terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Benjamin Fulford - "Teria um banqueiro chinês anunciado o maior evento da história humana?" - 22.02.2016



Na semana passada, Zhou Xiaochuan, o chefe do Banco Central da China, anunciou numa entrevista e num jargão altamente técnico, que a China não iria atrelar sua moeda ao dólar americano. Em seu lugar, o yuan chinês estará vinculado a uma ampla cesta de moedas, disse Zhou.


Esta mudança, aparentemente, arcana poderia desencadear um colapso do dólar norte-americano que, como o economista Peter Schiff colocou, "será o maior evento da história humana".


O fato é que 84% da força de trabalho dos EUA, está no setor de serviços (bancos, governo, varejo etc.), ou seja que, na realidade, não produzem nada. Em outras palavras, os americanos não fabricam coisas suficientes para pagarem as coisas que importam do resto do mundo. Os meios de propaganda corporativa, todavia, ainda se apegam à mentira de que os EUA são a maior economia do mundo e que a China estaria em segundo lugar. Isso é pura e simples ficção. Os chineses, por exemplo, produzem 11 vezes mais aço do que os EUA e, nos últimos 3 anos, sozinhos, produziram mais concreto do que os EUA usaram durante todo o século 20. Os chineses produziram muito, o suficiente para exigirem o pagamento real por seus bens, sem os chamados dólares norte-americanos.

A importância dessa mudança foi destacada pelo colapso de dois dígitos no comércio mundial em janeiro e o fechamento de portos nos Estados Unidos. Em janeiro, as exportações chinesas caíram 11,2% numa taxa interanual, enquanto as importações caíram 18,8%. A maior parte desta queda estando relacionada com os EUA. A mensagem foi clara:  Que aos EUA, não seria mais permitido pagar suas aquisições com dinheiro impresso, sem lastro.

Este movimento chinês foi o que levou o porta-voz do governo corporativo dos EUA, o Presidente Barack Obama, a pedir aos anciões chineses e a família Rothschild, permissão para desvalorizar o dólar, pedido que foi negado, como informado aqui na semana passada.

O fracasso na concessão dessa permissão para desvalorização do dólar norte-americano, foi o que levou os manipuladores de Obama a convocar uma reunião de cúpula de emergência não programada de chefes de Estado, da ASEAN, na semana passada, na Califórnia.

Na verdade, o verdadeiro encontro, teve lugar na Califórnia e foi entre o General Joseph Dunford, chefe dos militares dos EUA e o General Mulyono, chefe do Estado Maior das Forças Armadas da Indonésia. O objetivo desta reunião foi discutir sobre ouro, muito ouro, de acordo com fontes americanas do Pentágono e da CIA, baseadas na Indonésia. Como resultado desta reunião, aos EUA, foi dado o direito de se financiar através da exportação do ouro da gigantesca mina de Freeport McMoRan, em Papua, para a China. De acordo com a fonte da CIA, o minério de ouro é transformado numa pasta fluida e bombeado diretamente para navios, que transportam para Hong Kong para seu refino. Embora o montante seja desconhecido, aparentemente é suficiente para manter o funcionamento do governo dos EUA.

Além disso, nesta reunião os militares dos EUA receberam permissão para desenvolverem um enorme e novo depósito de platina e ouro e estabelecerem bases nas ilhas indonésias, próximas do Mar do Sul da China. Os indonésios terão grande participação na ação, além de proteção em troca de sua cooperação, segundo as mesmas fontes.

A maior história por trás de tudo isso, é que os militares dos EUA estão construindo uma aliança militar global, certificando-se de que não acabemos como um só mundo chinês.

Em 11 de fevereiro, antes da reunião com o chefe do exército da Indonésia, o General Dumford  se reuniu com os chefes das forças armadas japonesas e sul-coreanas, para, aparentemente, discutirem  sobre os "mísseis norte-coreanos".


O verdadeiro objetivo do encontro foi de garantir que as forças armadas japonesas e coreanas permaneçam alinhadas com a Rússia, EUA e a aliança militar europeia, conforme selado, quando o Papa se reuniu com o Patriarca Ortodoxo Russo, Cirilo, em 12 de fevereiro, disseram fontes da Sociedade do Dragão Branco.

