quinta-feira, 21 de abril de 2016

Owen K. Waters - "A enorme escala da criação" - 18.04.2016



Na Idade Média, a maioria das pessoas trabalhava na terra. Eram camponeses que raramente se aventuravam para muito longe do seu local de nascimento, assim, o seu conceito do mundo era muito pequeno. Da mesma forma, o seu conceito de Deus era pequeno em escala. Para eles, Deus era um ancião, semelhante ao ser humano, onipotente, onisciente que vivia em algum lugar acima deles e que um dia iria julgá-los em pessoa.

As pessoas, na época, não percebiam o imenso tamanho do planeta em que eles estavam. Para eles, a maior parte do universo poderia ser visto a partir do topo da colina mais próxima. Hoje, com a cosmologia e o telescópio Hubble para nos ajudar, nossa visão do tamanho do universo foi ampliado cada vez mais.

O que aprendemos desde a Idade Média, inclui estas compreensões:

1 – A Terra não é o centro do Universo. Aparentemente, quando isto foi descoberto, veio como um choque.

2 – A Terra é redonda. Isto foi uma excelente notícia no momento.

3 – A Terra viaja ao redor do Sol. Isto significa que, embora a vida moderna na Terra possa parecer cara às vezes, vem com uma vantagem adicional, uma vez por ano, de uma viagem gratuita ao redor do Sol.

4 – O Sol é mais de um milhão de vezes maior do que a Terra.

5 – Há 200 bilhões de outros sóis em nossa própria galáxia.

6 – Há bem mais do que 100 bilhões de galáxias no universo.

7 – Tão grande quanto é o universo, a fim de que Deus esteja em toda parte, Deus tem que ser maior ainda.

Quando você vê Deus como Ser Infinito, Tudo O Que É, ou o Absoluto, você tem um senso de escala que ainda abrange toda a Criação, não importa a extensão do Universo. O Ser Infinito abrange todo o espaço. A parte do “Ser” do Ser Infinito criou todo o espaço em sua consciência.

De fato, em um universo cheio de infinitas possibilidades, como sabemos que este não é apenas um dos muitos universos? A possibilidade de que possa haver infinitos universos em toda a Criação confunde ainda mais a mente. Se há infinitos universos, então, o nosso é apenas um pequeno universo, comparado à extensão do Ser Infinito, o Criador de tudo o que existe.

A questão é: Onde é que o indivíduo se encaixa nesta enorme escala da Criação?

Como indivíduos, cada um de nós aparece como uma parte manifestada da série infinita de possibilidades. Entretanto, isto é apenas a aparência externa.
Quanto mais você se aprofunda na consciência, mais se torna consciente de que Todos são Um. Compreende que as possibilidades infinitas são todas expressões do Um. Debaixo de toda a expressão está apenas o Um, e o Um é o Ser Infinito.

Na realidade principal “Todos são Um”, você não é apenas uma parte do Ser Infinito, você é uma visão do Um. Nada pode estar realmente separado do Um. Pode apenas ser outra faceta ou perspectiva do Um. Isto significa que você é Um. Você é o Ser Infinito.

Agora, pode não ser apropriado, neste mundo exterior de pessoas separadas, anunciar: “Eu, pessoalmente, sou o Ser Infinito”. Mas quando você viaja interiormente, a este sagrado espaço de seu ser interior, a verdade surge. Você compreende que, no seu íntimo, isto é o que você é. Você é o Ser Infinito, e assim são todos, ao nível de sua essência espiritual mais profunda.

Porque as pessoas são uma expressão do Ser Infinito, o potencial em cada um de nós é infinito.

Não há limites ao que você irá se tornar em sua jornada de volta ao seu Lar espiritual original. E, não precisa haver limites na vida que você está agora levando.

A sociedade irá se beneficiar intensamente quando tais compreensões se tornarem comuns. Hoje, no entanto, as chances são que, ao longo de toda a sua vida, você tem sido pressionado a ser modesto... mundano, até. A sociedade tem estado aterrorizada com a idéia de que uma pessoa possa se considerar importante. “Nem pense em ultrapassar a sua posição”, eles gritam.

É certo: egos inflados podem ser muito cansativos, mas é realmente o momento de questionar qualquer condicionamento social que imponha limites sobre o potencial humano. Uma sociedade que incentivasse todos os seus membros a desenvolver o seu pleno potencial seria mais solidária, criativa e produtiva. Todos se beneficiariam.

Quanto mais cedo, mais pessoas pensarem em termos de potencial humano ilimitado, mais cedo elas irão saturar a atmosfera da mente global do planeta com esta idéia da Nova Realidade.

Basta continuar pensando em si mesmo desta maneira:

“Ser infinito, potencial infinito.”


Autor: Owen K. Waters 
Fonte: http://www.spiritualdynamics.net 
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Owen K. Waters Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...