terça-feira, 12 de abril de 2016

Jesus - "Não se reprimam por erros ou oportunidades perdidas" - 08.04.2016



Simulação de imagem a partir do original "Santo Sudário." 
É assim que eu, Gabriel RL, o vejo.

Somos todos UM, não existe separação. Muitos nos reinos espirituais muitas vezes já lhes disseram isso, mas ainda continuam cheios de dúvidas e ceticismo, apesar de todas as provas em contrário. Então, só nos resta continuar dizendo isso, até que finalmente ressoe com suas dúvidas e o ceticismo desapareça, como certamente acontecerá.

São amados e apreciados além de suas capacidades de imaginar ou conceber. Queremos que saibam que, assim vamos continuar a levar para suas atenções, enquanto esperamos pacientemente por seus despertares. Nossa paciência, ao contrário das suas, é infinita, uma vez que, na verdade, não existe tal coisa como o tempo. Aquilo que é, é.

O despertar é o destino de cada um de vocês e não podem evitá-lo, embora, possam optar por adiar esse momento indefinidamente. Engajar-se plenamente com a ilusão, permitindo-se estar seriamente preocupado com os problemas mundanos que não lhe afete diretamente, é uma opção para atrasar esse despertar inevitável. Parece que há um enorme sofrimento e de pobreza em todo o mundo que a humanidade precisa abordar e corrigir e existe, mas que precisam ser tratados de uma forma espiritual.

São todos seres espirituais tendo uma experiência humana temporária. Algo como ir ao cinema ou ao teatro, entrando num lugar e história imaginária por um curto período de tempo, excitado, estimulado e animado. Participando de eventos políticos, religiosos, comerciais, desportivos, intelectual ou zonas de conflitos, também despertam, estimulam e excitam de forma semelhante. Embora isso lhes pareça  tão real, na verdade  há uma diferença muito pequena! A ilusão é ilusória, um sonho ou um pesadelo, dependendo da parte escolhida para jogar nela e fazem essa escolha a todo o momento!

Envolveram-se em conflitos pessoais de vários tipos - agressões físicas ou atividades esportivas que pretendem vencer a todo custo, batalhas intelectuais e outras discussões e divergências, políticas, religiosas e filosóficas. Uma lista de atividades, praticamente infinita, em que são obrigados a tomarem partido - e quando vencem, experimentam uma sensação momentânea de glória ou de um trabalho bem feito, mas quando perdem, experimentam  decepção, talvez extrema, raiva ou depressão.

E quando olham para trás sobre estes eventos, dez ou vinte anos mais tarde, a importância que tiveram naquele momento desapareceu ou se dissolveu totalmente. Podem até pensar consigo mesmos: "O que estava pensando, quando fiz aquilo?".

No entanto, se estabelecendo de forma positiva e se mantiverem no caminho do Amor, tratando todos os outros com respeito e compaixão, recusando-se a julgar alguém - é claro que, em determinadas situações, algum discernimento ou discriminação será exigido - e, basicamente, com a intenção de operarem a partir de suas verdadeiras naturezas, suas naturezas eternas e espirituais, com a intenção de serem amorosos em todas as situações, então, quando olharem para trás em suas vidas, estarão cientes de um sentimento de satisfação, de paz e de crescimento pessoal, que resultou ao ganharem alguma sabedoria, juntamente com uma capacidade crescente de aceitarem qualquer coisa que surgir.

Vivendo o momento, ao invés de focar suas atenções sobre  glórias ou dores do passado ou esperando por prazeres e alegrias ou preocupações e ansiedades futuras, é uma prática muito mais edificante e satisfatória.

