sábado, 30 de abril de 2016

Jennifer Hoffman / Arcanjo Uriel - "Honre a dor, entregue-se a sua Fonte" - 27.04.2016



Jennifer Hoffman: Estamos quase no final do “Abril em Ação” e tem sido um mês repleto de ação, de fato. Às vezes, agir muito rapidamente ou assumir muitas coisas tem resultados inesperados – eu torci o pé neste final de semana enquanto cuidava da horta, o que me impediu de fazer toda a minha plantação da primavera em um único dia. Fiz algumas coisas, mas estive me movimentando muito mais lentamente. Tive que reconsiderar os meus planos e agir de uma forma diferente e ter mais tempo para realizar as coisas.

O outro aspecto da minha lesão é a dor, que é agora um lembrete constante de que eu fui ferida. A partir disto, decido o que posso ou não fazer, para onde ir, e o quanto eu realizei. A dor é um sinal de um desalinhamento energético, criado quando o desejo do ego por sua própria cura é incongruente com a missão da alma de transformação verdadeira. Este é o tema da mensagem desta semana, uma mensagem canalizada do Arcanjo Uriel.


Cada intenção e ação criam um resultado, ou de dor ou de liberdade. A dor é o resultado de um desalinhamento energético entre a intenção e o alinhamento, e entre a realidade e a verdade.

A liberdade ocorre quando as energias estão alinhadas e congruentes, todas ressoando na mesma frequência energética e fluindo na mesma intenção e isto está singularmente focado em um resultado particular. Resultados que causam dor acontecem quando a verdade de uma situação é substituída pela esperança e a verdadeira realidade se confunde com o potencial. Quando você honra a sua dor e reconhece como ela foi criada, você pode se entregar a sua fonte, e se realinhar com a sua verdade e com os potenciais que são uma verdadeira possibilidade e não um desejo. Você pode curar a dor somente se você se entregar a sua fonte.

A dor é um aspecto difícil da existência humana, uma energia emocional que é desagradável e complexa, e, no entanto, é simplesmente um indicador claro e poderoso do desalinhamento energético entre o ego/eu, o corpo energético e a alma. Ela é criada porque o ego fez um compromisso, realizou uma ação, definiu uma intenção ou tentou mover a energia de uma maneira que o corpo energético não pode honrar e está fora de integridade com a missão de cura, transformação, consciência e congruência da alma.

O desejo de estar livre da dor começa geralmente com a própria dor quando ela deve ser abordada em sua fonte. Que desejo existe no ego para validação, aprovação e controle que não pode ser realizado através da missão da alma para a cura e a frequência energética existente? A fonte da dor é uma verdade em que o ego não pode acreditar ou reconhecer. A cura da dor vem quando esta verdade não é mais resistida e uma nova verdade é criada. O fracasso não acontece quando uma verdade não pode ser transformada – o fracasso não existe no universo. Mas a dor continuará até que a entrega substitua a ação em uma situação que está fora de alinhamento com a cura.

É o desejo humano por um resultado positivo ou específico em todas as situações que cria a dor e isto é um julgamento. Um resultado não é nem positivo e nem negativo; é simplesmente um resultado que é criado com frequências energéticas existentes e a intenção. Mas quando o ego tenta forçar os resultados que ele deseja, a fim de se validar, a dor é o resultado. A dor irá desaparecer quando se entregar à fonte da dor, quando a resistência ao que é possível substitui o desejo pelo que é esperado. E quando a verdade de uma realidade é reconhecida além da crença do ego, isto não é bem sucedido, quando ele pode exercer a sua vontade sobre todas as situações e controlar todos os resultados.

A dor lhe diz que você está tentando empurrar a energia em uma direção incongruente. Você não pode curar a dor continuando a empurrar a energia a sua maneira. Ela é curada quando você deixa de resistir ao fluxo da energia e permitir o resultado que você teme ou não quer que seja criado. Quanto mais inconsistente o resultado estiver com o desejo do ego por algo diferente, maior, mais intensa e mais dolorosa será a dor. Em última análise, a escolha deve ser feita entre a dor e a liberdade, entre um resultado estimado e a verdade da realidade que não pode ser mudada, não importa o quanto isto seja esperado. Mas, uma vez que se entregue à fonte da dor, ela não é mais uma fonte da dor, e, então, a liberdade pode ser alcançada e a paz e a alegria que a acompanham podem ser possíveis.


Autor / Canal: Jennifer Hoffman 
Fonte: http://enlighteninglife.com/
Tradução: 
Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Jennifer Hoffman Aqui e Arcanjo Uriel Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...