sábado, 6 de fevereiro de 2016

Mestre Saint Germain - "Sobre o perdão" - 04.02.2016



Filhos do coração!

Estamos hoje a lhes trazer um breve, porém, poderoso recado. Viemos a lhes falar sobre o perdão. O ato de se perdoar e de assim agir com seus irmãos.

O perdão, junto à gratidão, são duas das energias mais poderosas que os levarão ao equilíbrio de seus corpos, ao bem estar, ao ser em ressonância com tudo o que é.

Tratam-se, o perdão e a gratidão, de duas energias que permanecem unidas, pois é como se uma fosse o outro lado da outra. São distintas, porém indissociáveis. Não existe perdão sem gratidão, sendo a gratidão uma face do perdão.

As experiências na vida física lhes impõem o enfrentamento pessoal. Estão a se enfrentar ao caminho da iluminação. Esse enfrentamento faz com que tomem contato com suas crianças, com seus aspectos ainda em desenvolvimento, levando-os ao crescimento pessoal.

Assim, devem encarar toda e qualquer experiência que lhes for apresentada como uma ótima oportunidade de desenvolvimento a caminho da maestria. Não existe uma única experiência que não seja uma oportunidade de se buscarem.

As experiências, em grande parte, são orquestradas em conjunto com seus mentores e seus aspectos superiores. E nesses planejamentos, não raramente, são destacados irmãos a os acompanhar, ajudando-os a se enfrentarem. (Risos). Estarão a lhes prestar auxílio através de seus atos mais escuros. Eles estarão a fazer com que se olhem, muitas vezes, como se estivessem em frente a um espelho.

Saibam: aqueles atos externos que mais os incomodam são os melhores a os levar a escancarar suas crianças interiores, aqueles seus aspectos em desenvolvimento. Outras vezes, será ainda uma excelente oportunidade de tomarem contato com aspectos menos elevados de seus irmãos e, assim, colocarem à prova sua maestria. Em todas essas experiências, portanto, há oportunidades de enfrentamento e de crescimento, por isso sempre deve haver gratidão frente a elas.

Sabemos que, muitas vezes, o ato de seu irmão irá os desafiar profundamente, no mais íntimo de seu ser. Porém, haverá sempre aí, como dissemos, uma oportunidade de desenvolver sua maestria ou de encararem seus aspectos menos elevados. Eles estarão a refletir através de seus irmãos, como se estivessem em uma casa de espelhos.

Amados, sempre que algo os irritar, os tirar de seu centro de equilíbro, olhem para dentro de si e se perguntem por que algo externo ainda está a os incomodar. Se olharem profundamente e com sinceridade, fatalmente, acharão uma criança solitária em seu interior, um sombra a ser iluminada e necessitando amor.

Entendam amados, não há nada externo que os tire a paz interior quando estão em perfeita iluminação, pois, nesse estado, os seus seres sempre os conduzirão ao caminho do amor. Assim, sempre que algum ato praticado por outrem os tirar de seu centro de equilíbro, haverá uma ótima oportunidade de se buscarem, de se conhecerem com maior profundidade e, assim, evoluírem.

Então, agradeçam àqueles abençoados irmãos que os levem a olhar para dentro de si, muitas vezes os conduzindo à dor de sentimentos egoicos como humilhação, menosprezo, raiva, ódio, inveja ou soberba. Esses irmãos estão a lhes mostrar quem verdadeiramente vocês são. Eles não estão a se mostrarem, a mostrarem a si próprios, como pensam, mas, sim, a mostrar como vocês são!

Para que aproveitem essas oportunidades, devem fluir sem culpa, sem auto julgamento, sem se penitenciarem por ainda possuírem esses sentimentos. Porque sempre que guardam, que seguram essas emoções, vocês estão fechando o fluir em suas vidas. Como já lhes dissemos, as emoções humanas podem passar por vocês, porém não devem os dominar. Elas não têm o poder de os controlar, se não o permitirem.

E sempre que guardam esses sentimentos humanos de mágoa, de rancor e de ódio, vocês bloqueiam essas emoções, travam seus seres levando-se ao desequilíbrio e à diminuição de sua vibração. Vocês travam o fluir das experiências ao guardarem tais emoções, ao ponto de, muitas vezes, se conduzirem à perda da saúde física.

Então, vocês sentem essas emoções humanas provocadas a partir daqueles atos praticados por seus irmãos de caminhada, porém vocês a liberam através da gratidão.

Sim, meus amados! O ato de perdoar é antes de tudo um ato de agradecimento por aquela experiência que os tornou maiores, mais elevados, menos infantis em seus aspectos ainda obscuros. Vocês olham para dentro de si e a dor ou rejeição que aquela experiência lhes causa, os leva a se superarem.

Agradeçam, meus filhos, a seus irmãos que são postos em seu caminho como um instrumento a se olharem, para poderem refletir sobre onde estão a se desenvolver. Lembre-se! Se algo externo os tira do equilíbrio, o problema estará sempre em seu interior. Então, agradeçam a oportunidade de tomarem conta daquilo que desconhecem.

A gratidão leva ao perdão porque os conduz à aceitação, ao reconhecimento da divindade interior de todos os filhos da criação, à confiança no fluxo e na providência divina. Quando nada mais for capaz de os retirar de sua maestria, de seu equilíbrio, então estarão em perfeita iluminação junto A TUDO O QUE É. Estarão a confiar que tudo está bem em toda a criação.

Eu vos agradeço com minhas bênçãos e como todo meu amor.

Mestre Saint Germain


Canal: Thiago Strapasson
Veja mais mensagens do Saint Germain Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...