domingo, 5 de junho de 2016

Natalia Alba - "Lua Nova em Gêmeos, em 4 de Junho de 2016: Tirar o véu das ilusões para revelar o verdadeiro amor" - 03.06.2016



As frequências inconstantes e mutáveis não apenas desta Lua Nova a 15 graus de Gêmeos, mas também de todo este amo, estão sendo fortemente sentidas por todos nós! Estamos removendo mais camadas de nosso antigo eu, até nos esvaziarmos dos remanescentes do passado, até que a pureza de nossa verdadeira Essência do Eu Superior venha à superfície novamente para nos orientar em nosso novo caminho. Para fazer isso, temos sido profundamente desafiados a abandonar o que era familiar, forçados a deixar as ilusões que pareciam tão confiáveis em algum momento – como, quanto mais incorporamos níveis mais elevados da consciência, mas percebemos que aquilo em que costumávamos acreditar como verdade, era realmente outro equívoco humano.

Trata-se de um ano em que somos convidados a encerrar um velho capítulo de nossa experiência de vida, adaptar-nos às mudanças e fluir com isso, como o nosso estado de ser natural – queimando pontes que ainda nos unem ao nosso passado e começar a seguir os passos que nos conduzirão para o lugar a que estamos destinados a estar, nesta nova etapa de nossa vida. Um caminho que esta Lua Nova em Gêmeos vai iluminar – ao trazer alegria e criatividade entre a turbulência dessas intensas energias em que estamos imersos ultimamente.

A essência de Gêmeos também nos faz recordar da importância que tem interiorizar toda a comunicação, principalmente neste momento, com toda esta energia retrógrada. Expressar nossa verdade e sentimentos é essencial, mas somente quando o que dizemos foi ponderado nas profundezas de nosso ser, em intensa comunhão com a nossa alma, e que esteja vindo de um lugar de amor, compaixão e integridade.

Gêmeos, o Yin e Yang, acolhe um ao outro em uma dança equilibrada e rítmica de amor e unidade. Gêmeos, sendo um signo de ar e mutável, é mental, intelectual e prático, mas, ao mesmo tempo, gosta de brincar e de se socializar, por isso é essencial tirar proveito desse influxo e da vitalidade de Gêmeos, à medida que continuamos a atravessar o véu das miragens, descobrindo aspectos mais elevados da verdade e começar a descobrir onde o verdadeiro amor reside, em vez de meras promessas idealizadas de nosso ego. Lembrem-se de que, para sentir verdadeiramente o puro e divino amor, primeiramente, devemos estar dispostos a deixar para trás tudo o que for uma deturpação do que construímos em nossas mentes, e que não vem de um espaço legítimo de divina sabedoria e autenticidade.

No período da Lua Nova, temos por um lado, o Sol, a Lua e Vênus em Gêmeos. Desejamos amar e nos sentir amados também, visto que somos apaixonados por compartilhar nossas jornadas com os demais. Um entusiasmo que o guerreiro Marte, em oposição à Lua, estará disposto a nos oferecer. Porém, por outro lado, temos a grandiosa quadratura entre Saturno, Júpiter e Netuno. Eles nos impulsionam para ser realistas e deixar de fabricar sentimentos ilusórios, querem que vejamos por trás dos cenários físicos, olhando mais de perto para o que realmente é, e lembrando-nos do que já estamos sentindo internamente e que, às vezes, o nosso eu humano se recusa a reconhecer – estar abertos para discernir acerca de todas as situações de nossa vida e dos relacionamentos, e adotar uma visão mais elevada do que está acontecendo atualmente, visto que é por ver o todo, que podemos descartar o que é apenas outra falsa criação de nosso ser humano, que que nos mantém acorrentados a uma realidade falsa.

Estamos, de fato, fundindo forças opostas, à medida que estamos sentindo o amor, a paixão do Novo caminho à nossa frente e todas as maravilhas que nos aguardam, enquanto estamos também sentindo a dor de abrir mão de descobrir o que ainda está oculto, e aceitar as situações de nossa experiência de vida que não são reais. Ser amado é somente apreciado e bem-vindo quando é genuíno e vem de um lugar de total integridade e unidade. Caso contrário, estamos apenas alimentando a antiga sensação de codependência e apego, simplesmente porque estamos com medo de ficar em solidão com nós mesmos – enfrentando as próprias sombras e vazios.

Durante este período revelador, sentiremos a necessidade de expressar os nossos sentimentos mais profundos, principalmente com Mercúrio em movimento direto, neste mesmo signo, também. Mas, lembrem-se de que   estamos ainda viajando entre diferentes possibilidades e dimensões, para discernir o que é real e o que é ilusório, para finalmente acolher a nossa verdade e de nossos relacionamentos. É o momento para sermos o amor que que somos sob todas as circunstâncias – até se não possuímos ainda toda a orientação para ver toda a situação, em vez de acessar o limiar impulsivamente.

Particularmente, é um momento para interiorizar-nos e nos comunicar com nosso Eu Superior/Equipe de Guias para antever nossos verdadeiros sentimentos e pensamentos, em vez de agir sem a clareza adequada. A comunicação começa sempre em nosso interior, sejam observadores de como vocês falam com o seu ser precioso, visto que isso fará toda a diferença em como vocês criam a sua realidade e se relacionam com os demais também.

