domingo, 13 de março de 2016

P'taah - "Relacionamentos - Partes 1 e 2"


Saudações, meus amados! Hoje nós iremos falar sobre relacionamentos.

Agora, de fato, de um modo ou de outro, você pode dizer que o tópico chamado de “relacionamento” é muito pertinente em todas as suas vidas. Ou há uma área de sua vida onde você está tendo um relacionamento que não é o que você quer que seja, ou você está ansiando por um relacionamento que não está se manifestando em sua vida.

Então, o que é este relacionamento? Você sabe, não há nenhum tipo de relacionamento que seja mais válido do que o outro. Certamente, todos tendem a rotular os seus relacionamentos e dizer que este é importante, este não é tão importante e aquele é realmente muito, muito importante para você.

Mas a verdade é: para o seu próprio crescimento e expansão, todos os relacionamentos que você tem em sua vida são igualmente válidos. Seja com um amante ou esposo, com um filho ou um pai e irmãos, com os empregados, ou com alguém que você encontra apenas uma vez em sua vida, mas com quem tem algum tipo de relacionamento ou troca emocional, tudo isto é válido. Tudo isto é válido porque, qualquer que seja o seu relacionamento, ele é um reflexo para você.

Nós estivemos dizendo a você muito frequentemente que quando você visualiza aquilo que está ocorrendo em sua vida através do quociente emocional, isto é em qualquer situação “Como você se sente?” Então certamente “Como você se sente?” é o seu barômetro para os problemas em sua vida. O que está alinhado. O que não está alinhado. O que é uma oportunidade para a expansão. O que é para ser reconhecido como uma re-criação de velhos padrões que você pode escolher ir além, hum? Tudo isto é uma maneira para você avaliar e saber mais sobre você.

Vamos falar por um momento sobre a falta de relacionamento em sua vida. Todos vocês podem olhar para as suas vidas e reconhecer isto. Muitos de vocês estão sentindo que há um espaço vazio em seu interior que vocês realmente desejam preencher e vocês saem para encontrar alguém para preenchê-lo. Assim, este espaço é preenchido por aquele que preencheria o papel do amante, ou esposo.

Então, o que ocorre é que em algum lugar ao longo do caminho, tudo isto perde o brilho. Isto lhe parece familiar? Em vez deste amor maravilhoso, o mais excitante, de tirar o fôlego, vocês chegam a um espaço onde ele é decepcionante. Onde o amante, através da familiaridade, não está cumprindo esta obrigação que era para ser perfeita, de preencher o espaço vazio, de lhe proporcionar o que você não pode proporcionar para si mesmo. E neste momento você começa a encontrar falhas e diz: “Bem, você não é como eu desejaria que você fosse e assim adeus. Fim do relacionamento. Siga em frente e encontre a pessoa perfeita.” Todos vocês sabem disto, não é?

Tudo bem, assim o que nós lhe diríamos – e isto é muito importante porque muitos de vocês ouviram falar muito sobre os seus companheiros de alma e as suas chamas gêmeas – por isto é o desejo do seu coração de encontrar a alma gêmea que seja absolutamente perfeita e então ela será o relacionamento perfeito: felizes para sempre.

Bem, má sorte! Realmente o que é a sua alma gêmea, que vocês deveriam encontrá-la, refletirá de volta para você absolutamente tudo o que não esteja alinhado em sua vida! Portanto, nós diríamos neste momento, você deveria orar para que não encontre esta pessoa, hum? (risos)

Estamos provocando-o um pouco, mas na verdade é que ninguém pode preencher este espaço vazio, além de você. E o que é o espaço vazio? O espaço vazio é o vácuo criado quando você se separa de si mesmo em seu julgamento de quem você é; o vácuo criado pelo conhecimento de que você não é digno.

Assim, não importa quem você convide para a sua vida para preencher a lacuna. Eles não poderão fazer isto. Você compreende? Porque cada um que você convide para a sua vida está lá para lhe refletir de volta quem você é realmente.

E, de fato, eles refletirão para você o que é a maravilha, mas você compreende que se você não sabe que é maravilhoso, o seu amante ao lhe dizer como você é belo, não será uma verdade para você. Se você não ama quem você é, se não aceita cada faceta sua e a ama absolutamente, seu amante ao amar cada faceta sua, não será adequado, porque isto não será a sua verdade. Você compreende?

Assim, quando você olhar para o seu relacionamento com um amante e saber que ele, realmente, é um espelho para você, então você assumirá a responsabilidade por tudo o que lhe estiver ocorrendo e perceber que não é algo que alguém fez. É algo que você co-criou, co-criou através de suas crenças, através de suas idéias, através dos seus medos sobre a sua verdade.

P’taah

---------------------------------------------------------------------------------------------------

Relacionamentos (Parte 2)

Nós falamos sobre os amantes (cônjuges). Mas agora você pode ver que qualquer relacionamento – seja ele alguém que você encontre em seu trajeto pela manhã, ou ocasionalmente em seu trabalho ou negócios, com os seus irmãos, pais, filhos, com os seus vizinhos, seja qual for o relacionamento que você tenha convidado – você o co-criou para que pudesse vir a conhecer mais quem você é.

E como você sabe o que é isto? Novamente é voltar para o sentimento disto. Como se sente? Que sentimento gera este relacionamento? Você compreende?

