terça-feira, 26 de abril de 2016

Benjamin Fulford - "Guerra híbrida continua, com bases militares subterrâneas japonesas destruídas, enquanto a máfia khazariana está sob ataque em todo planeta" - 26.04.2016




A batalha pelo planeta Terra tomou um rumo dramático com a destruição de três grandes bases subterrâneas japonesas, uma aceleração na caça de oligarcas da máfia khazariana, negociações financeiras de alto risco entre o complexo industrial militar e sociedades secretas asiáticas e muito mais.

Abordando primeiramente os terremotos: Num determinado fórum de bate-papo japonês, na internet, foi comentado que a recente onda de terremotos no sul do Japão, seria causada por terremotos artificiais. A evidência apresentada é que todos os sismógrafos registraram terremotos semelhantes aos causados por explosões, que causam um enorme e súbito impacto, seguido por tremores secundários, caracterizados por uma atenuação constante. Veja os links abaixo que comprovam isso:




Também houve relatos de sons, como fortes explosões, quando os terremotos aconteceram. Além disso, todos os terremotos tiveram epicentros extremamente rasos, não mais profundos que 10 km, o que é muito raro em sismos naturais. Em adição a isso, o centro de previsão de terremotos do governo japonês, disse que tinha desistido de prever os terremotos, porque eles não se encaixavam em qualquer padrão de terremoto natural conhecido. No entanto, o argumento decisivo é que os epicentros dos três grandes tremores tiveram localização coincidente com as  bases militares japonesas.

Se você digitar: 1812 Oyatsu, Mashiki, Kumamoto Prefecture no Google Earth, poderá ver uma base militar no epicentro do primeiro terremoto. Existem várias estruturas incomuns lá vistas, que parecem ser entradas para bases subterrâneas. Também vale a pena lembrar que o ministro das Finanças do Japão, Taro Aso, recentemente disse ao economista americano, Paul Krugman, algo no sentido de que o governo japonês estava procurando um gatilho para iniciar a Terceira Guerra Mundial, a fim de salvar a economia.


Em Pequim, fontes do governo chinês, recentemente disseram a este escritor que tinham identificado uma anormal e intensa acumulação de material militar, executada pelo governo japonês, nos últimos meses.

As bases atacadas estão todas localizadas próximas à Península Coreana, de onde seria fácil movimentar um grande número de tropas para o continente asiático, numa guerra com a China. Parece, portanto, ter havido um ataque preventivo levado a cabo por forças desconhecidas, a fim de evitar qualquer tentativa japonesa de começar uma  Terceira Guerra Mundial.

O anúncio da Coreia do Norte, de que tinham submarinos armados com mísseis balísticos, na realidade seria uma reação japonesa aos ataques às suas bases subterrâneas. A mensagem, através de seu agente norte-coreano seria: O Japão ainda dispõe de uma capacidade de ataque nuclear retaliatória intacta. Não precisam se preocupar, mesmo porque ninguém está planejando invadir o Japão.

Na semana passada, também houve alguma beligerância acontecendo nos esconderijos de ouro asiático, na Indonésia. Funcionários da CIA asiática, sediada em Cingapura, alertaram os chineses que, se tentaram usar seus gastos de dezenas de bilhões de dólares na Indonésia como uma forma de obter o controle político lá, os americanos iriam "tomariam providencias".

Além disso, em resposta a oferta chinesa de fornecimento de ouro com um desconto de 13%, os norte-americanos na Indonésia e Cingapura, afirmam que não precisam, porque controlam um vasto tesouro de ouro perto da embaixada dos EUA em Jacarta, disseram agentes da CIA na Indonésia. Por sua parte, o governo da Indonésia está colocando 4.000 toneladas de ouro japonês que dizem está localizado no monumento equador. Esta parece ser a conclusão da Indonésia, depois do vice-presidente Jusuf Kalla secretamente visitar os EUA, Japão e China e do Presidente Joko Widodo visitar a Bélgica, Holanda e Reino Unido. Se alguém quiser contestar esta afirmação, terá de estar pronto para uma guerra com a Indonésia, dizem as fontes da CIA. No entanto, a prova da existência desse ouro permanece indefinida. Fotografias do local mostram apenas trabalhos de construção, nada de ouro.

Por sua vez, os chineses estão ficando impacientes com os ocidentais, especialmente os norte-americanos, com a hesitação da aceitação da oferta de, em conjunto, criar uma agência de planejamento futuro e podem "desenhar uma linha na areia", dizem as autoridades chinesas baseadas no Japão. O cenário mais provável é que os chineses simplesmente parem de aceitar dólares depois de uma determinada data. Como uma alternativa, ao mundo, será oferecido o Yuan lastreado em ouro, dizem fontes do governo chinês.

Os chineses, não são as únicas pessoas a estarem impacientes com a cabala khazariana. No Brasil, os militares, fartos e cansados de verem políticos subornados, tentando dar um golpe contra a presidente Dilma Rousseff, estariam se preparando para enviar tanques para o edifício do Congresso, dizem fontes da Agência de Inteligência de Defesa dos EUA. O Vaticano, também está tratando do caso, de modo a garantir que não haja golpe khazariano no Brasil, causado por organizações de poder popular, também observam. Além disso, o bilionário brasileiro e chefe khazariano, Joseph Safra, o banqueiro mais rico do mundo(*), foi acusado de suborno. As acusações são parte de uma investigação da Policia Federal do Brasil, chamada de “Operação Zelotes”, na busca de corruptores de políticos, de acordo com várias reportagens.


