sexta-feira, 10 de junho de 2016

Julie Redstone - "Um passo à frente para igualdade" - 09.06.2016



Onde quer que a liberdade dê um passo à frente, precisamos honrar o momento e o passo, e onde quer que a igualdade dê um passo adiante, precisamos, da mesma forma, honrar e expressar gratidão por outra barreira que foi ultrapassada.

Na América, hoje, ocorreu um evento histórico relacionado com a igualdade de todos os cidadãos perante a lei e a estrutura social da sociedade, quase ofuscado pela turbulência mental e emocional que está ocorrendo com respeito à eleição presidencial deste ano. Nós, como uma consciência coletiva, ficamos tão imersos em questões relacionadas à personalidade daqueles que buscam um cargo público, que o assunto da primeira mulher nomeada para representar o seu partido para o mais alto cargo na terra, assumiu uma importância secundária para o atual foco e debate.

De algumas maneiras isto é bom, desde que houve uma educação em recentes décadas sobre o papel que as mulheres desempenham, tanto em setores públicos, quanto privados da vida. E nós, como uma nação, viemos a confiar mais nas qualidades de caráter e nos níveis de experiência que um candidato a  um cargo público traz a esta candidatura, em vez de em seu sexo. Tal educação tem evoluído ao longo do tempo, e, por isto, para muitos, é natural que uma mulher deva estar buscando o cargo de Presidente pela primeira vez em 240 anos de nossa história. Para muitos, isto é natural e levou muito tempo.

No entanto, assim como o movimento em direção a aumentar a igualdade com os Afro-Americanos ao longo do século passado precisa ser reconhecido e honrado, passo a passo, como eventos significativos em nossa história coletiva, e assim como a igualdade sexual em tempos recentes tem concedido direitos expandidos a pessoas lésbicas, bissexuais e transgêneros, assim, também, devemos honrar a atual transição para um grau superior de igualdade, já manifestada na nomeação da primeira mulher a concorrer à Presidência no ano de 2016.

Onde quer que a liberdade dê um passo à frente, precisamos honrar o momento e o passo, e onde quer que a igualdade dê um passo à frente, precisamos, da mesma forma, honrar e expressar gratidão por outra barreira que foi ultrapassada em nossa expansão para uma maior igualdade para todos. Esta barreira foi ultrapassada hoje, e embora isto não seja tudo, é um passo importante em nossa história e que foi há muito aguardado.

Que tudo o que fazemos como uma nação continue a reconhecer e a defender os princípios fundamentais da liberdade, da igualdade e da justiça para todos os que estão sempre presentes em nossa consciência nacional. E que possamos neste ano de eleição presidencial, procurar encontrar em nós mesmos as melhores escolhas possíveis que defenderão estes princípios. Fazemos isto para nós mesmos como uma nação, mas também o fazemos para o mundo que busca incorporar estes mesmos princípios mais plenamente. Que possamos permanecer firmes em nossa confiança de que a igualdade para todos possa um dia ser concretizada em todas as nações, e que na América, que todas as barreiras a esta igualdade universal possam, com o auxílio de cada coração que a busca, serem finalmente removidas.


Autor: Julie Redstone
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Julie Redstone Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...