terça-feira, 26 de abril de 2016

Therese Zumi Sumner - "As Negociações Planetárias - O Poder que temos" - 25.04.2016


Constantes negociações relativas à situação da Terra entre as forças da Luz e a escuridão são realizadas. Existe pouca informação sobre elas a nos alcançar, todavia, são muito decisivas sobre os acontecimentos conosco. Um dos principais objetivos destas negociações sobre nós, a população de superfície, é porque estamos sendo mantidos reféns das trevas. As Forças da Luz são muito mais numerosas e têm muito mais poder do que as forças escuras, todavia os seres que nos mantém reféns, propiciaram às forças escuras mais poder nas negociações. Algo como uma situação de reféns num banco. Imagine alguns criminosos (as forças das trevas) mantendo alguns reféns no interior de um edifício (nós na superfície da Terra), com armas apontadas e bombas plantadas em todo o edifício que seriam automaticamente detonadas, se alguém entrasse, (bombas strangelets).  Mesmo que as forças policiais, (as forças da Luz) sejam mais numerosas e sofisticadas, no interior do edifício, terão que ser cuidadosas em suas ações. Citando Cobra:

"[As forças das trevas] logo descobriram que tomando reféns lhes daria a força de alavanca muito eficaz contra as Forças da Luz, porque estas se preocupavam com sua gente e têm dificultado suas ações muitas vezes , uma vez que os seres de luz que foram tomados como reféns pela escuridão poderiam ser feridos ou mortos". 

http://www.sementesdasestrelas.com.br/2014/03/portal-2012-fim-do-jogo-de-quarentena.html

Se pessoas não tivessem sendo mantidas reféns, as Forças da Luz poderiam ter acabado com toda esta situação já há um tempo, caso pudesse lutar contra as forças das trevas, sem ter que se conter para evitar que pessoas inocentes se machuquem. Sabemos que muita gente se machuca todos os dias na quarentena de qualquer maneira, mas as consequências de armas exóticas pesadas sendo acionadas seriam bem piores.

Por outro lado, a Luz demonstrou a superioridade de seu poder por várias vezes e, assim, nestas condições, trevas e Luz tiveram que negociar.


Um dos principais pontos de negociações, tem sido o fato que ambos concordaram em não entrar fisicamente em contato diretamente e interferir conosco, a população de superfície. Isto significa que os  ETs positivos e outros seres de Luz não podem estabelecer contato físico conosco (chegando em massa na terra com sua frota de naves) o e que chimera, reptilianos, etc , não poderem  fazer o que querem: Citando Cobra:

"As forças da Luz foram forçadas a assinar um tratado de não interferência, que as impede de interferir diretamente na superfície do planeta Terra e que, por sua vez, impede o chimera de também não interferir diretamente na superfície. Embora este tratado fosse bastante prejudicial para a evolução da humanidade nos últimos 26.000 anos, também impediu que a humanidade fosse ceifada pelo chimera e seus asseclas Draconianos/Reptilianos de uma forma direta. Esta é a razão dos agentes do Movimento da Resistência não estarem contatando os seres humanos na superfície de seu planeta. Este tratado é também a razão pela qual os reptilianos não se alimentarem maciçamente de seres humanos em seus lanches ao ar livre, nas cidades humanas da superfície, depois de 1996, quando a sua presença nos subterrâneos da superfície do planeta era enorme, com 500 milhões de entidades presentes. Este tratado, também a razão das bombas strangelets não serem detonadas em muitas ocasiões. Assim que a ameaça chimera se for, as Forças da Luz irão intervir diretamente na superfície deste planeta". 

http://www.sementesdasestrelas.com.br/2015/02/cobra-portal-2012-atualizacao-de-status.html

Este tratado não é respeitado em algumas ocasiões, dando oportunidade para que o outro lado também não o respeite. Se um ser humano da superfície for fisicamente contatado pelas forças da Luz, logo em seguida, os escuros de alguma forma atacariam humanos na superfície e vice-versa. Por outro lado, se os escuros atacarem fisicamente os humanos da superfície, a Luz interverá mais diretamente de uma forma ou de outra.

