quarta-feira, 9 de março de 2016

Benjamin Fulford - "Cadeia de evidências levam à Turquia, na medida em que a rede mundial da máfia khazariana continua a se desmoronar" - 07.03.2016



Na semana passada, o presidente russo, Vladimir Putin, ameaçou o presidente turco, Recep Erdogan, de que irá "restaurar Constantinopla (Istambul) para a cristandade e proteger a segurança marítima russa, mediante a liberação dos estreitos de Dardanelos e do Bósforo", dizem fontes do Pentágono. “Este sempre foi o plano desde o princípio, na medida em que voltarem a se debruçar na redefinição de fronteiras, com a Turquia expulsa do Chipre e balcanizada", acrescentaram.

Essa pode ser a razão que levou o Primeiro-Ministro turco Ahmet Davutoglu a viajar até o Irã e buscar a paz entre as facções Sunitas e Xiitas do Islã.


Se as duas partes concordarem num acordo de paz, isto poderia significar o fim de 1384 anos de divisão entre as duas facções do Islã. É o que os turcos estão esperando, para enfrentar a aliança Russa com militares Ocidentais, formalizada quando o Papa e o Patriarca Ortodoxo Russo se reuniram, em 12 de Fevereiro, pela primeira, desde 962 anos atrás.

No entanto, a situação pode não ser tão facilmente resolvida, devido ao profundo envolvimento turco no golpe de estado nazista, ocorrido nos EUA, em 11 de setembro de 2001. Agora, parece que a escolha desta data para o ataque contra os EUA estava ligada ao fato de que 11 de setembro de 1683 ter sido a data da última tentativa turca de converter a Europa Cristã pela força das armas ter fracassado. Foi durante o cerco de Viena levantado por uma coalizão Cristã, horas antes de uma gigantesca mina turca, de pólvora, ser preparada para explodir os muros que protegiam Viena.

A coalizão Nazista/Turcos, tem raízes profundas na história. Sua origem está ligada ao número 3 de Hitler, Rudolf Hess, ter se criado no Egito. Seu ressentimento com o Ocidente, remonta do fato da fortuna de sua família ser confiscada pelos aliados vitoriosos, depois da Primeira Guerra Mundial. Hess, também era membro de uma sociedade secreta turca com antigos vínculos históricos com a Sociedade Thule alemã e a loja fascista e maçônica italiana P2. Estes grupos têm, por muito tempo, procurado vingança contra o Ocidente, pela destruição dos impérios Germânico e Turco, Hapsburgo e Otomano, após a guerra.

No período que antecedeu a Segunda Guerra Mundial, de acordo com a inteligência britânica e de outras fontes, os alemães e os turcos treinaram centenas de milhares de ativistas da Irmandade Muçulmana para lutar contra o domínio britânico e francês no Oriente Médio. Enviaram muitos desses combatentes treinados e "fundamentalistas" pseudo muçulmanos para a Arábia Saudita, após a Segunda Guerra Mundial. Este grupo se transformou na Al Qaeda e agora no ISIL.

Sua mais recente manobra, foi inundar a Europa com refugiados muçulmanos, que o Papa denunciou como uma "invasão árabe".  Os turcos e seus aliados sauditas nazistas retaliaram a esta crítica, matando quatro freiras e outras 12 pessoas no Iêmen.


Os autores destes ataques não são muçulmanos, mas adoradores de uma entidade que chamam de Sol Negro, que seus verdadeiros crentes, há muito conhecem como satanás.

Esta rede satânica, agora está sendo desmantelada de forma sistemática, fatos visíveis, mesmo na controlada mídia corporativa ocidental. A ascensão do candidato presidencial dos EUA, Donald Trump é um grande exemplo disso. Na semana passada, Newt Gingrich, ex-Presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, disse para todo o país, através da rede de TV  Fox, dos EUA, que o "establishment" republicano estava apavorado com Trump, porque "Ele não é um deles... não passou pelos ritos de iniciação, o que não o torna pertencente à sociedade secreta".


Isso levou a várias ameaças de morte contra Trump, encabeçando com o Fuhrer George Bush pai, porém incluindo outros.



No entanto, o fato é que desta vez são os Bushes que estão morrendo de medo. De acordo com as fontes do Pentágono, a recente viagem de chefe ortodoxo russo Cirilo para o Paraguai, "foi uma mensagem para os Bushes de que eles não estão seguros em nenhum lugar". O narcotraficante mexicano e agente de Bush preso, El Chapo, está sendo privado de sono, até que concorde em ser extraditado para os EUA e testemunhar contra a máfia Bush/Clinton, adicionam as fontes.

Além disso, a queda de Hillary Clinton está avançando muito rapidamente. Sua amante lésbica e assessora, Huma Abedin, foi denunciada e lhe oferecida imunidade, em troca de testemunho e, um grande júri está ocupado em entrevistar pessoas que serão citadas nos próximos autos do processo. As acusações incluirão vazamento de segredos de Estado e uso da Fundação Clinton como um governo secreto entre outras coisas, dizem fontes do FBI.

Outro sinal evidentede que algo incomum está acontecendo, é o fato de David de Rothschild, chefe da filial suíça da família de banqueiros Rothschild, estar fugindo da polícia.


