quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

O Conselho - "Crenças Inconscientes" - 14.01.2016



Vamos falar hoje das crenças inconscientes. Em nossa última mensagem, nós usamos as palavras ‘merecer’ e ‘digno’. Nós usamos a palavra ‘indigno’. Isto foi no contexto de um discurso sobre a ilusão da separação. Nós gostaríamos de expandir esses termos hoje.  

Nós entendemos, e afirmamos que a humanidade está no processo de trazer a ilusão da separação ao fim. Visto a partir do seu ponto de vista, será óbvio que nem todos estarão no mesmo ponto do processo. E as ideias de indignidade e de ser indigno são uma âncora inconsciente segurando muitos no lugar onde estão. Pela ideia de que não é possível estar em contato com o divino. Há até mesmo aqueles, e não poucos, que teriam medo de alcançar essa unidade. Portanto, temos aqui algumas coisas sérias para discutir.

Se você não pode pensar em si mesmo como sendo merecedor de alguma coisa, você nunca será capaz de tê-la. Se alguém viesse e a desse a você, você iria descobrir uma maneira de perdê-la. O mesmo é verdade ao sentir-se indigno. E quase todas as pessoas em seu mundo pelo menos começaram a julgar-se, elas mesmas, como estando nesse estado, se apenas não se proporcionam a necessidade de serem punidas. Há muitos séculos essas coisas tem sido ensinadas para vocês, e que resultaram em você acreditar nelas.

É agora um conceito amplamente compreendido que, o divino não julga. Mas entender este conceito não garante que ele seja aceito em um núcleo mais profundo. É bastante possível pensar em uma coisa e realmente acreditar no oposto. De fato, é mais do que possível, é comum.

Quanto a ter medo de atingir a unidade, ou até mesmo de progredir, isso também está mantendo muitos presos. Você não sabe que tipo de vida você vai levar quando essas coisas forem superadas. E o que não se sabe, foi-vos ensinado a temer. E, novamente, é possível desejar algo e ainda temer a tê-lo.

Há práticas entre vós nestes dias que irão ajudá-lo a encontrar e a extirpar essas coisas. E elas podem ser encontradas e trabalhadas durante orações e meditações de todos os tipos. Não estará tudo perdido, no entanto, se você não praticar estas coisas. Poderá ser muito mais difícil vê-las em si mesmo no entanto.

Esse é o truque, você vê. Você precisa saber que elas estão lá. Uma vez que você as encontre, apenas o fato de estar consciente delas, vai começar a dissolve-las.

Agora, no momento que você está vivendo, as energias as quais seu mundo está sendo inundado, essas coisas estão vindo para a superfície, para que você possa vê-las e liberá-las. E há aqueles que entendem isso trará um tempo muito melhor, do que aqueles que ainda não sabem o que está acontecendo. É claro que é esta a razão pela qual nós nos mantemos apontando coisas como esta para você.

Há mais uma sugestão que nós faremos, e não será a primeira vez que a faremos, nem será a primeira vez que você vai tê-la visto. Se você fizer uma prática diária de sentar-se calmamente e respirar a luz branca, ou, talvez, a branca e a violeta, e esta luz entrando pelo topo de sua coroa, do seu coração, e, em seguida, em todo o seu corpo, você poderá fazer grande parte deste trabalho assim. Não é necessário gastar grandes quantidades de tempo com isto. É bom se você puder se lembrar de fazê-lo muitas vezes durante todo o dia.

É aceito por muitos que vocês estão prestes a entrar numa fase inteiramente nova deste processo de Ascensão. E isso é verdade. Seria um choque para você descobrir que este processo de auto-aperfeiçoamento não vai acabar lá?

Pensamos que será suficiente por agora. Bom Dia.

O Conselho


Tradução: Adriano Pereira / http://blogluzevida.blogspot.com.br/
Veja mais mensagens do Conselho / Eu Superior Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...