sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Mãe Gaia - "A História de Gaia" - 13.01.2016


Meus Queridos Parceiros de Ascensão,

Primeiro permitam-me responder uma pergunta que tem sido feita por muitos dos meus despertos. Essa pergunta é: “Como eu posso melhor servir ao processo de ascensão planetária?” Minha resposta é – pacientemente.

Eu sei que paciência não é uma característica comum neste mundo moderno de hoje. A pressa e competição da vida diária, correr, “chegar lá primeiro” e “fazer agora” ofuscam meu ideal planetário de calma paciência. A paciência é tão vital porque o corre-corre de trabalhar arduamente para progredir abaixa sua ressonância à consciência de sobrevivência.

Tal como a pressa é uma característica humana, a paciência é uma característica planetária. Vocês acham que eu poderia ter criado oceanos poderosos, vastos prados, cordilheiras altas e florestas imensas sem paciência? A humanidade pensa em termos de dias e anos, enquanto que eu penso em termos de séculos e milênios.

Entretanto, nós estamos retornando para uma frequência de realidade em que o tempo somente é medido em termos de AGORA. Nós estamos no Jogo Final do experimento de vida numa dimensão/frequência em que as polaridades criam inúmeras limitações e separação do Espírito.

Lembro-me claramente quando nós, a consciência coletiva de todos os seres maravilhosos do meu planeta, decidimos pelo experimento de criar esse holograma para que pudéssemos experimentar ter forma nas dimensões inferiores. Nosso planeta era para ser tetradimensional que tem polaridades, mas o tempo, o espaço e a forma são mutáveis.

Devido à elasticidade da forma, aqueles que se voluntariam a ser seres unidimensionais, tais como rochas, leito de rios e cavernas profundas, poderiam facilmente transmutar sua frequência para assumir a forma bidimensional dos animais inferiores, árvores e flores. Além disso, os animais poderiam se tornar pessoas e pessoas poderiam se tornar animais.

Quando a Terra estava na quarta dimensão, todos nós vivíamos em comunicação constante com o nosso EU Criador, os Elohim, que mantinham nossa forma, e os Anjos, que nos mantinham em conexão infinita com a Fonte. Nossa alteração para a extrema polaridade da terceira dimensão começou durante o período de Atlântida.

No início, a Atlântida era tão pura e inocente quanto a Lemúria, sua precursora e a contrapartida no Oceano Pacífico. A Atlântida estava no que agora é o Oceano Atlântico e resumia como principal a energia masculina. Por outro lado, a Lemúria estava no que agora é o Oceano Pacífico e resumia como principal a energia feminina.

Com o poder de iniciativa da energia masculina, os humanos de Atlântida começaram a fazer experiências de criar novas formas para entender os poderes dos Elohim e fazer novas conexões com a Fonte. Porque a realidade Atlante era tetradimensional, esses experimentos eram fáceis devido à natureza transmutável dessa dimensão.

Infelizmente, na busca por expansão pessoal, os cientistas Atlantes gradualmente tornaram-se arrogantes e se puseram acima das leis da Natureza, o que baixou a frequência deles o suficiente para separá-los das comunicações constantes com os EUs deles, os Elohim, os Anjos e a Fonte.

Sem a conexão espiritual, eles também ficaram separados da consciência coletiva e planetária. Nesse ponto, os Atlantes começaram a desejar maior individualidade e mais controle sobre os outros e sobre sua realidade externa.

Antes disso, toda criatura, estivesse na forma de uma pedra, vegetal, animal ou pessoa, estava conectada à Fonte e a mim, Gaia, a mãe de toda experiência terrena. Junto com o Pai Céu, Eu, a Mãe Terra, unimos toda realidade numa rede holográfica projetando vida como forma em um planeta tetradimensional.

Todos nós, até aqueles que escolheram assumir a forma de rochas, água ou insetos, sabíamos que éramos UMA consciência ligada na mesma experiência holográfica. Todos nós juntamos nossa consciência para criar uma realidade comum em que tomamos formas.

Todos nós sabíamos que essas formas eram meros trajes que usávamos no palco da vida. Então, como certos trabalhadores podem fazer “trocas comerciais” com seu cotrabalhadores, nós não víamos nada incomum em alterar para outras formas ou negociar forma com outros.

Para manter nossa matriz estável, as únicas coisas a permanecer estáticas eram as formas da Mãe Terra (forma planetária) e o Pai Céu (contentor/pano de fundo holográfico para a forma da Terra).

Para a nossa surpresa conjunta, os atores que se juntaram ao nosso palco planetário tornaram-se muito apegados aos seus papéis. Eles não queriam mais compartilhar sua forma com outros ou alterar seus papéis no nosso “palco da vida”. Por consequência, nossa adorada imagem holográfica fluida tornou-se mais estática.

Além disso, conforme os atores ficavam apegados demais aos seus papéis, eles ficavam mais afastados do seu EU Criador no interior deles. Eventualmente, esse afastamento do Espírito tornou-me cada vez mais prevalecente. Por causa disso, a frequência do meu planeta começou a baixar e muitas capacidades tetradimensionais foram perdidas.

