sexta-feira, 11 de março de 2016

O CHAKRA DO UMBIGO



Por que estamos com o digestivo tão agitado?

O umbigo é o centro do chakra umbilical. É o centro do start do plexo, o que os antigos chamavam de estrela do plexo solar que contém diversos chakras em seu interior. O chakra umbilical é um vórtice de energia rotacional.

A união da energia entrante que nos une com o nosso ser solar e que está mais ou menos conectada conosco em função do que mais amamos em nós mesmos e respeitamos nosso corpo físico e o plano de vida de nossa alma em equilíbrio com o Akasha.

Ou seja, a capacidade de estar desenvolvendo nossa vida autêntica.

É ele que transforma as forças do prana e dos corpos sutis em frequências de energia que vão se relacionar com o corpo físico e certas qualidades da mente que são essenciais para a saúde mental.

O chakra do umbigo é bem conhecido como o centro do bem-estar físico. Em algumas culturas se medica com ele, para reforçar os tantiens (na perspectiva chinesa é a área de energia que se encontra três dedos abaixo do umbigo – e também mar de energia). Intuitivamente cada um sabe que está relacionado com a fonte de energia vital.

Durante a gravidez, a mãe nos alimenta pelo cordão umbilical e quando este é cortado, nós nos nutrimos energeticamente pelo cordão de luz que nos une ao ser solar, foi a nossa maior fonte de energia e limpeza. E continua sendo, só que não estamos conscientes dele, ele regula toda a entrada das experiências físicas, emocionais, vitais, sexuais, tudo que vive o nosso ser é incorporado em nós através deste chakra e elabora uma resposta em união com nosso ser solar.

À medida que o chakra umbilical se desenvolve em equilíbrio com os outros chakras, os traços de personalidade associados com ele mudam.

Se estivermos bem unidos em equilíbrio, não há doenças mentais e se nos negarmos no desejo do outro, debilitamos e começam as doenças e as patologias mentais.

consciência e a realidade da pessoa variam em função deste chakra, ele elabora as respostas do que nos acontece quando vivemos uma experiência. Por isso quase todas as manipulações são colhidas neste chakra em forma de cordões energéticos que vão direto para o cordão de luz do chakra do umbigo. E sem o fluxo da energia umbilical, sem a habilidade de gerar e liberar esta energia, a pessoa se apega à sua realidade de estar centrada em so ,es,a e não nas dependências emocionais, sexuais, vícios, etc..

O chakra do umbigo está associado com o elemento fogo. Gera calor e regula a digestão. E os antigos também o associavam com a capacidade de materializar as coisas, de dar forma ao fogo sagrado do terceiro chakra. Diziam que transformava o vapor da alma em matéria.

Por isso ele pode nos levar a ter uma grande vontade de desenvolvermos como família ou nos autodestruirmos.

Então poderíamos dizer que o chakra do umbigo nos dá a capacidade de romper e criar hábitos.

Quando enfocamos em disciplinas energéticas como reiki, meditação, mantras, ioga, etc., os canais chamados de cordões de prata e de ouro que correm desde a base da coluna para a glândula pituitária e finalmente para a glândula pineal, receberão toda a informação do cordão de luz que entra pelo chakra do umbigo e se funde em energia com o Prana.

MAS MUITAS PESSOAS NESTE PORTAL E NOS ÚLTIMOS MAIS RECENTES SENTEM PROFUNDAS NÁUSEAS OU TRANSTORNOS DIGESTIVOS.

Porque a energia entrante dos corpos sutis é maior, cada vez maior, ou, como dizem nas canalizações e textos antigos, a Ascensão planetária consiste na fusão de todos os corpos, os sutis e o físico, o ser solar e a encarnação presente.

Por isso, em cada portal a intenção é ajustar o máximo possível para nós, e nos mostrar através do digestivo os bloqueios e as energias de que diariamente não somos conscientes que não fluem ainda, e em troca, os dias de portal ou de solstício ou de tormenta solar nos mostram como ainda estamos afastados de nós mesmos.