Também, na Europa, os alemães estão fartos e agora decidiram de se "voltar para o Leste", de acordo com fontes do Pentágono. A tentativa de extorsão de dinheiro da Volkswagen, espionagem da NSA, a recusa do Federal Reserve Board de devolver ouro alemão e as sanções contra a Rússia, contribuíram para essa decisão alemã, dizem.

A "oposição francesa e o brexit, (saída da Comunidade Britânica da UE), também significaria o fim do TTIP [acordo comercial] defendido pelos bandidos da cabala, Goldman Sachs e Monsanto", acrescentou uma fonte. Na Europa Oriental, os russos fizeram grandes movimentações contra o regime cabalista da Ucrânia. O Presidente, Petro Poroshenko, desapareceu de vista por uma semana e quando ressurgiu, mudou de primeiro-ministro e, de repente encarou seriamente a implementação do acordo de paz de Minsk com a Rússia. Como um pano de fundo dessa situação, o corretor do poder ucraniano, oligarca khazariano e agente israelense, Valeriyovych Kolomoyskyi, teve seus bens confiscados, "podendo se tornar um alvo", dizem fontes russas.

No Oriente Médio, o principal general dos EUA, Joseph Dunford, visitou o Egito para ajudar o presidente Abdel Sisi, a "esmagar o ISIS na Península do Sinai e na Líbia", dizem fontes do Pentágono. Isso, naturalmente implica  que os EUA decidiram para Egito, um governo sunita, mais racional e confiável no Oriente Médio e que os militares e as agências dos EUA, juntamente com os russos, irão ajudá-lo a exercer mais influência na região. Considerando que o ISIL seja um exercito mercenário a serviço da Turquia, Israel e das monarquias do Golfo, parece que os militares do Egito, Rússia, Síria, Irã e dos EUA irão trabalhar em conjunto para levar a paz e a racionalidade a essa região conturbada.

O fato de que o presidente Obama tenha decidido liberar, pelo menos, as 28 páginas classificadas da parte relativa a Arábia Saudita, no relatório do 11.09, deixa claro que os EUA decidiram se separar desse regime. O FBI e o Pentágono também estão planejando se certificar, para que todo no mundo saiba sobre os "estudantes de arte" israelenses, encontrados dançando de alegria, enquanto filmavam a destruição de 11.09, deixando claro que Israel também teve uma grande parte de participação naquele incidente de assassinato em massa.

Também acontecem investigações do FBI, desvendando a corrupção da máfia khazariana, envolvendo o Departamento de Polícia e o gabinete do Prefeito de Nova Iorque, dizem fontes do FBI. A mídia corporativa dos EUA, também esta informando sobre as tentativas da mafiosa satanista khazariana Hillary Clinton, de fraudulentamente ser eleita, como pode ser visto nesta manchete do New York Post: "Investigação sobre irregularidades na votação de Nova York, lançadas após a fracassada primária presidencial".


Temos também a cadeia de jornais dos EUA, em todo o país, a McClatchy e em muitos outros meios de comunicações corporativos, de relatórios sobre ligações dos Papeis do Panamá com Clinton em manchetes tais como: "Papéis do Panamá: varias conexões de Clinton".


Essa exposição na mídia expondo sua corrupção e múltiplas investigações sobre suas atividades criminosas é um sinal de que os Clintons basicamente estão fritos, o que significa que os seus apoiadores como George Soros, os Rockefeller, os Bush etc., também serão fritos.

O colapso em andamento dos grandes bancos proprietários do Federal Reserve Board, está agora sendo discutido pelos militares e agências dos Estados Unidos, como uma questão de segurança nacional da maior importância. O que os bronzes precisam entender é que os Estados Unidos, atualmente, é o país mais altamente endividado na história deste planeta. A Corporação dos Estados Unidos da America está falida. A República dos Estados Unidos da América não têm que assumir suas dívidas, se for restaurada.

Credores dos EUA, principalmente os asiáticos, têm oferecido à República restaurada, vastas quantidades de ouro em troca de papeis. A condição é que concorde coma a criação de uma agência de planejamento do futuro formada com pessoal meritocraticamente escolhido e controlada igualitariamente pelo Leste/Oeste. Os asiáticos estão à espera de uma resposta, mas se nenhuma estiver próxima, como mencionado acima, agirão de forma independente. Em tal caso, é uma certeza matemática que a economia dos EUA irá implodir.

Além disso, o homem que pode colocar um fim definitivo na mafia khazariana dos Estados Unidos, continua a ser o General Joseph Dunford. General Dunford, vai agarrar o destino pelos chifres e ajudar a salvar o planeta, ou entrar para a história como o homem que perdeu a sua chance de fazê-la?

NT: 



Autor: Benjamin Fulford 
Fonte primária: http://benjam20infulford.net
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...