terça-feira, 5 de abril de 2016

Mestra Rowena - "Sobre a Experiência na Terra" - 03.04.2016



Amados mestres,

Há um caminho inevitável em sua trilha espiritual, que é o contato cada vez mais profundo com sua essência, com seu eu “Eu Sou”. É o caminho de retorno à Luz, à paz, ao silêncio, ao equilíbrio com Tudo O Que É.

O destino de todos os filhos de Deus é o equilíbrio com a criação. É o se colocar em unidade ao fluxo da criação. Então, não há uma hierarquia espiritual como imaginam, pois todos os filhos estão ao caminho, em um mesmo patamar.

Vocês podem pensar que alguns irmãos estariam mais adiantados por serem mais sábios, por ancorarem Luz a todos ao seu redor. Mas, amados, todos, absolutamente todos saíram do berço de equilíbrio de nosso Pai, para se buscarem e se conhecerem.

Todos nós estamos trilhando um caminho de autodescoberta. Saímos com esse propósito, para que pudéssemos ancorar nosso próprio reconhecimento junto a Tudo O Que É.

Embora todos estejamos em unidade à criação a todo tempo, pois não existe um único átomo que não esteja em perfeição, podemos, através de nosso livre arbítrio, impor nossa própria criação junto àquilo que nos criou e que pertencemos, a Unidade.

Estamos, assim, em unidade, pois essa é uma condição essencial à própria existência. Mas a consciência pode trazer seus próprios enfrentamentos pessoais, porque a consciência é livre a criar suas experiências. Então, ainda que a unidade seja numa condição indissociável, ela pode deixar de existir em perfeição, por um lapso existencial. Esse é um paradoxo, porque somos únicos em perfeição, mas nos colocamos em resistência a essa unidade para testarmos seu fluxo.

Dizemos isso, irmãos, para que percebam, que tudo aquilo que existe é perfeito, pois o caminho é único. Não há desvios! O que há são meras experiências onde os próprios limites da criação são testados. É como se, por um momento, levássemos a criação ao seu limite máximo, justamente para vermos até onde ela pode ir. É quando percebemos o quão elástica e flexível Ela é.

A criação comporta as mais variadas espécies de experiências, porque o seu material é dos mais flexíveis, energia e consciência. Dentro desse âmbito, tudo é possível.

Mas é nesse tipo de experiência que se encontram, aquela que leva a criação às últimas consequências. Ao seu limite existencial. A criação, através de seus criadores, testando os seus limites para o crescimento e desenvolvimento de tudo o que é.

Percebem por que há tanto interesse, tanta ajuda, tanto acompanhamento nessa experiência que vivenciam? Vocês são os filhos que decidiram alargar a própria criação ao criar uma experiência sem precedentes. Experiência essa que se consubstancia em descobrir o limite da dualidade e, em um corpo físico, voltar aos braços do amor infinito de nosso Pai. Vocês testam os limites de tudo, absolutamente tudo.

Chegaram nessa experiência ao limite da dualidade, da separação, ao ponto de já nem, ao menos, aceitarem uma ideia de unidade. E, ainda, vocês decidem utilizar uma veste física ao caminho de retorno a Tudo O Que É. Modificar o corpo físico para que a consciência se expanda em um ambiente material.

Concebem a grandiosidade disso tudo? Conseguem imaginar a criação observando esse processo sem precedentes? É mágico, é grande, é perfeito, pois está a expandir os limites que a própria criação aceitava para si.

Eu vos deixo amados, para que reflitam sobre o que estão a vivenciar e para que reflitam o que representam na eternidade da vida.

Com todo meu amor,

Mestra Rowena 


Canal: Thiago Strapasson
Revisão de texto: Solange Yabushita  
Veja mais mensagens do Mestra Rowena Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...