Enquanto na quarta dimensão toda vida estava conectada através da consciência, e todos nós estávamos cientes de que projetávamos uma imagem holográfica de nossa realidade conjunta. Pela nossa conexão, nós sabíamos que o que fosse que fizéssemos ao outro, nós simultaneamente fazíamos a nós mesmos. Por conseguinte, qualquer ação que provocava dor física ou psíquica logo era descartada.

Então os Atlantes, que se viam como cientistas, passaram a acreditar somente naquilo que eles pudessem criar dentro das ilusões da matriz holográfica. Por conseguinte, a verdade da realidade mais alta deles ficou perdida e também as conexões deles com as criaturas multidimensionais do meu planeta.

Por causa do afastamento deles, eles podiam fazer experimentos com a forma de outros sem qualquer reflexão ou consciência. Eles tentaram recuperar sua capacidade perdida de alterar a forma, mas, ao invés de elevar sua consciência para uma frequência em que isso seria natural, eles começaram com operações de mutação genética e operações dolorosas.

Os experimentos deles criaram grande dor e sofrimento para seus “sujeitos” e o conceito de crueldade criou raízes no meu planeta. Com a invenção da crueldade, veio o medo. Esse medo começou a baixar nossa frequência até o ponto onde muitos estavam começando a esquecer de que nosso planeta na realidade era uma projeção holográfica, e nós – toda vida – estávamos unidos em UMA consciência na quinta dimensão e acima. Nessa época, nós estávamos no Kali Yuga da Era Atlante.

O Kali Yuga é um ciclo de aproximadamente dois mil anos que está muito mais longe da última excursão pelos campos de energia das frequências mais altas já conhecidas como o Cinturão de Fótons. Nós estamos no Cinturão de Fótons por dois mil anos, que é uma Era Dourada maravilhosa cheia de luz de alta frequência. Então, assim que deixamos o Cinturão de Fótons, nós passamos por ciclos ou Eras de 52 mil anos, em que há menos e menos luz de alta frequência.

Durante o Kali Yuga, a última Era, estivemos fora do Cinturão de Fótons por dez mil anos. Felizmente, o Kali Yuga é seguido pela reentrada no Cinturão de Fótons e outra Era Dourada por dois mil anos.

Na ilusão conjunta da rotação do tempo/espaço em torno da galáxia holográfica, o Cinturão de Fótons acontece a cada dez mil anos na Era de Leão e na Era de Aquário, em que estamos entrando agora. A vasta concentração de fótons pentadimensionais e acima no Cinturão de Fótons facilita o despertar dos jogadores do holograma.

Aqueles que já despertaram para o fato de que estão unidos numa realidade holográfica conjunta de vida na forma, e também aqueles que são despertados pela proximidade do Cinturão de Fótons, são presenteados com uma oportunidade de sair da realidade virtual e retornar ao seu EU Criador Multidimensional na quinta dimensão e acima.

“Sair” do holograma é muito diferente de morrer. Quando vocês “morrem”, vocês ainda não despertaram para seu EU Multidimensional ou para o fato de que VOCÊS são e sempre foram o projetor da realidade que vocês têm experimentado como um ser físico no meu planeta.

Por outro lado, quando vocês saem, vocês despertaram para se lembrar do seu EU. Por conseguinte, vocês podem conscientemente escolher retornar ao seu verdadeiro EU Criador. Em outras palavras, vocês ascendem para a quinta dimensão e acima para se fundir com o seu EU Criador Multidimensional.

A entrada no Cinturão de Fótons sempre serviu como um reinício da projeção holográfica da forma nas dimensões inferiores. A base da Mãe Terra e Pai Céu permanecia, mas começava um novo jogo e novas Almas podiam fazer a experiência com a vida em forma. Com o ciclo terminando com Atlântida, o reinício não veio tão cedo.

Devido à grande quantidade de medo que invadiu a consciência coletiva e planetária, a frequência da Terra caiu da quarta dimensão superior para o Plano Astral Inferior (a frequência mais baixa da quarta dimensão) e até para a terceira dimensão.

Visto que a nossa realidade era para ser tetradimensional, a terceira dimensão era tão baixa que a própria matriz holográfica estava começando a degradar. O resultado final dessa degradação seria o colapso total de nossa matriz e o fechamento total da projeção holográfica.

Eu enviei um chamado por assistência das dimensões superiores e seres de luz maravilhosos se voluntariaram a entrar na nossa realidade holográfica para reparar a matriz com a luz superior deles. Eles tiveram sucesso no que tange à minha matriz Terra ter permanecido, mas a terceira dimensão se tornou minha ressonância permanente.

Apesar de que muitos jogadores terem escolhido sair do holograma durante a última excursão pelo Cinturão de Fótons, muitos Atlantes quiseram permanecer no holograma. Eles estavam cientes de que a consciência deles ficara tão distorcida que eles praticamente quebraram sua “placa mãe da Terra”.

