terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Mestre Serapis Bey - "Sobre as emoções humanas" - 16.01.2016



Amados e Mestres Missionários!

Viemos a lhes falar sobre suas emoções, sobre como se olham e como se enfrentam diante das experiências da vida; as emoções humanas, as quais foram ensinados a bloqueá-las e a suprimi-las, por pensarem ser menos elevadas.

Os sentimentos humanos, as emoções, meus filhos, estão aí a lhes ensinar. Elas devem ser vivenciadas, experienciadas, sentidas. Seus corpos, suas emoções prestam grandes serviços ao desenvolvimento de sua alma. Esses sentimentos os levam a se confrontarem, a se olharem e se perguntarem. Quem sou eu? E a resposta os aproximará de sua essência fazendo com que tomem contato com os aspectos mais interiores de sua alma, aqueles ainda desconhecidos.

Filhos, não existe um único ser humano nesse orbe que não esteja a se enfrentar. As experiências mais inusitadas estão a experimentar a alma e a essência, fazendo-os se encararem. Todos os caminhos humanos os levam a isso, ao enfrentamento, à experiência da alma, ao contato com sua essência.

Então, amados, não existem sentimentos mais sublimes que outros, pois todas suas emoções estão aí a lhes mostrar quem são. As emoções humanas, meus amados irmãos, devem ser vivenciadas com entrega, sentidas de forma integral, porque serão elas que os levarão ao desenvolvimento de seus seres, ao caminho do coração ascendido.

Vocês, entretanto, foram ensinados a bloquear-se, a submeter seus sentimentos ao que dizem ser aceito, ser correto. Vocês submetem suas emoções e seus sentimentos à ordem que lhes foi imposta e aceita. E, assim, vocês se bloqueiam. Vocês deixam de dar vazão a eles deixando de se experienciar e de se enfrentar, porque há uma ordem que lhes diz sobre os sentimentos que devem ser aceitos por vocês e aqueles que devem ser suprimidos.

Então como é que vocês se olham enquanto humanos? Porque se entregar de coração à vida, também é ser humano. Foi para isso que criaram toda essa realidade que vivenciam: para se entregarem à sua humanidade.

Muitas vezes, até essas emoções humanas que vieram a experienciar vocês bloqueiam, vocês seguram, vocês dificultam o fluir. Mas, queridos, até para ser humano é necessário se entregar aos seus sentimentos, às emoções, de maneira que elas vão confrontar sua essência. Quando se entregarem a esses sentimentos, eles o levarão a se enfrentarem, mas eles não te controlarão porque vocês tomarão contato com sua energia divina, com sua essência, então estarão a se conhecer mais profundamente.

As emoções, então,... elas não te controlam! Vocês as sentem, vocês as vivenciam, se entregam a elas, permitindo o fluir livre das energias humanas, mas ao alto estará sua essência, seu coração, que lhes permitirá vivenciar esse processo.

A humanidade é algo lindo! Uma experiência extremamente enriquecedora à sua essência, mas precisa ser vivenciada com entrega, com confiança, sabendo que há algo interior mais forte que isso. Então ela jamais irá os controlar, os dominar.

É como se estivessem em um barco atravessando o oceano. Vocês passam pelas ondas, elas te jogam, elas te lançam, te levam ao medo, ao caos, mas vocês não se molham. Vocês permanecem centrados em sua essência. Vocês atravessam todo esse oceano com entrega, com confiança, mas a sua essência lhes dirá quem são.

Isso, amados, é ser humano! É vivenciar, experimentar, sentir o medo, viver o caos, sentir a paixão, a atração. Os sentimentos mais humanos como o ciúme, o ódio, a perda, o ganho, o amor condicionado, mas não se molhar. Isso tudo passa por vocês. Essas energias entram em seus seres, mas então vocês se buscam, se interiorizam e sua essência surge radiante do outro lado a lhes dizer quem são.

Mas, filhos, vocês percebem que ser humano também exige entrega, aceitação, fluxo. Vocês vão vivenciar, experienciar esses sentimentos, sem culpa, sem penitência, sem autoengano, sem castigo, deixando que essas energias fluam sobre seus seres, que elas transpassem seus corpos e que os façam vibrar.

E sua essência estará lá a observar esse processo, a os guiar. Seus corações estarão a irradiar sua essência e as emoções humanas estarão a fluir, a os jogar, a os arremessar, a os colocar ao limite. Mas seu ser, este estará no barco, protegido das ondas e, ao final do percurso, não haverá uma única gota desse oceano que terá os atingido, porque sua essência esteve lá o tempo todo protegida de todo o oceano à sua volta.

Quando travam esses sentimentos, quando os abafam, os ocultam de vocês e dos demais, vocês estão se colocando em resistência, tentando ir contra o fluxo, tentando afastar sua natureza humana. Natureza essa que está aí para ser sentida, experienciada, para que se busquem e se conheçam. Mas quando se entregam a essa humanidade então nos aproximamos de vocês, porque sentimos sua verdade, sua aceitação, sua coragem.

A entrega, amados, a aceitação é tudo que precisamos para que possamos nos aproximar. Apenas isso! Quando aceitam sua humanidade mantendo-se em essência estão a se sublimar perante toda a criação. Porque as vibrações humanas, as vibrações que os rodeiam são sentidas de acordo com sua entrega, com sua verdade, com sua intenção de se conhecer, de se aprofundar em seu ser.

Amados, esse é um recado de amor, para que afastem a culpa, o julgamento, o medo de se conhecerem, de tomarem contato com sua Luz, com sua escuridão, com o divino Eu Sou em meu coração. Por quanto tempo estiveram a se culpar? A se sentirem menores em sua humanidade, quando deveriam entendê-la como uma enriquecedora experiência? Simples assim! Não há julgamento, não há culpa, mas somente experiência.

O que lhe pedimos? É que deixem com que essas energias humanas, esses sentimentos, essas emoções, passem sobre seus seres, vivam essa experiência com entrega, porque lhes digo, há muitos que gostariam de estar aí, em seu lugar, sendo um simples humano.

Com todo meu amor.

Mestre Serapis Bey


Canal: Thiago Strapasson
Veja mais mensagens do Mestre Serapis Bey Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...