O nome de David de Rothschild, saiu frequentemente nas negociações entre a Sociedade do Dragão Branco e outras sociedades secretas ocidentais, antes do ataque de 11 de Março de 2011, com tsunami nuclear contra o Japão. Depois de 11.03.11, o representante dos Rothschilds, Dr. Michael Van de Meer (também conhecido como Michael Meiring) disse a este escritor que o ataque visava forçar a mudança de 50 milhões de japoneses da “grande” Tóquio para a Coreia do Norte, onde os Rothschilds teriam previsto estabelecer a sua nova sede na Ásia.

Algum tempo depois dos ataques de 11.03.11, o então primeiro-ministro do Japão, Naoto Kan, disse numa lotada conferência de imprensa no Clube dos Correspondentes Estrangeiros que havia sido fortemente pressionado, após os ataques para evacuar a “grande” Tóquio. Apesar do fato de que praticamente todo o corpo da mídia ocidental e dos principais meios de comunicação de noticias japonesas terem repórteres presentes, ninguém informou sobre esses comentários. Agora, de repente, a história de haver sido pressionado para evacuar 50 milhões de pessoas aparece nos panfletos de notícias do mundo, na passagem do quinto aniversário do ataque terrorista.


Enquanto Rothschild está sendo atualmente procurado por fraude, é apenas uma questão de tempo antes que o seu papel e de suas famílias neste ato de assassinato em massa também seja investigado.

A colônia Europeia dos Rothschild sob lavagem cerebral, conhecida como Israel, também está sob séria ameaça. A inteligência dos EUA disse a seus homólogos russos que Israel é suspeito de usar a Turquia como um agente "para evitar a ira da Rússia" no recente assassinato do chefe da inteligência militar do GRU russo, Igor Sergun. Isto tem sido contra producente, já que "apenas tem aprofundado a cooperação militar e de inteligência entre a Rússia e os Estados Unidos", segundo fontes norte-americanas.

Para ressaltar isto, o General Comandante dos EUA, Joseph Dunford, em 3 de Março foi até Israel e advertiu os israelenses para não assassinarem Trump "ou qualquer outro do bem". Também foram instruídos a deterem qualquer infiltração de terroristas na Jordânia, Líbano e Síria. Além disso, o vice-presidente dos EUA, Joe Biden estará em Israel em 8 de Março, para advertir que deixem de cooperar com a Turquia ou Arábia Saudita.

Os chineses também têm demonstrado que lado da cerca estão sentados instituindo um programa de isenção de visto de 6 dias para a região de Xangai, que inclui 51 países, como os EUA, Japão, Rússia, França e Reino Unido, todavia deliberadamente excluindo Israel. O governo japonês também está restringindo vistos para os israelenses.

Enquanto isso, as coisas também estão esquentando no front econômico. O transporte marítimo mundial permanece na "pior crise desde os Vikings".


Na Ucrânia, o regime fantoche Nazista está se tornando falido e disfuncional, enquanto os grandes bancos ocidentais continuam a sobreviver através contabilidade fraudulenta. Recentemente, o governo canadense admitiu publicamente que vendeu a última de suas reservas oficiais de ouro.


Isto é interessante, porque os canadenses provavelmente seriam as últimas pessoas na Terra dispostos a trocar seu ouro por aqueles documentos de dívida do Conselho da Reserva Federal chamado de "dólares norte-americanos".

O Banco de Pagamentos Internacionais - BPI, em Basileia, na Suíça, sede mundial dos bancos centrais de propriedade privada, quase certamente estão com um grande problema. Dos seus 21 diretores, apenas 4 não são europeus ou da América do Norte ("amostram" um do Brasil, China, Índia e Japão). No momento, até mesmo o BPI pode agora estar operando fora padrão.

Essa pode ser a razão da intriga que está aquecendo a frente do ouro. Aliados da Sociedade do Dragão Branco, em Darwin, Austrália, dizem que o Exército dos EUA tem 4000 soldados treinando lá para "algum tipo de operação especial". Darwin é o lugar mais próximo na Austrália da mina de ouro Freeport McMoRan, controlada pela cabala e base de submarinos nazistas em Papua. O Exército dos EUA poderia estar planejando um movimento sobre ela, especulou a fonte.

Uma fonte da CIA no sudeste asiático, por sua vez, ficou intrigada com o relatório deste boletim de que o ouro família real persa na Tailândia estava indo para Hong Kong. Ele disse que o ouro persa havia sido tornado ligeiramente radioativo para que pudesse ser rastreado por satélite e que o relatório estava correto em dizer que terminaria em Hong Kong.

Os aliados asiáticos agora estão dizendo que o ouro estará disponível com um desconto de 13% do preço de mercado para pedidos mínimos de 20 toneladas. Do desconto de 13%, 10% serão para financiar a nova "Agência de planejamento futuro" e 3% será para as comissões, disseram. É suposto que a prova da existência do ouro para a SDB, em Hong Kong, possivelmente, se dará no final deste mês, de acordo com fontes do governo chinês. Quando as provas forem apresentadas, será tornado pública, disse a SDB.

Como todos espetáculos anteriores, no que várias fontes concordam, algo muito grande está vindo abaixo em todo o mundo. Muitos especialistas dizem que poderia acontecer tão cedo quanto neste mês de Abril. Vamos ver como se desenrolam os acontecimentos. Uma coisa a ter em mente é ver se algo acontecerá em torno de 24 de Março, quando o porta-voz da governança corporativa nos Estados Unidos, Barack Obama visitará a sede nazista sul-americana em Bariloche, Argentina.



Autor: Benjamin Fulford 
Fonte primária: http://benjam20infulford.net
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...