Aqui está um exemplo relatado pelo Cobra, quando foi perguntado sobre o fato da escuridão interferir conosco, quando na assinatura da divulgação  do Programa Espacial Secreto:

http://www.sementesdasestrelas.com.br/2016/02/cobra-portal-2012-tornar-viral-peticao.html

"Não devemos ficar frustrados pela cabala estar bloqueando todos os esforços, porque cada vez que eles fazem isso, violam certos protocolos e quando violam esses protocolos, isso tem efeitos duradouros no processo de rendição e negociação final. Isso realmente acelera o processo do Evento".

http://www.sementesdasestrelas.com.br/2016/04/entrevista-cobra-e-lynn-richard.html

Dessa maneira, começamos a entender o poder que temos, como população de superfície na influencia de nossa situação. Na verdade, temos espaço para agir e possibilitar iniciativas à Luz, sem que as trevas possam fisicamente nos impedir. Podemos expressar nossas vontades com palavras e ações e, ao fazermos isso, a escuridão fica encurralada, por não poder nos impedir e, então avançamos e, quando tenta nos impedir, dão espaço para a Luz intervir, permitindo também o nosso avanço. A Ruptura não pode ser impedida. O único fator desconhecido é o momento de acontecer e nós estamos aqui para ajudar a quebrar o “status quo” em favor da Luz, para acelerar o processo.


Além disso, Se a Luz não  capaz de diretamente entrar em contato conosco, terá mais liberdade, quando se tratar de responder às nossas iniciativas, de nossos pedidos chegarem até ela. Se somos os únicos a fazer tal coisa, então tecnicamente as Forças da Luz não estarão intervindo, apenas respondendo. Posso testemunhar isso em minha própria trocas de experiência com o Cobra sobre vários projetos, como por exemplo enterrando pedras Cintamani. Nenhuma vez que ele veio a mim para propor a fazermos alguma coisa, não apenas respondeu às minhas iniciativas,  como também pensou que eram boas e, quando teve tempo sempre teve algo a acrescentar. Foi assim  que começou o projeto de distribuição de Cintamanis ao redor do planeta, quando nós, como população superfície propomos tal ideia e que, depois seguiu adiante com a orientação das Forças da luz, através do Cobra. O fato do Cobra poder ser contatado diretamente pelas Forças de Luz é uma rara exceção nas negociações, que vieram como resultado de eventos específicos. 

Citando Cobra novamente: "Precisamos conseguir plantar um pedaço de uma pedra Cintamani na Antártica o mais rapidamente possível, tarefa que precisa ser feita pela população da superfície", 

http://www.sementesdasestrelas.com.br/2016/03/cobra-portal-2012-atualizacao-de.html

NT -Tarefa executada por uma equipe japonesa/norte-americana, conforme informação do Cobra em sua atualização de 13 de Abril, ultimo.

http://www.sementesdasestrelas.com.br/2016/04/cobra-portal-2012-breve-atualizacao-da.html

Existem projetos como estes, que só nós neste momento podemos realizar. Temos um papel único a desempenhar. É interessante notar que, no momento em que o Cobra postou isso, as pedras tinham sido enterradas em torno de todos os continentes do planeta, exceto na Antártida e, isso reflete o fato de que a única rota de fuga que parecia ainda disponível para a cabala era através da Antártica. Agora que a tarefa da Antártida também já esta feita, espero que a cabala esteja ficando sem opções. As forças da Luz tecnicamente poderiam enterrar todas as pedras com facilidade, todavia, não puderam fazê-lo, por causa das negociações com as trevas e evitar retaliações. 

Este é o caso, uma vez que os escuros têm fortes e suficientes MECANISMOS de retaliação que a Luz está trabalhando para remover, que pode ser um processo lento, se não ajuda-la, ou ser um processo muito mais rápido se tomarmos nossas iniciativas. Enterrar Cintamanis é apenas um exemplo do que está perto de ser  agora concluído, todavia, ainda haja muitas outras coisas que podemos fazer. Neste contexto, somos foco de uma intensa guerra de informação e energética, onde as trevas tentam manipular o nosso livre arbítrio e a Luz tenta nos inspirar com ações positivas. No final, somos os únicos a decidir. Então, vamos observar a situação e ver o que é necessário para uma mudança positiva.

Precisamos manter nossa visão conjunta numa vida de liberdade, paz e Luz: A vida após a dualidade, após o Evento. Imaginar como as coisas irão funcionar, quando esta meta for finalmente for alcançada e com esta perspectiva, observar a situação atua, e trabalhar nosso caminho de volta nesta visão, dando progressivamente um passo de cada vez para fazer tudo isso acontecer, tudo o que for necessário para uma visão da Luz se manifestar. Perguntar-nos todo dia, a todo o momento qual é o uso mais benéfico da nossa energia e optar por fazê-lo. Nosso livre arbítrio em ação é a nossa principal ferramenta para a nossa libertação.


Vitoria da Luz!


Autor: Therese Zumi Sumner / www.veritasgalacticsweden.net
Fonte: Portal 2012 / RecreatingBalance
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos / entrevistas do COBRA Aqui 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...