, no qual estão a sustentar a luz do amor e compaixão em seus seres, estando cada vez mais próximos de se colocarem em unidade à criação.

Nossa legião sustenta a luz do amor. Luz essa que permeia toda a criação, mas que há pouco de seu tempo não podíamos irradiá-la, nos níveis vibracionais que hoje recebem, pois seus corpos não suportariam. Há algum tempo, seus corpos não tolerariam a irradiação de amor que os atinge nesse momento, mas em razão do foco no bem comum de toda a humanidade que estão a sustentar, derrubando as antigas formas de ser, já são capazes de receber essa luz amorosa que irradiamos para a expansão de sua consciência.

Meus amados, sintam por um breve momento a doçura dessa luz, que se manifesta em perfeição divina com tudo o que é. Respirem e sintam a compassividade que irradia dessa luz maravilhosa. Fechem os olhos, somente respirem e permitam que ela irradie seus seres nesse momento. Parem por um minuto e se permitam sentir todo amor que sustenta seu mundo nesses tempos. Essa luz atua em benevolência a seus seres. Abram-se a recebê-la porque são merecedores dessa benção.

Mestres amados, há toda uma legião de seres amorosos a os amparar. E nos últimos tempos, em prova desse amor, vocês têm recebido as diferentes visões dentro das especialidades que permeiam nossa fraternidade, sobre o processo ascensional do planeta. Os mestres têm lhes trazido em partes a visão do todo e hoje venho lhes falar sobre essa congregação de esforços em prol de seus despertares. Nossa casa se compõe de uma fraternidade de irmãos ascensos que, assim como vocês, passaram por diversas experiências no plano terrestre. Em razão dessas experiências, despertaram seus seres à missão que lhes comungou o pai celestial, em unidade à ressonância de seus corações.

Filhos queridos, o pai conhece cada um de seus filhos e assim lhes atribui a missão de acordo com os desígnios de seus corações, porque ele sabe profundamente sobre aquilo que seus seres almejam. Há uma unidade de propósitos onde seus corações se harmonizam ao propósito universal, em amor e benevolência a tudo que é. Porque não existe nada na criação que não tenha um propósito em comunhão e perfeição com o todo.

Ao mesmo tempo, o pai celestial, em comunhão às energias benevolentes do amor, lhes atribuio livre arbítrio para que possam, a partir de suas próprias vontades, encontrarem a comunhão de propósitos de seus seres com toda a criação. Ele sabe, mas não lhes dirá qual é, porque a beleza do processo está em descobrirem. Isso é o que se denomina em sua linguagem, de processo de despertar, ou seja, encontrarem a ressonância de seus corações e corpos com a unidade, passando a agir como UM. A partir desse momento, o espaço que o pai reservou a seus seres fluirá como uma fonte que brota da terra e desce à montanha em perfeição ao encontro do oceano. Assim são vocês, meus nobres mestres, filhos do pai celestial em missão de expansão da consciência, para retomarem toda sua grandeza e se colocarem em comunhão com o UM. Assim se colocam também os mestres que lhes trazem mensagens de amor, esperança, incentivo, desenvolvimento, força interior e conhecimento espiritual. Eles o fazem em comunhão de corações para que, em partes,reconheçam a grandeza do divino pai celestial que atribui a cada um de seus filhos seu quinhão na missão divina de instauração da perfeição divina.

O pai celestial é o grande artista do cosmo onde, em benevolência, atribui responsabilidade a seus filhos, não em imposição, mas sim, em harmonia divina. Os corações ressoam exatamente com os desígnios da perfeição divina em prol da criação. Seus filhos se colocam em unidade e podem fluir com perfeição porque seu papel no todo é desempenhado em graça e facilidade, porque ressoa em perfeição com seus seres. Não há nada mais belo na criação do que quando o ser se coloca em unidade e então passa a exercer sua obra em comunhão com a totalidade.

Esse é o processo que atualmente enfrentam, de despertarem para seus propósitos de coração com a unidade, em meio ao plano físico. Para tanto, primeiro estão a criar condições em seu mundo para que possam assim se colocar.

Sim, queridos, pois ainda não o fazem, não porque são menores, mas porque se propuseram a ajudar um planeta que não lhes concede, plenamente, essa opção. Então, primeiro estão se expandindo para criar um mundo que lhes forneça tais condições, para que cada vez possam estar mais pertos de se desenvolverem em perfeição, ainda que no plano físico. Há trabalho ainda, para que esse mundo permita que se coloquem em perfeição divina com toda a criação! O mundo em que vivem ainda impõe restrições a seus seres.

Porém, muito já caminharam no sentido de criar condições para que possam atuar em liberdade, sem as restrições de todos os tipos que enfrentam e, assim, possam unicamente buscar seus corações. Para que isso ocorra, mudanças fantásticas estão a se manifestar, graças ao grande trabalho que já fizeram.

Assim que as mudanças físicas se manifestarem, a felicidade que tomará seus seres nos permitirá estar cada vez mais próximos, auxiliando-os em seus processos de desenvolvimento. Em determinado momento desses processos, passarão saber exatamente o que seus seres almejam, colocar-se-ão em unidade de propósitos. Estarão totalmente despertos aos seus propósitos divinos, em unidade de corações.

Passem a observar, meus filhos! Quando tomarem contato com os ensinamentos sagrados que lhes transmitimos, procurem observar como cada um dos mestres desenvolve a obra com suas particularidades, ainda que sobre o mesmo evento. Isso porque, filhos, atuamos em perfeição e unidade de corações com o UM. Então o pai nos dá liberdade tal como para vocês, para que tenhamos nossa própria visão do processo e assim possamos desenvolver nossa missão de alma em comunhão e benevolência à criação.

Busquem também incessantemente essas suas missões, aquelas que ressoam interiormente com seus corações, porque assim estarão cada vez mais próximos da unidade e de todos os seres celestiais que se colocam em seu auxílio. Assim o fazendo estaremos livres a os ajudar, porque só não o podemos quando se colocam em resistência com a criação.

Portanto, filhos, busquem a cada dia aquilo que ressoa com seus propósitos, apesar de tudo que enfrentam, porque dia a dia estarão mais próximos da felicidade sem limites que o pai proporciona a cada um de seus filhos.

Eu sou Paulo, o Veneziano, e sustento em meu coração o propósito divino de união e congregação de intenções, levando comigo a chama do divino Espírito Santo do criador, porque essa foi a missão que o pai me concedeu em acordo com a vontade de meu coração. Irradio essa chama a cada dia para que assim se coloquem em comunhão de intenções com a unidade, irradiando sua plenitude e perfeição!

Com muito amor, 

Paulo, o Veneziano.

-----------------------------------------------------------------------------

Decreto do amor incondicional – Mestre Paulo, o Veneziano
EU SOU o amor que preenche meu mundo material
EU SOU o amor que a tudo compreende
EU SOU o amor ilimitado que me une a toda criação divina
EU SOU a oportunidade amorosa de caminhar na luz
EU SOU reconhecendo o amor em todos os seres
EU SOU sustentando o amor e harmonia entre anjos, homens e elementais
EU SOU estabelecendo para a Terra o seu plano de amor
EU SOU, EU SOU, EU SOU

Fonte do decreto: Templo de Yris

Canal: Thiago Strapasson
Veja mais mensagens dos Mestres Ascensionados Aqui


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...