terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Lord Kumara e Lady Venus - "A tênue divisão entre o novo e o antigo" - 16.02.2016



Amados,

Há um emponderamento no ar, vocês trazem de volta aquilo que sempre foi de vocês, o poder da autenticidade, a sabedoria da essência, o amor incondicional. São energias maravilhosas que retornam neste momento, que crescem em seus corações a flamejar seus dons da alma.

Vocês entram em contato com essas poderosas energias que transmutam antigos hábitos, velhas formas de ser, para que renasçam os dons sagrados que trazem em seus seres.

Esses dons, que lhes dizemos, estão relacionados às suas capacidades de se olharem, de serem compassivos e amorosos, de manifestarem seus talentos e sabedorias aqueles que cruzam seu caminhar.

Quantas dúvidas surgem neste momento? Quantos conflitos interiores estão a vivenciar? Onde o velho ficou desconfortável e surge, então, aquele querer interior por algo mais, por aquilo que não se sabe bem e talvez não se conheça ainda. Mas é fato, todos vocês vivenciam esse desconforto interior, que causa certa ansiedade, uma inquietação que os leva a estarem sempre ocupados. Isso, amados, é os novos vocês vindo à tona. A vida antiga não condiz mais com sua realidade vibracional.

Os efeitos dessas emoções são diversos, alguns irão se ocupar com jogos, com redes sociais, outros procurarão a meditação e a contemplação como uma forma benevolente de se aquietar, alguns ainda farão atividades físicas exaustivas, há aqueles que se afundarão no trabalho e até em hábitos menos elevados de fuga. Todas essas são formas ou tentativas de amenizar essa pressão interior que sentem, esse desconforto que pode se traduzir algumas vezes em uma dor profunda. Como se toda essa busca fosse uma anestesia temporária que os impeça de sentir o que está a ocorrer em seu interior. Porém, encontram-se realmente quando no seu santuário sagrado, através da meditação, onde ali conseguem através da profunda paz e bem estar equilibrar o turbilhão que os leva naturalmente a buscarem algo para o alívio e, quando optam pela meditação, encontram ali o verdadeiro remédio. Todas essas dores e turbilhões que atormentam no fundo é um chamado interno para interiorização para que, através disso, dissolvam esse turbilhão na aura de paz do seu santuário interior.

Vocês estão em um momento de grande mobilidade, onde mudanças monumentais estão a ocorrer. E vocês, amados, sentem essas energias, sentem essa vibração que está no ar. Vocês sabem que iminentemente há algo a ocorrer. E, então, vocês anseiam por essa liberdade, por esse novo que já está na vibração ao seu redor. Isso, porque vocês estão em uma linha tênue entre o antigo e o novo e podem sentir a vibração dessas duas realidades, como se ambas as vibrações, ambas as dimensões, já estivessem a coexistir em um mesmo ambiente. O novo está diante de seus olhos, mas ainda experimentam o antigo.

Mas esse novo não está externamente apenas. Na verdade, é o interno, esse anseio que está a permitir que uma mudança venha a os adequar a realidade externa, aos novos vocês que borbulham no centro de seus corações, nas profundezas de suas almas.

Essas sensações que os levam à inquietação, a que em um mesmo dia ou minutos tenham diferentes pólos de humor e entendimento sobre algo. Vocês vivenciam extremos! Mas é isso que os conduz ao centro.

Vocês sentem emoções diversas, os pólos opostos, da euforia à lamentação, da paixão ao ódio, do querer ao repudiar, da confiança ao medo. Mas essas sensações extremas os conduzem a buscar seus centros de equilíbrio, a se encontrarem em amor. Em determinado momento, ainda que lutem contra, vocês não suportam e, então, param para se compreenderem, se estudarem. Neste momento, vocês tomam conta dessas emoções que borbulham a os tirar para depois os levar ao equilíbrio. Vocês tomam conta de sua essência, de sua verdade.

Irmãos, amados, quando dizemos para se interiorizarem, estamos no fundo pedindo que entendam a necessidade de administrar esse turbilhão de energias que vivenciam, afastando a mente para que prevaleça a alma, para que busquem a essência de seus corações.

Esses movimentos de sensações, de emoções, os levam à expansão da consciência, porque os faz perceber que são mais capazes que imaginavam, mais fortes, mais sábios e que possuem infinitas possibilidades em seus seres. São grandes e habilidosos. E vocês já sentem isso em alguns momentos do seu dia.

Eu lhes digo, amados, que tudo isso que vivenciam será algo que nutrirão enorme gratidão quando se expandirem e se afastarem do véu. Porque é um momento em que possuem uma oportunidade, nunca antes vista, para se enfrentarem a iluminar seus seres a caminho da perfeição.

Quantos conflitos diariamente cruzam seus caminhos? Vocês acham que são apenas vocês? Mas não! Todos vivenciam esse processo! Vocês possuem um hábito em seu mundo de apenas dividirem suas glórias, suas conquistas, como se para os demais estivessem vivendo na perfeição divina dos reinos ascensos. Mas não, meus filhos, vocês ainda estão em um ambiente de enfrentamento, de iluminação, e isso os leva a se provarem para evidenciar aquilo que são.

Eu lhes digo, porque de nossa perspectiva vemos isso, não há qualquer ser humano neste momento, que não esteja a vivenciar este turbilhão de sensações, porque isso é o que os levará a progressivamente diluir o véu para manifestarem as alterações que tanto almejam.

Eu sou Lord Kumara e hoje trago este recado, junto à amada Lady Venus, para que aceitem essa realidade interior que vivenciam, bem como que entendam o comportamento incomum de seu irmão de jornada, pois todos vocês estão a experimentar esse momento de expansão.

Com muito amor por tudo que representam.

Lord Kumara e Lady Venus


Canal: Thiago Strapasson
Revisão de Texto: Angélica T. Tosta
Veja mais mensagens de Lady Venus Aqui e Sanat Kumara Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...