Assim, onde houver o que não é harmonioso, uma troca que gera uma emoção que não seja amor, paz ou harmonia, isto quer dizer: “Como eu me sinto e por quê? Por que eu me sinto assim?

E quando você chega ao âmago da questão, então você chega à oportunidade de conhecer absolutamente a sua própria verdade. Trata-se de ser o seu próprio detetive aqui para chegar à expansão da sua verdade. Onde é que você estiver em um relacionamento e tudo é fluxo e facilidade, assim você está na permissão desta magnificência.

Muitos de vocês não se detêm para proteger a santidade dos seus relacionamentos. Você já se perguntou por que mantém por tanto tempo os seus amigos, e os seus cônjuges não duram tanto tempo assim? Isto é porque em suas amizades há uma permissão e um respeito pela soberania do outro.

Em seus assuntos de amor, ou de casamento, ou em seus relacionamentos amorosos de longo prazo, você tem um investimento, um investimento emocional para se sentir bem. E quando você não assume a responsabilidade pelo que é co-criado dentro do relacionamento, e onde a outra pessoa não está correspondendo as suas expectativas, então, de fato, o caso de amor terminará em breve, ou certamente, não será um espaço feliz de estar.

Quando você pode permitir a todos a soberania, a jornada de soberania de todos, quando você pode permitir a sua própria soberania e a jornada da sua soberania, então você não tem qualquer expectativa de como ela pretende ser.

Certamente você chega a uma área de compromisso. Isto lhe parece familiar, meu amado? Compromisso. Bem, você sabe, você se compromete de uma maneira sem pensar muito sobre isto em suas grandes amizades. E você permite as excentricidades e as diferenças. Na verdade você celebrará as diferenças em suas amizades e irá abominar as diferenças frequentemente em seus cônjuges. Isto faz sentido para você?

E você pode ver como faz isto e como repete mais e mais o padrão quando segue em seu dia a dia e ao longo dos anos com os seus amores, maridos ou esposas.

Assim, você vê como, por causa de sua idéia de quem você é, você mudará a sua situação, porque ninguém pode preencher esta expectativa de perfeição que você não pode se dar. E quando você puder reconhecer a sua própria perfeição em cada agora, assim, de fato, você poderá permitir a perfeição em todos os outros e celebrar as suas diferenças.

Isto pode ser muito mais divertido do que você permitiu até agora. Não é necessário sofrer naquilo que seja discordância em seu relacionamento, porque vocês são seres soberanos. Você pode escolher em cada agora como desejaria que fosse este relacionamento.

Como dissemos antes, quando você faz as suas grandes mudanças, é para observar como você criou este relacionamento em primeiro lugar. Como este relacionamento reflete a sua idéia de quem você é e o que você merece? Porque há muitas, muitas pessoas que sofrem em um relacionamento discordante com a idéia de que eles deveriam permanecer juntos.

Agora nós lhe dizemos que a menos que você possa mudar a sua idéia de quem você é e o que merece, então todos vocês, certamente, continuarão e re-criarão mais e mais a mesma velha situação inúmeras e inúmeras vezes.

E para aqueles que criaram um relacionamento que trouxe dor e angústia, traição e abandono, então realmente há alguma pesquisa a fazer aí. Porque este velho padrão do abandono e da traição não tem nada a ver com o seu esposo ou amante, mas com aquilo que é conhecido dos seus primeiros dias.

Nós falamos disto a você muitas vezes antes. Quando você pode realmente chegar ao fato de que merece toda a magnificência, então é isto que você criará – toda a magnificência.

E você a merece. Mas até que possa chegar a este relacionamento maravilhoso e perfeito com você, é você quem está lutando consigo mesmo, hum?

Está certo. Há mais perguntas?

Questionador: Como você muda os pensamentos do que você merece?

P’taah: Realmente. Esta é uma boa pergunta porque não é diferente, se estiver falando sobre o relacionamento, a abundância ou qualquer outra coisa que deseje em sua vida. Porque tudo isto se resume à questão: “Eu não sou digno”. E quando você não é digno, então não merece toda a magnificência.

Como você muda isto? Ao reconhecer quando chegam estes pensamentos. Perceba-os e mude-os. Vocês são seres soberanos e porque são tão poderosos, quando vocês se percebem no ato deste pensamento que diz: “Isto não funcionará para mim. Nunca funcionou e nem funcionará agora” ou “Isto é muito bom para ser verdade”. Vocês conhecem todos estes pensamentos que vocês têm. “Isto nunca me aconteceu”. Então vocês se percebem neste momento e reconhecem: “Ah, aqui está novamente.”

Agora digam em vez disto: “Do Deus/Deusa do meu ser, eu reconheço que esta crença de minhas imperfeições, de não ser digno, não me serve mais. Não é a minha verdade, porque eu sei, EU SEI a partir do Deus/Deusa do meu ser que quem eu sou neste agora e em cada agora, é uma Expressão Perfeita e Eterna da Criação e que eu mereço toda a magnificência, simplesmente porque eu existo”. Você percebe?

Questionador: Sim.

P’taah: E assim, como você já descobriu, meu amado, aquilo que é o poder de expressar esta verdade, muda a realidade, muda o sentimento, muda o conhecimento. Isto é realmente muito simples. Reconheça-o e faça uma escolha.


Canal: Jani King
Quem é P'taah? Veja Aqui
Fonte: www.ptaah.com - ptaah@ptaah.com
Tradução: Regina Drumond reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais mensagens de P'taah Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...