sábado, 16 de abril de 2016

Elohim Cassiopéia - "Sobre a Formação da Dualidade" - 14.04.2016



Que as Bênçãos de Nosso Pai estejam a os iluminar, transmutando-os no Amor mais puro que há na Criação.

Há muito em tão poucas palavras. Há Amor. Há o Criador. Há Luz que ilumina, há Transmutação. Em verdade vos digo que na Criação há quase nada, pois Ela é feita de Luz, de Amor, da Vontade de Nosso Pai e de Forças que transmutam essas energias a dar-lhes formas ou forças.

Quanta simplicidade na eternidade e na grandiosidade infinita que é o Cosmos. Quanta sabedoria que, com tão pouco, faz tanto. E nós, nesse emaranhado energético de Amor, a vivenciar experiências das mais exuberantes aos nossos seres. Quanto com tão pouco!

Mas o Amor, eis a pedra fundamental que interliga tudo, que unifica tudo, que produz toda a energia a ser transmutada segundo as consciências que habitam o Cosmos. Consciências essas que são todas desdobramentos de Deus. Uma única consciência ligada a tudo, que é por meio de energia Amorosa. Esse é o Cosmos. Esse é o Universo. Assim foi feita a Galáxia, seu Sistema Solar e seu mundo: Amor, Energia, Forma e Consciência. Isso É Tudo O Que É.

E nesse emaranhado, os Seres Criadores se ligam à energia para criar as mais diversas experiências, como essa que vivenciam na Terra. Neste planeta, na borda de uma Galáxia que se situa na borda do Universo.

E por que tanta atenção a um pequeno planeta feito em Amor, porém dominado pela escuridão? Se só há Amor, de onde vem essa escuridão? Se tudo é Amor, por que há sua face oposta? Eu lhes digo: porque apenas a oposição de forças é que permite a experiência na dualidade, mas só o Amor dilui sua própria contraposição. Por isso, tanto interesse. Toda experiência é feita pela transmutação energética, então, o escuro não é ausência de luz, mas a ausência do Amor, a outra face do Amor para criar a experiência da alma na dualidade. A ausência do Amor cria o escuro e, nessa contraposição, vocês experimentam a vida que é feita de Amor. Mas só o Amor transmuta essa experiência, pois ele se irradia e preenche sua própria ausência. Então, só há o Amor, tudo é feito do Amor e dele decorre.

Não há dualidade sem Amor, porque por ele se cria sua outra face que é sua ausência, para criar uma experiência de contraposição energética e transmutá-la.

Só o Amor faz, só ele constrói, ele é tudo, ele tudo faz. Porque o Amor irradia de Deus e Esse É Tudo O Que É. Fora disso, tudo é irreal.

Eu sou você, você sou eu, porque somos feitos da mesma Fonte. A energia de Amor que irradia do Centro de Nosso Pai.

E assim é.

Com Amor.

Elohim Cassiopéia 


Canal: Thiago Strapasson 
Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/
Revisão de texto: Solange Yabushita 
Veja mais mensagens dos Elohim Aqui 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...