Esta aliança, além de manter a China sob controle, é destinada colocar a casa em ordem no Oriente Médio. Nessa frente, Obama foi instruído a dizer ao mundo que a Arábia Saudita possui armas nucleares. A mensagem enviada, de acordo com fontes do Pentágono, era que os russos estariam liberados para usarem armas nucleares para atacarem a Arábia Saudita. Também existe um acordo secreto de que a OTAN não irá defender a Turquia, se  Rússia atacá-la, dizem as fontes.

Os turcos e os sauditas, juntamente com seus aliados nazistas na Ucrânia, reuniram um exército mais de um milhão se soldados, com até 3.500 tanques, mais de 3.000 aeronaves de alto desempenho e sistemas avançados de mísseis.


Também possuem, pelo menos, 200 armas nucleares fornecidas por Israel ou roubadas dos arsenais da OTAN, na Turquia. Este exército foi montado para criar um superestado islâmico ou califado. Este estado tem a intenção de incluir a África do Norte, o Oriente Médio e grande parte da Ásia Central. As ondas de refugiados muçulmanos que estão sendo derramadas na Europa, quase que certamente estão sendo usadas como mecanismo de pressão para obterem a aquiescência Europeia a este plano.

No entanto, teria sido dito à cúpula militar turca e saudita por seus colegas americanos, que seus líderes políticos seriam derrubados se tentassem usar este vasto exército num movimento suicida contra a aliança militar Rússia/EUA.

Arábia Saudita e Turquia, respectivamente, também estão sentindo problemas financeiros, devido, respectivamente, ao baixo preço do petróleo e a queda no comércio e turismo. Estes problemas forçaram a Arábia Saudita a cancelar US $ 4 bilhões em ajuda militar ao Líbano, disseram fontes do Pentágono. O perdedor, neste caso, foi "a máfia judaica por trás das empresas de armas francesas", disseram fontes do Pentágono.  Além disso, o Hezbollah, alinhado com os iranianos, está sendo armado pela Rússia e, segundo as fontes, "pode atuar como um exercito auxiliar, para que a Rússia bombardear Israel com armas nucleares".

Por ouro lado, os italianos começaram a investigar Bilal, o filho do presidente turco, Recep Erdogan por lavagem de dinheiro. A mensagem a ser enviada para a liderança turca é que não estão acima da lei. Alguma espécie de federação muçulmana irá surgir quando a poeira baixar, todavia irá surgir através de negociações e plebiscitos, não pela guerra, disseram fontes da SDB.

Enquanto isso, na semana passada, o avião do Papa "foi atacado a laser por agentes do cartel de drogas", no México, sinalizando seus descontentamentos por seus esforços para cortar o dinheiro das drogas.

Também parece haver algum tipo de coisas sérias, tipo Arquivo X, acontecendo em relação a tudo isso. Recordemos quando o Vaticano foi atingido por um raio, durante as deliberações que acabaram na seleção de Papa Francisco. Em setembro passado, Meca, na Arábia Saudita, também foi atingida por um raio, que causou mais de 100 mortes.


E depois, a chegada de um navio de pesquisas russo em Jeddah, um porto Saudita próximo a Meca.


O site de notícias Sorcha Faal, dirigido pela Inteligência Naval dos EUA, recentemente escreveu que o navio estava lá para transportar algum tipo de arma secreta descoberta em Meca e transportá-la para a Antártida.


Este site de notícias foi descrito por fontes da inteligência do MI6 britânico, como utilizando algo entre 90% a 10% de verdade, mesclada com desinformação. No entanto, o que leva nossa atenção para este artigo, no momento, é o fato do Patriarca Ortodoxo Russo, Cirilo, ter ido à Antártida para encontrar-se com um navio russo, na semana passada.


Fontes do Pentágono dizem que Cirilo foi à Antártica, "para estender reivindicações russas (aos dias atuais), às bulas papais que deram à Espanha a maior parte do novo mundo". No entanto, quase certamente existe algo mais do que uma simples reivindicação de uma terra congelada.


Autor: Benjamin Fulford 
Fonte primária: http://benjam20infulford.net
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...