Lembrem-se de que, antes de encarnarem como humanos estabeleceram caminhos de vida que constantemente lhes apresentasse as lições que escolheram aprender. Esses caminhos estão sempre lá. No entanto, devido à intensa atração das distrações que a ilusão lhes apresenta - opções para julgar, envolvimento em conflitos, ou apenas seguindo suas tendências egoístas momentâneas – Costumam se desviar deles. Desvios que, às vezes, parecem trazer prazer e satisfação temporária, enquanto em outros momentos, levam-nos para becos sem saída ou mesmo catástrofes pessoais. Mas sempre que acontecem, é uma cutucada ou oportunidade para voltarem a suas jornadas.

Obviamente, o caminho que escolheram, não será sempre um caminho de doçura e Luz. Entretanto, se reconhecer e aprenderem as lições que lhes forem apresentadas, elas irão fornecer um sentido de suas adequações, uma sensação de que onde estão é onde estão destinados a estar e que será muito gratificante. De um modo geral, se estiverem constantemente enfrentando dor e sofrimento é porque estão sendo guiados a mudarem de direção. Mesmo que seja não é possível mudar o ambiente exterior ou situação em que se encontram, certamente pode mudar suas percepções dela. Em outras palavras, podem chamar por seus guias espirituais para ajuda-los na compreensão das lições que lhes são apresentadas e assisti-los para aceitarem de bom grado qualquer coisa que surja.

Quaisquer que sejam as situações em que se encontrarem envolvidos, se fizerem a escolha e a intenção de serem amorosos, aceitando e perdoando – a si mesmos, bem como aos outros - verão  suas percepções mudarem, permitindo-lhes lidar muito mais positivamente com o que estiver surgindo. Na verdade, para tirar o máximo de suas experiências como um ser humano na Terra, tudo que precisam fazer, é aceitarem, sem julgamentos, qualquer coisa que surgir, e entenderem que existe uma lição, que escolheram aprender.

Como continuo reiterando, o Amor é sempre a resposta para  seja qual for o problema. Se forem incapazes de sentir Amor,  é um sinal muito forte que precisam de recolhimento interior e se estabelecerem em seus santuários sagrados interiores - cada um de vocês possui um sagrado e intimo santuário - para, em seguida, nos pedir, seus guias amorosos e mentores nos reinos espirituais, por  assistência para  encontrar a paz que reside dentro de cada pessoa. Na medida em que essa sensação de paz começar a permear suas consciências, poderão  liberar seus poderes sobre tudo o que estiver perturbando, coisas como, julgamento, ressentimento, raiva ou culpa, que estão a impedi-los de lidarem com a situação que estão a incomoda-los.

Obviamente que se, isso trouxe sofrimento, este sofrimento poderá levar algum tempo para ser dissipado, muito parecido com tristeza, que só pode ser aceita e vivida. Digam, "Isto também passará" e certamente irá passar. Se puderem, sejam pacientes, coisa difícil num mundo onde tudo parece ser preciso ter sido feito ontem e permitam-se a alguns momentos a respirar profundamente, quando irão experimentar uma flexibilização do estresse pelo qual estarão passando. Então, um saber com que poderão lidar irá surgir e as opções que não tinham visto ou ignoradas irão se apresentar.

Diariamente, sejam gentis, amorosos, perdoando-se a si mesmos. Não se reprimam por erros ou oportunidades perdidas. Em vez disso, lembrem-se de que estão exatamente onde deveriam, onde escolheram estar e que seus guias estão, em todos os momentos, aguardando para inundar seus corações com Amor, quando optarem por convidá-los.

A única razão para que não se sintam amados, resulta da temível não aceitação do fato de que são seres divinos, filhos amados de Deus e fecharam seus corações como uma defesa contra o sofrimento e dor. Abram seus corações! O Amor os envolve a todo momento esperando a oportunidade para abraçar e envolvê-los quando  permitem que ele o faça, em vez de focarem injustamente como acreditam que tem sido tratado. Focando assim é uma atitude autodestrutiva,  quando na realidade poderiam, em vez disso, estar desfrutando de um divino edificante e inspirador abraço!

Seu irmão amoroso, 

Jesus.


Canal: John Smallman
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais mensagens do Jesus Aqui


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...