Muitas pessoas estão fazendo muito bem as coisas e ainda assim seu digestivo está no limite, ou engordam sem comer (isso acontece comigo, quando não estou atenta ao meu descanso, etc.). Inclusive ataques de soluço ou diarreia, segundo as conversas que elas têm no seu ambiente.

Tudo que fazemos a partir do pensamento, a palavra, a emoção, o gesto, emite uma vibração e esta vibração é captada pelo Hara, na parte inferior do chakra do umbigo e se funde no plexo para que elaboremos uma resposta e se não estamos em nossa vida, no que nascemos para fazer e não no que outros nos têm obrigado a fazer ou em ocasiões nos equivocamos e se complica nossa realidade, e desejamos depois de nossas ilusões pelo bem maior… se tudo isso acontece por um longo período, o ser solar não pode se fundir conosco e assim como antes nos deixava doente ou bloqueava, agora Não.

Porque agora não somos nós quem decide, é a nossa alma, nosso ser solar que realmente dirige a tomada do comando, como acertamos antes de nascer, todos nós escolhemos estar em Gaia neste período, encher de luz nosso corpo físico e nos transformar em consciência para renascer ou morrer, para compreender e curar e ascender, ou para compreender a partir da cura psiquiátrica se estivermos tão afastados do propósito de vida.

Se estivermos com o digestivo cheio de alguma coisa, não poderemos fundir com a vibração do ser solar.

O ser solar é físico, a vibração é física, a luz também, mas sua matéria é mais sutil, não a sentimos tanto, os corpos de luz já se desenvolveram, mas agora a vibração que passa por eles nós a experimentamos muito física, cada vez mais e mais física. Por isso, todos os transtornos digestivos, estomacais e do plexo, ou a ira e polaridade máxima de emoções que alguns experimentam, para que nos centremos no cuidado de nós mesmos, que é o nosso compromisso.

Alimentação, sono, vibração, alegria e paz, são as chaves deste chakra. A ascensão não é um processo de iluminação mais à frente, e sim, a fusão de nosso ser livre de tóxicos de todo tipo com a energia do ser solar.

Por isso, ao aumentar a frequência de luz, nos mostram o que não ocorre, que não pode ocorrer e que não há emoções e experiências para revisitar, para equilibrar, para curar e, sobretudo, para liberar.
Seja pela medicina, por alimentação, por meditação, pelos registros, pela consciência, não importa, mas se esquecemos de nós mesmos, este centro nos relembra cada vez mais rapidamente e mais intensamente.

A união plexo, chakra da raiz e a pineal como um, por isso quando estamos intoxicados por emoções, relações, alimentos e destruição ou esquecimento do físico, nos afeta a visão, ou dá tonturas, porque se corta o fluxo natural da espiral de energia.

Não procuremos sinais mais longínquos, os primeiros sinais estão no físico, e no propósito deste planeta, é encontrar a felicidade da vida em si mesma, por mais duras que tenham sido as realidades vividas, porque viemos de uma unidade de alma, nascemos em uma dualidade da terra e renascemos em nosso interior quando crescemos em consciência e compreendemos o por quê… de tudo que se viveu e como todos os protagonistas de nossa vida serviam a um plano, a um roteiro, o roteiro de nossa alma, para crescer como seres de luz.

Só que nesta encarnação, podemos alcançar esta informação, compreensão e transformação sem a nossa morte física, somente a partir da Consciência, a consciência é a fusão física dos corpos sutis e o físico mais denso, em concretização da realidade, ou seja, em um corpo só, essa unidade será a chave através do plexo solar para fundirmos com a unidade nos outros planos de consciência.

Tenhamos ânimo todo esse ano, todo o ano, para regularizarmos, quase uma vez por semana, para que ponhamos as pilhas e ao afrontarmos os assuntos pendentes que nos desequilibram a energia pessoal e assim poder nos calibrarmos.

Um abraço apertado, Elsa.


Autor: Elsa Farrus
Tradução: Blog Sintese http://blogsintese.blogspot.com.br
Veja mais Artigos Aqui


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...