domingo, 17 de abril de 2016

Saul - "A tarefa, trabalho ou dever de cada um é se ajudarem uns aos outros para, carinhosamente, despertar" - 16.04.2016



Aproveitar o que surgir e estar em paz e alegria são estados naturais e, portanto, NORMAIS. Estados anormais e não pacíficos, são do ego, deixe-os ir, porque, como o ego, eles são irreais!

Em vez disso, entrem em sintonia com o campo do Amor divino que envolve a todos, em todos os momentos. Essa é a vontade de Deus para com vocês, apesar dos pensamentos e estados de espírito negativos que o ego incentiva e lhes apresenta. DEIXE-OS ir.

Feliz contentamento é o desejo, a intenção de cada um. Assistirem pensamentos, sentimentos e humores negativos, reconhecendo que eles não são vocês, que não precisam se envolver com eles e, então, eles cairão. Se seus focos energéticos os mantém, ao retirá-los eles entram em colapso.

Não é natural se concentrar em pensamentos ou estados de espírito que não lhes tragam alegria e paz, mas quando residem num corpo, com um ego como companhia, mesmo que sejam irreais parecem reais, especialmente na medida em que são frequentemente lembrados pela mídia corporativa da enorme quantidade de sofrimento em todo o mundo e, por isso, são facilmente atraídos pelo envolvimento com eles.

No entanto, apenas tomem ciência desses estados de infelicidade, ao contrário de pensar o que eles sejam e, quando surgem, possam fazer a escolha de deixá-los mudarem seus focos  por participarem de algo, por exemplo, um estado irreal de felicidade! Ao fazerem isso, encontrarão a força de vontade para deixarem cair a ambos, permitindo que se movimentem em direção a Realidade, em direção à percepção de que são essa Realidade e, para o conforto de aceitarem a verdade divina de que cada um é, essencialmente, UM com a Fonte.

Como lhes foi dito tantas vezes, por muitos nos reinos espirituais e em livros de autores espirituais humanos, só existe Deus, a Fonte, o Amor, a Realidade, a inteligência suprema, sabedoria divina - escolha o termo em que se sinta mais confortável - lembrando que as palavras são muito limitantes na descrição ou definição do indefinível, do indizível. As palavras são ferramentas para ajudá-lo a obter uma alça sobre uma ligeira compreensão daquilo que as palavras não podem expressar.

Conhecer a Deus (uma palavra para cobrir todas as outras)! É conhecer a si mesmo! Como se faz isso? Retirando-se  em seu sagrado espaço interior e aquietar sua mente, ficando totalmente alerta, totalmente desperto para, em seguida, abrir-se ao que surgir. Ao se sentir amoroso, tranquilo, acolhedor, estará na presença de Deus. Se estiver, desconfortável, ameaçador ou cínico, será seu ego tentando distraí-lo. O ego depende de cada um de vocês para a sua existência e ele sabe que, se abrirem seus corações para Deus, seu poder sobre vocês irá se esvair.

O ego procura constantemente por suas atenções - quando se permitem a ele. No entanto, a prática da meditação é um método para silenciar o ego, de modo que possam ouvir aquela silenciosa voz interior que, amorosamente, lhes oferece a sabedoria não contada em todos os momentos. São suas próprias sabedorias, sabedoria divina, porque são UM com a Fonte, a consciência que é apagada pelo barulho vociferante de seus egos.

Engajarem-se numa prática meditativa - não importa qual delas, basta escolher uma em que se sintam confortáveis - permite que ignorem as chamadas do ego pelas suas atenções, mesmo que ainda estejam cientes delas. O ego, como seus corpos, é parte da ilusão e, dentro da ilusão é útil. No entanto, para a maioria em elevação, tornou-se o seu senso inerente, permitindo controlá-los através de seus humores e emoções com os quais também se identificam.

No entanto, não são seus egos, humores ou emoções. Esses são todos aspectos da condição humana personificada que são úteis, na medida em que possam ajudá-los a se relacionarem com outras pessoas, até que percebam, como vocês, que só existe Amor. Não existe separação. A separação é um estado irreal, um jogo em que corpos e egos se identificam como separados de suas fontes, um jogo em que eles se perdem até que se tornem totalmente insatisfatórios e seus verdadeiros Eus se faz ouvir, colocando a pergunta, "O que é minha vida, o que significa isso tudo, isso é tudo o que existe?".

