sexta-feira, 24 de junho de 2016

Mana - "O Deus Sol" - 13.06.2016


Nefertiti, esposa de Akenathon, 
reverenciando o Deus Sol "Aton"

A vida no antigo Egito se desenvolvia através de experiências ora difíceis, ora agradáveis, e não há parâmetros de comparação entre a nossa sociedade de outrora com os padrões da sua sociedade atual.

O Faraó era uma alma escolhida pelos mestres celestes para conduzir seu povo em um longo processo de evolução e aprendizados.

É importante pontuar no tempo que a era dos Faraós veio justamente depois do final da Atlântida, quando as tecnologias e conhecimentos se perderam nas profundezas do Oceano Atlântico, e a humanidade engatinhava em seus primeiros passos de uma sociedade organizada.

Sob a regência dos Faraós, muitos avanços foram feitos, rudimentares podem parecer aos olhos atuais, mas grandes avanços, na estruturação familiar, administrativa, na visão de que os governantes deveriam conduzir, organizar e suprir seu povo, e também, na estruturação da organização religiosa, sob o comando dos sacerdotes.

Para conseguir avançar enquanto sociedade, os Faraós tiverem que usar força militar e política para ordenar e estruturar seu povo, que aliado com uma sabedoria incomum, acabou por torna-los como Deuses, tamanho seu poder e influência sobre seu povo.

Muitas das grandes almas de Atlântida reencarnaram como Faraós, cada qual com a missão de promover avanços mais rápidos nas sociedades locais, e apesar das dificuldades materiais, pois praticamente não havia nenhuma tecnologia disponível, os Faraós cumpriram cada um com sua missão, tornando o Egito uma potência no planeta.

No princípio, os Faraós e seus Sacerdotes, criaram supostos Deuses a serem adorados, Deuses de Pedra, para introduzir em seus cidadãos o respeito e a devoção pela divindade, e assim, os templos religiosos da época, sob o comando dos sacerdotes, tinha profunda admiração do povo, que os respeitava e lhes dava poder de seu próprio coração.

A cada geração de Faraós, mudanças eram impostas, novos Deuses, novas estátuas para serem admiradas, ampliando o poder sacerdotal e temporal do Faraó.

O Faraó Akenathon, também chamado de Amenhotep IV, promoveu grandes mudanças no Egito. Sob inspiração Divina, ele dissolveu o culto a qualquer Deus de Pedra, e instituiu que ele e seu povo, deveriam adorar apenas um Deus, “Aton”, representado pelo nosso Sol, que significava o Universo, o que provocou a ira dos sacerdotes. Akenathon instituiu que todos no Egito deveriam reverenciar o Deus “Aton” ao nascer do Sol, devotando suas preces e orações pedindo Paz, Prosperidade e Abundancia para todos. E que todos deveriam se reunir novamente no final da tarde, para agradecer “Aton” no momento do por do Sol, agradecendo por todas as graças obtidas naquele dia que se encerrava.

Aos olhos atuais, o que os Mestres Ascensionados pedem para a humanidade, é que voltem-se para dentro de si mesmos, ao nascer do dia e antes de irem dormir, para sintonizarem-se com as correntes de Luz e Amor que estão disponíveis para vocês.

Ocorre que estas correntes sempre estiveram presentes, pois a Luz e o Amor é o oxigênio que sustenta o Universo.

A humanidade hoje tem a oportunidade de coletivamente voltar-se para Deus, e se conectarem com sua própria divindade, quase da mesma forma que o mensageiro Akenathon ensinou ao nosso povo, digo nosso pois tive o privilégio de conviver com ele.

Assim como hoje, onde os portadores da Luz, ou, os Trabalhadores da Luz, enfrentam feroz oposição e sabotagem das trevas, assim também Akenathon enfrentou a sabotagem e a fúria dos sacerdotes.

Da mesma forma que Akenathon cumpriu com sua missão sobre a Terra de ensinar seu povo a trazer Luz e Amor para seu próprio coração, assim também, cada um de vocês que já despertou, tem a oportunidade de trazer mais Luz e Amor para suas vidas e ao planeta, através da prática silenciosa de orar e meditar ao nascer e pôr do Sol, agregando Luz ao seu coração, ajudando o planeta à Ascender, levando todos nós juntos nesta viagem maravilhosa.

Eu Sou Mona, do belo Egito, grata por ter tido a oportunidade de viver sob a inspiração do mensageiro Akenathon, o Faraó Amenhotep IV.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...