Ainda vamos receber revelações infindáveis, conforme continuamos a nos aproximar da próxima Lua Cheia em Sagitário, o que fecha o portal que a anterior abriu. Ambas as Luas agem como uma passagem, para que naveguemos nas profundezas de nosso ser, lembrando-nos do que está vindo de um lugar de verdadeiro alinhamento com a nossa alma, e o que está vindo de nossos desejos humanos de forçar e conduzir as coisas da própria maneira, em vez de permitir que a Inteligência Superior nos oriente.


As antigas feridas podem surgir internamente, à medida que prosseguimos com a dissolução das velhas memórias, mas isso é somente uma mensagem interna de nossa alma de que uma transformação intensa está ocorrendo, bem como a conscientização e subsequente cura para avançarmos e deixar para trás todos os apegos. No coletivo, podemos perceber o caos, à medida que as antigas estruturas estão constantemente caindo, principalmente com a vinda da segunda quadratura de Saturno/Netuno. Nunca conseguimos ver o quadro inteiro, a partir de uma perspectiva humana, mas podemos estão suficientemente conscientes para perceber que, ao mesmo tempo que alguém escolhe escravizar-se, mais seres ainda estão acessando um modo mais elevado de viver. Nosso principal alvo, ao ajudar a todos, é permanecer concentrados no próprio papel na Criação. Não estamos aqui para salvar ninguém das próprias escolhas, mas para brilhar onde estamos destinados a fazê-lo.

Lembrem-se de que, independentemente do que possamos perceber no coletivo, nós criamos a nossa realidade, somos os únicos com o poder de decidir que frequência escolhemos ativar, e em que linha de tempo decidimos caminhar. Alteramos as linhas de tempo à medida que mudamos em consciência, às vezes, temos que experimentar muita coisa, para finalmente chegar a uma conclusão. Mas, tudo isso é feito com intenção consciente – ninguém nem nenhuma força externa nos leva a resultados diferentes, como marionetes, estamos em todos os momentos criando o que experimentamos fisicamente.

Tomar distância de alguns antigos aspectos de nossa personalidade humana não é fácil, visto que o ego gosta de ficar onde se sente seguro, e adotar novos aspectos mais elevados de nosso Eu Verdadeiro, não é familiar, portanto, parece desconhecido e doloroso. Nesses momentos de falta de clareza é quando, ao nos alinharmos com a nossa alma, ela nos levará a nos recordar de que o que está à nossa frente também contém bênçãos infinitas, e que é isso o que esta Lua Nova no jubiloso Gêmeos tentará nos demonstrar, se estivermos dispostos e abertos o bastante para escutar.

Mercúrio, em movimento direto novamente, neste mesmo signo, em 12 de junho, faz com que flua livremente a comunicação e tudo o que estiver aguardando internamente para nascer. Visto que ainda estamos em profunda comunhão com a nossa alma/Eu Superior, e a mensagem para nós, neste momento, é dar à luz aos nossos desejos, após as intensas energias que nos convidaram a nos interiorizarmos e simplesmente refletir acerca da autenticidade de nossas visões e criações internas – expandir-nos para novos horizontes agora que o nosso caminho está sendo iluminado em todos os momentos pela Verdade Superior. Apenas temos de optar por acolhê-lo e segui-lo com a confiança divina.

Esta é uma Lua que estabelece a frequência perfeita, para ancorarmos tudo o que vimos criando internamente em nosso vidas, uma vez que estamos prontos, após nos tornarmos observadores de tudo o que não estava alinhado com o nosso caminho, para começar, novamente, ao sermos renovados e termos resgatado a sabedoria de que precisamos para produzir os resultados que verdadeiramente provêm dos reais desejos da nossa alma, e não do nosso ponto de vista humano, ilusório, de como as coisas têm que ser. A mudança sempre começa internamente, não precisamos estar constantemente manifestando em nossa realidade, porque sabemos que, logo que criamos essa mudança interna, a nossa realidade física   vai adaptar-se e mudar, assim com fizemos também.

Estamos, de fato, cruzando um enorme limiar, em que vamos imaginar como a nossa experiência de vida foi até este momento, e o que está também sendo criado, agora, se somos corajosos para irmos além do que está nos cegando e acessar esse novo e maravilhoso caminho, que o Divino orquestrou de modo perfeito para nós. A escolha em permanecer nos antigos modos de ser ou criar novos é nossa, não há julgamento neste Universo amoroso e sábio, apenas experiências diferentes para serem sentidas e compartilhadas.

É importante que continuemos como observadores e permaneçamos centrados em nosso Coração Superior, à medida que caminhamos no meio de todas essas ilusões, que estão flutuando no ar, enquanto o cruzamos. Não deixem que as suas criações passadas os enganem conforme vocês chegam à próxima etapa da sua jornada. Vocês não são mais essa pessoa, porque vocês estão se transformando novamente a cada momento. Liberem os seus antigos aspectos que ainda estiverem mantendo, com gratidão, e acolham quem vocês se tornaram agora.

Apenas fiquem tranquilos, lembrem-se, enquanto estão imersos na futilidade do que não é real, mas que parece confortável e familiar ao seu eu humano, do verdadeiro propósito da sua existência, que é sempre o da alegria e expansão infinita da alma, neste Universo abundante, que lhes dá o livre arbítrio para serem criadores deliberados.


Autor: Natalia Alba  
Fonte: http://www.starseedsoul.com/
Facebook: Aqui
Tradução: Ivete Brito – adavai@me.com –
Veja mais Artigos Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...