segunda-feira, 20 de junho de 2016

Mestre Confúcio - "O Espírito e o Sagrado" - 17.06.2016



Tudo no universo busca um equilíbrio, movimenta-se no sentido do desequilíbrio até que a força antagonista esteja tão prevalente a forçar o reequilíbrio. É o movimento pelo qual todas as energias se manifestam. Elas tendem ao desequilíbrio, mas quanto maior a desproporcionalidade energética, maior a força de retorno ao estado de equilíbrio.

A Fonte é composta de duas energias opostas, onde tudo se compõe dessas forças que agem e reagem entre si. É o movimento que se dá entre o princípio passivo, feminino, noturno, escuro, frio, e o masculino, diurno, luminoso, quente. Se uma dessas forças atinge sua força extrema, manifesta-se o oposto a reequilibrar a experiência.

A toda ação consta sempre uma reação. Se o escuro se sobressai, há uma reação da luz, se o masculino ofusca o feminino, cria-se uma pressão de retorno ao estado de equilíbrio. Esse é um princípio universal que rege todas as interações da criação.

Em suas vidas, a perda da saúde física é nada mais que uma reação ao estado de desequilíbrio. A efetiva cura não se dá com a eliminação do sintoma físico, mas, sim, com o reequilíbrio das energias contrapostas.

Percebam a interação dessas forças opostas em suas vidas. Sempre que há um enfrentamento pessoal, há um movimento de retorno ao equilíbrio. O obstáculo é somente uma reação da força contraposta em razão do desequilíbrio interior. É uma bênção de cura, portanto.

Essa lei fixa também o limite da criação, pois é possível o desdobramento da criação até o ponto de inflexão, em que a força contraposta gere uma reação forte o bastante para forçar o reequilíbrio das experiências.

É por esse motivo que, sob nossa perspectiva, não existe o julgamento da experiência, pois numa perspectiva do “não tempo”, somos capazes de observar o desequilíbrio das forças e também reação ao retorno do equilíbrio.

Não esperamos que vocês estejam sob equilíbrio em todas suas experiências, mas que mostrem maturidade para entender os desequilíbrios de suas vidas, e não resistam às energias contrapostas que, imediatamente, vêm em seu auxílio. Que demonstrem em seus atos, a confiança nesse fluxo universal de energias contrapostas.

Assim é a Fonte Deus-Pai-Mãe: energias que se mantém sempre em perfeição, perfeitamente equilibradas, onde a passividade momentânea de um polo, imediatamente se transforma numa força de reação.

Todos os seres do Cosmos enfrentam, em seu interior, esse antagonismo energético. Por isso que mesmo os Mestres mais avançados, se vigiam a permitir em suas jornadas a manutenção do equilíbrio interior. Todos os seres devem ter o compromisso de vigiar e não se julgar diante dos desequilíbrios, reconhecendo que é um estado momentâneo, que provocará a reação de retorno ao estado de equilíbrio.

Sempre há duas forças antagônicas que constituem Tudo O Que É, o Deus-Pai-Mãe: duas forças contrapostas que permitem as manifestações das experiências.

E tudo faz parte de um fluxo perfeito, onde o Sagrado se manifesta sempre em dois polos energéticos, a possibilitar a experiência: Luz e escuridão, masculino e feminino, passivo e ativo, sempre forças opostas que se desequilibram a gerar uma experiência divinamente perfeita.

Ao verem a escuridão aparentemente prevalecer, confiem que essa situação está apenas criando uma reação ainda maior da Luz para retorno ao reequilíbrio. Essa é uma lei universal e, a ela, não existem exceções.

A Criação permite o desequilíbrio e a prevalência de um polo, para que, através da consciência, se experimente. Mas toda dominação é uma ilusão temporária, pois quando há a prevalência de um polo, o outro, naturalmente, se reforça em sua reação, a fortalecer as condições de retorno ao equilíbrio.

A movimentar essas forças está a consciência. Ela movimenta, por meio da energia criativa, as energias disponíveis, cria o desequilíbrio e a criação a devolve, na mesma proporção do desequilíbrio gerado.

A consciência encontra, portanto, seu próprio limite na criação, porque Deus-Pai-Mãe atua em perfeição.

A consciência evoluída está sempre buscando o equilíbrio dessas forças, se vigiando, para manter o equilíbrio natural das energias disponibilizadas pela Fonte de Tudo O Que É, Deus-Pai-Mãe.

Saudações,

Eu sou Confúcio.


Canal: Thiago Strapasson
Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/
Revisão de texto: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita
Veja mais mensagens do Mestre Confúcio Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...