Esta questão resultante pode ser muito perturbadora e é destinado a ser. Encarnados como seres humanos, são tudo na Terra, de seguirem o caminho espiritual, configurado antes de seus nascimentos humanos. Crescendo, desde a infância, até a idade adulta, como um ser humano, requer para suas seguranças e sobrevivências, que estão em conformidade com as leis da sociedade em que nasceram. Mas isso significa que tem que se isolar da vaga lembrança de quem realmente são, na medida em que se envolvem com seus egos, o falso eu que se  identifica com as emoções, humores e sentimentos de inadequação ou inutilidade.

Atualmente, muitas crianças estão nascendo com memórias muito fortes de sua verdadeira natureza, e estão conscientes de serem acompanhados por guias espirituais, mentores e amigos. Este é o resultado de seus planejamentos pré-vida de suas experiências humanas. Estas memórias que irão acessar, são para ajudá-los a despertar e, ao fazê-lo, para ajudá-los a ajudar muitos, muitos outros a despertar.

A jornada da humanidade para despertar rumo à lembrança de suas verdadeiras naturezas, está chegando ao fim. Ela tem sido contínua por longas eras, em que muito e intenso sofrimento foi suportado, uma vez que o jogo da separação parecia tão real.

Agora, na Terra, como os seres humanos todos estão envolvidos de forma muito positiva no processo coletivo do despertar da humanidade. Jogos são divertidos quando são praticados por diversão. No entanto, quando eles se tornam extremamente graves, na medida em que o jogo humano se desenrolou, muito sofrimento aconteceu, quando as pessoas se utilizaram de todos os meios disponíveis para ganhar e, nesse processo de, absolutamente, destruir os outros jogadores.

O que começou como um jogo se tornou num terrível pesadelo e os principais meios de comunicações, com suas reportagens severamente tendenciosas, intensificam o temor que muitos estão sentindo. Se acreditarem no que mídia mostra parecer, não haverá nenhuma maneira de sair das muitas situações desastrosas que a humanidade acarretou sobre si pelos seus comportamentos insanos, em todo o mundo.

Mas, a humanidade está acordando e há evidências em todos os lugares deste fato. Ao longo das eras da existência terrena da humanidade, até muito recentemente, houve muito pouca evidência de um despertar. Sua história está cheia de histórias de guerra, de vencer, de destruir ou ser destruído e da intensa satisfação que destruir um inimigo proporciona - incluindo tão recentemente, na 2 ª Guerra Mundial!

Desde então, em grande parte como resultado da crescente consciência do sofrimento que o homem perpetrou contra o homem, a humanidade tomou a decisão coletiva de despertar desse pesadelo insano, de cessar sua participação neste violento e abusivo jogo, buscando uma melhor maneira de se viver no planeta, juntos, em paz, cooperantes e harmoniosos, por cujo bem-estar são coletivamente responsáveis.

Essa decisão coletiva, está aparecendo em muitos, muitos lugares, na medida em que as pessoas escolhem por mudar o sistema,  se existem aspectos que podem ajudá-los a seguirem em frente, ou substituí-los por outro que homenageie a  todos, independentemente, de seu lugar na hierarquia. Na medida em que  isso acontecer se tornará cada vez mais evidente de que não existe uma hierarquia!

Uma hierarquia, é uma falsa e incapaz tentativa de amar, pela discriminação entre seus membros - para reivindicar alguma razão, alguns estão errados, alguns são aceitáveis, alguns têm direitos e outros não – todavia, um pouco de pensamento honesto torna abundantemente claro que discriminar, julgar não só é insano, mas uma tentativa de  tornar Deus errado! Deus, que ama a todos sem exceção, porque todos são UM, sem exceção UM com Ele e, portanto, uns com os outros.

Em seus corações, sabem que a separação é irreal, porque dentro de seus corações cada um de vocês deseja apenas ser incondicionalmente amado e vocês também sabem que, no fundo de si mesmos, de que Deus realmente ama a todos como UM. Podem ter dúvidas que, de vez em quando, de vida para vida, pelo simples fato de serem humanos, fazendo parte do jogo, o jogo ilusório da separação, encontrando-se desiguais aos outros, que parecem ser mais abençoados, mais amados, mais valiosos do que são.

Então, deixem-me lembrá-lo mais uma vez quem são, todos e cada um de vocês, sem quaisquer exceções, o filho amado de Deus, que não pode fazer nada errado e que é perfeito em todos os sentidos. Como poderia ser de outra forma quando foi Deus quem os criou. E tudo o que Ele cria é absolutamente perfeito. Relaxem, lembrem-se com frequência de que são os filhos amados de Deus, do Amor e que suas únicas tarefas são o trabalho ou dever de se ajudarem  uns aos outros com Amor em seus despertares.

Com muito amor, Saul.


Canal: John Smallman 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais mensagens do Saul Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...