quinta-feira, 28 de abril de 2016

Sarah Varcas - "Nodo Norte em Virgem: O Céu na Terra - De 12 de novembro de 2015 a 9 de Maio de 2017"



A presença do Nodo Norte em Virgem indica a necessidade de nos aterrarmos, acima de tudo; de nos reconectarmos com o elemento terra do qual somos formados, acolhendo nosso corpo como uma dádiva divina, nosso planeta como nossa Mãe, e o mundo material, não como uma distração do espírito, mas como o reino onde nós encontramos o nosso Eu sem forma e então o expressamos.

O Nodo Norte é um indicador da nossa expressão mais elevada e da nossa maior realização. Ele se encontra do lado oposto ao Nodo Sul – nossa dádiva mais preciosa ou nosso maior obstáculo, dependendo de como jogamos as cartas que recebemos!

O eixo Virgem/Peixes nos lembra que, na busca da perfeição, nós inevitavelmente encontramos a imperfeição, e que no âmago da unidade, nós devemos nos confrontar com o total isolamento do ego.

O Nodo Sul em Peixes pede que nos desapeguemos de tudo que se manifesta como forma neste mundo, permitindo-nos fundir no divino; enquanto que o Nodo Norte em Virgem nos lembra que estamos num corpo físico por uma razão e que esta não é desvencilharmo-nos dele o mais rápido possível!

Com a atual quadratura Saturno/Netuno ensinando-nos tudo sobre incorporação do espírito e espiritualização da matéria, os nodos lunares afirmam que sem esta calibragem interna nós não podemos cumprir a ordem evolutiva atual.

O que nos é dito, em termos inequívocos, é que nada disto realmente se refere a nós como indivíduos, mas àquilo que nós, como coletividade, devemos fazer para mudar a vibração neste planeta e introduzir a Era Aquariana.

Embora cada um de nós vivencie estas energias no mundo profundamente pessoal de nossa vida individual, somos também pétalas das flores do despertar, desabrochando à luz de uma aurora nova e vibrante. Cada um deve se abrir a seu próprio modo, refletindo a singularidade da sua situação pessoal, enquanto contribui com sua fragrância e tom para o deslumbrante despertar que ocorre em toda parte.

Durante a jornada do Nodo Norte através de Virgem, nos é lembrado que somos a parte mais minúscula de um todo enorme e, ao mesmo tempo, absolutamente essenciais para a perfeição desse todo.

A graça de Virgem, que nos confere humildade e devoção, pode ser facilmente perdida numa bruma de julgamentos e comparações, quando começamos a nos perguntar se somos suficientemente bons e perfeitos, se dissemos a coisa errada e estragamos tudo, se perdemos uma oportunidade e deixamos passar o momento certo…

Precisamos nos manter alertas a este aspecto sombrio de Virgem, pois ele pode escapar do nosso controle antes mesmo que nos conscientizemos dele. Evitem o erro de ver a perfeição como algo que nos esforçamos para alcançar. Ao contrário, reconheçam-na como algo que já somos e que está apenas aguardando ser reconhecido.

Ao nos libertarmos do hábito da autocrítica e da não-aceitação, teremos mais facilidade para dedicar nossa vida ao despertar coletivo que respeita a Mãe Terra e traz todos seus filhos de volta ao lar.

Diz a história que quando Buda se iluminou, ele tocou a terra e lhe pediu que fosse testemunha do seu despertar. Esta é uma imagem comovente e poderosa para a viagem do Nodo Norte através de Virgem, pois nosso planeta de fato testemunha todos os nossos pensamentos, atitudes, sentimentos e ações. Ele observa e espera, muda aqui, ajeita ali, nos sustenta, desafia e apoia, enquanto seguimos adiante.

Entretanto, podemos facilmente nos esquecer que o chão sob nossos pés é a sua pele, e que o ar que respiramos é sua dádiva que sustenta a nossa vida. Podemos nos lembrar prontamente da nossa conexão com o mundo natural quando observamos um pôr-do-sol ou quando perdemos o fôlego diante de uma paisagem deslumbrante; mas não tanto quando estamos na correria e agitação da vida urbana ou fechados num escritório com ar-condicionado durante cinco dos sete dias da semana.

Porém, onde quer que estejamos, nossa Mãe Terra está conosco, sustentando-nos, compartilhando sua energia e oferecendo-nos sua generosidade; uma generosidade que há tempos é tida como direito adquirido e vem sendo denegrida pela ganância do ser humano por poder e riqueza.

Está na hora de enxergarmos além de nós mesmos e considerarmos nosso impacto sobre o vasto mundo natural. A devoção de Virgem é melhor utilizada ao respeitarmos a complexidade de todas as coisas e a natureza simbiótica da vida sobre este planeta; não na busca da perfeição cujos parâmetros nós mesmos definimos!

Ao libertarmos nossa atenção das minúcias absorventes da nossa vida pessoal, podemos olhar mais profundamente para as escolhas que fazemos na vida e para os impactos mais amplos que elas provocam no meio-ambiente local e global, nas inúmeras formas de vida e em nosso belo lar planetário. Esta é a tarefa do Nodo Norte em Virgem, e ela nunca foi tão importante quanto é agora!

Neste momento, somos abençoados com a oportunidade de conhecer a Mãe Terra como nós mesmos, e toda a vida sobre ela como parentes nossos – seus corações inseparáveis do nosso.

Nesta comunhão profunda com a natureza, reconhecemos nosso corpo como o templo no qual a veneramos; nossa vida como parte integrante do ecossistema que sustenta nosso planeta; e nosso mundo como o cenário para um caso de amor sagrado que traz à tona um profundo conhecimento do nosso lar, que é ligado à Terra e, ao mesmo tempo, celestial. 


Autor: Sarah Varcas 
Tradução: Vera Corrêa - veracorrea46@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/AstroAwakenings
Veja mais Artigos Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...