Eles quiseram retornar a Gaia e consertar o dano que eles fizeram. Felizmente, os Seres de Luz voluntários que responderam ao nosso SOS planetário concordaram continuar assistindo nossa matriz pelo ciclo seguinte de dez mil anos antes de nossa reentrada no Cinturão de Fótons.

Atualmente estamos nos anos finais dos dois mil anos do Kali Yuga. Tal como com os tempos Atlantes, estivemos o mais distante de nossos dois mil anos de luz no Cinturão de Fótons. Por conseguinte, experimentamos um período de grande medo e escuridão.

Entretanto, assim que transmutamos esse medo e escuridão em amor e luz nós temos maior capacidade de lembrar nosso EU e ascender de volta à realidade pentadimensional do nosso EU Criador. Com essa entrada na Luz Superior, eu, Gaia, irei me unir a vocês, e a sua ascensão pessoal também será uma ascensão planetária.

Além disso, nosso segmento de espaço/tempo 3D deseja ascender de volta para a quarta e/ou quinta dimensão e acima. Por conseguinte, todos os jogadores de nossa matriz holográfica retornarão à quinta dimensão tal como a forma da Mãe Terra (forma planetária) e o Pai Céu (o contentor/pano de fundo holográfico para a forma da Terra).

Por causa disso, grandes seres de dimensões mais altas se voluntariaram a baixar sua frequência o suficiente para entrar em uma forma tridimensional para curar minha matriz planetária e participar da glória de nossa grande ascensão.

Devido à introdução do medo, a frequência de nossa matriz holográfica lentamente caiu da quinta dimensão para a quarta dimensão e então entrou na escuridão do Plano Astral Inferior da quarta dimensão, e então na terceira dimensão na “Queda de Atlântida”.

Agora, está retornando à Unidade e ao AGORA sem tempo da quinta dimensão de onde nós viemos. Eu sei que alguns dos meus humanos podem não estar preparados para liberar seus apegos tridimensionais, mas preparativos têm sido feitos para eles também.

Nossas formas agora são tridimensionais e nossas auras, pessoal e planetária, são tetradimensionais. É na quarta dimensão que vocês descansam entre suas entradas em ainda outra vida holográfica.

Muitos de vocês que estão encarnados nesta época praticaram sua contribuição em vida após vida para esta grande ascensão. Entre essas vidas, vocês descansavam na quarta dimensão. Alguns de vocês até foram capazes de ascender e voltar a se unir ao seu EU na quinta dimensão e acima.

Muitos daqueles de vocês que ascenderam retornaram nesta época para assistir com nossa ascensão planetária. Na verdade, vocês muito bem podem estar entre os jogadores originais e/ou aqueles que se voluntariaram a salvar nossa matriz na queda de Atlântida.

Por causa de seu serviço planetário passado vocês desejaram retornar para participar desse momento maravilhoso da conclusão de um grande experimento. Além disso, muitos membros de outros planetas, galáxias e dimensões têm sido de grande assistência a partir da quarta e da quinta dimensão.

Em alguma época, a maioria de vocês adormeceu para seu verdadeiro Eu e ficou presa nas ilusões da realidade tridimensional. Vocês então estavam limitados a reencarnar/entrar no holograma da Terra física de novo e de novo.

Felizmente, eventualmente vocês despertaram e estão despertando para a verdade de que VOCÊS realmente estão projetando seu padrão de energia holográfico a partir da quinta dimensão e acima. Eu desejo lhes dizer que eu, Gaia, lembro e CONHEÇO espiritualmente cada ser que tem encarnado em alguma forma, seja rocha, inseto, planta, animal, humano, fada, Elemental, Elohim ou Anjo.

Eu sinto o grande amor e dedicação de cada um dos meus humanos que retornou para ser meu parceiro na ascensão planetária. Eu também sinto aqueles que têm medo de mudança, qualquer mudança, porque ainda estão muito cheios de medo de se aventurar fora de sua zona de conforto.

Para aqueles que ainda estão adormecidos para o EU deles, eu ofereço a mesma paciência que tive enquanto eu criava montanhas e oceanos. O tempo é uma ilusão, pois nossa realidade holográfica é projetada a partir do AGORA do UM.

Portanto, aquilo que tem sido projetado para o holograma tetradimensional pode permanecer ativado para aqueles que precisam de mais “tempo” para despertar e lembrar que TODOS NÓS somos UM!

Obrigada por se unirem a mim em nosso grande experimento. Tal como juntos nós criamos a projeção de nossa Terra holográfica, juntos nós abraçaremos nosso EU Criador que é o nosso projetor da vida na Terra tridimensional.

Foi o surgimento do medo que baixou nossa matriz do estado de jogo e criatividade da quarta dimensão e para as polaridades extremas de luz/escuridão, amor/medo, masculino/feminino da terceira dimensão.

Quando encontrarmos o caminho central entre essas polaridades, nós viajaremos de volta pela quarta dimensão para retornar à Unidade do UM na quinta dimensão e acima.

Sua Parceira, Gaia.


Canal: Suzanne Lie PhD  
Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com
Veja mais Mãe Gaia Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...