sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

O Amanhecer da Consciência - "O domo da paz"



Por vezes sentimo-nos confusos, perdidos, sem chão… Sem objetivo ou visão…

Para mim, tudo fez parte do que fiz ontem… Do que deixei de fazer… Aquela atitude impulsiva, arrependida no instante seguinte… Aquele contestar por julgar… Por querer ser a própria razão… Aquele ato impensado sem sentido de revidar uma mágoa…  De dormir com o orgulho… E acordar com a solidão…

Qual o porque de tudo, de tamanha imperfeição?

Não faz mal… Nada é por acaso… Nada é em vão…

Melhor purificar velhas crenças… Velhos conceitos e equívocos… Sei que cada lágrima que rolou dos meus olhos… Cada sentimento de a nada pertencer… Cada dor angustiante no peito… São páginas escritas na história do crescer…

No fundo da alma, biografias que não se resgatam, mas trazem a compreensão para o próximo passo… O próximo ato… O próximo salto…

A interpretação de que se pode atingir a perfeição, ao perceber um sentido profundo, de um desejo de abraçar o mundo e dizer a quem pertenço, de onde vim e para onde vou… Para todos que se integram, se assemelham e que ao viver se entregam;

“Somos com Deus por início, por princípio, pelo meio ao infinito… Então sabendo que por isso existo, revivo agora dizendo do coração; … Eu Amo e renovo, e por esse Amor resgatado, emano gratidão”…

A tristeza não me define como Ser … Define a emoção em desalinho…  Sou definido pelo Amor e por Amor… Ainda que muros altos mostrem-se intransponíveis ao meu sorrir permanente… Perseverante encontrarei liberdade…

Por agora, sorrio  de volta ao meu coração… Pela lágrima que enxugou por mim… Quando eu não soube mais o que sonhar, e como um domo da paz, acolheu-me e sem reservas, fez-se ouvir por minha mente ao revelar;

“Saberás o que sonhar além do que podes enxergar… Hoje percebes o mundo pequeno, limitado, mesquinho, fútil, odioso… O mundo ilusório de omissões e proposto à servidão de tua alma … Sou teu coração… Sou quem te conecta à verdade, à criação, à compreensão da unidade …

Sou quem manteve teu amor até aqui, quem o perpetuará… Quem mostrará por meio de cada gesto generoso teu, cada expressão grata, de confiança e resignação ao fluxo de teu caminhar, que do reino de teu Criador, vens da raiz e proclamada semente … A herdeira condutora do amor e da felicidade una do existir …

És a fertilidade da evolução… És o caule, o ramo e o fruto, que expandirá as novas sementes de vida… Por tua maior, verdadeira e única expressão…

Dedico a ti a auto gentileza… A que nesse dia a partir da gratidão, ao te aceitar e ao bem querer à tua própria vida, eu reescreva esta história mal contada… Ao lançar-te ao novo mundo, com inspirações de um universo… E ao que viveu não desejado, ao invés de controverso, recomeçar com o Amor em versos, em atos, em sonhos já manifestados…

Maravilhoso despertar… A partir do poder de transformar, recriar… Declarar-te vida constante… Elevada a um potencial não limitante… À segunda vida que a ti vier diante e além de ti… Na diversidade que for,  de Deus um semelhante…

De um aspecto coração a todo coração… De uma essência a toda essência… De milagrosa vida a todo milagre vivente… De um profundo Amor a todo Amor inerente… De uma Divindade à toda Divindade… De onde vem toda a verdade… Para sempre, e pelo todo… Sempre”…


Edição de Vídeo/Áudio por PALMA: https://youtu.be/ucpOUdUQPa0 

Autor: Fred Cury 
Veja mais O Amanhecer da Consciência Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...