quarta-feira, 22 de junho de 2016

Natalia Alba - "A segunda quadratura de Saturno/Netuno, em 17 de Junho de 2016"



DESFAZER AS ANTIGAS ESTRUTURAS VERSUS ESCOLHER UMA REALIDADE SUPERIOR

Meus amados,

Em um ano em que estamos dominando o self, unificando o que foi fragmentado e desfazendo mais da frequência antiga, somos mais uma vez lembrados, pela segunda quadratura de Saturno/Netuno, de como é importante que encerremos um velho ciclo e comecemos a ancoragem – como as Sementes da Nova Terra que somos – um modo superior de viver. Este alinhamento cósmico vem regendo os nossos céus desde 2015, impelindo-nos a nos libertar das antigas estruturas e nos ajudando a tornar tangíveis as visões da nossa alma. Mas, acima de tudo, essa frequência libertadora está ajudando a todas as novas almas, que estão despertando e escolhendo conscientemente trilhar agora um caminho livre de integração da alma e de unidade.

Ambos os planetas são formidáveis forças opostas, ambos representam um aspecto nosso – como todo o cosmos – que se polarizado, pode nos conduzir a extremos e a desequilíbrios. Lembrem-se, nosso principal objetivo é unificar as duas forças diferentes, que habitam em nosso interior também, e só podemos fazer isso se realmente as acolhermos e encontrar na fusão de ambas um estado de equilíbrio e de perfeita união, em vez da fragmentação e do caos que enfrentamos, quando optamos por viver apenas um dos aspectos.

Quando Saturno, o planeta do poder, em Sagitário, faz quadratura com Netuno, o planeta dos sonhos e da intuição, em Peixes, somos convidados a acender nossa centelha interna para iluminar o que estiver oculto, obscuro e que precise de ser trazido à superfície para que possa ser liberado e compreendido pelo que é – outro aspecto nosso, igualmente divino, que ainda não foi acolhido, devido ao nosso forte senso humano de separação, e que rotula as coisas conforme pensamos que são. Não julgamos mais qual aspecto é melhor, visto que todos nós sabemos que Tudo é Um na Criação, simplesmente transcendemos todos esses rótulos antigos e os alinhamos com a nossa alma para resgatar a clareza acerca do que é real e o que era outra forma de ilusão.

A mensagem do cosmos, neste ano intenso de conclusão e unificação, é muito clara. Visto que não somente temos três quadraturas entre Saturno e Netuno, como também temos duas muito poderosas e reveladoras Luas em Sagitário, neste mesmo mês, cuja mensagem é também de que nos conscientizemos do que estamos criando e experimentemos intencionalmente a partir de um lugar de total rendição, confiança no Divino e alinhamento da alma, e o que está sendo vivido a partir de um lugar ilusório de apego humano, e, portanto, não amado, uma vez que só podemos amar quando libertamos Tudo. Todos nós fazemos isso, às vezes, visitamos e revisitamos nossas sombras para adquirir novos insights, porque é somente quando experimentamos verdadeiramente ambos os aspectos nossos, que conseguimos discernir e observar o que está realmente ocorrendo por detrás dos véus ilusórios físicos.

Todavia, a mensagem deste alinhamento cósmico não é apenas de dissolução e de rompimento dos antigos padrões, mas também de tornar tangível o que podemos somente imaginar nas profundezas da nossa alma, porque estamos aqui como mestres do físico, e, portanto, não se trata só de ascensão, mas de descensão do que está no invisível, para o nosso plano terreno. Isso não tem nada a ver com o fato de se estar constantemente manifestando – conforme estamos sempre fazendo assim e mudando – diz respeito a não separar mais e começar a manifestar não apenas os desejos e as coisas físicas, mas acerca do resgate da sabedoria de nossa alma. Como Saturno rege o mundo material, convida-nos a sermos disciplinados e construirmos estruturas seguras em nosso plano físico. E com Netuno retrógrado, até mais, visto que podemos ter a tendência de construir castelos no ar, deixando as visões de nossa alma sem serem realizadas, devido ao nosso ponto de vista humano ilusório de somente viver nos reinos etéreos.

Por outro lado, temos Netuno, o sonhador, aquele que transcende o que é tangível e que possui forma, mergulhando profundamente em nosso subconsciente, e o que ainda está para ser descoberto em nossos domínios interiores, o que não é visto com os nossos olhos físicos, mas que é tão importante quanto o que podemos tocar fisicamente. Ambos os planetas, em sua natureza oposta, criam o equilíbrio perfeito, e nós somos agora capazes de experimentar também essa mesma harmonia desses poderes diferentes que também residem em nós, fundindo-nos como Um. As Forças Cósmicas não ditam a nossa realidade, nem limitam quem nós somos.

Como seres humanos, damos significados ao que só pode ser sentido, e fazemos suposições; as forças universais, não. Criamos limites, mas o universo sempre cria liberdade e expansão. Neste momento atual, a cada momento, nos é dada uma oportunidade de continuar escolhendo uma realidade diferente, e é o nosso momento de nos libertar desses bloqueios limitantes, que certa vez manifestamos para experimentar uma parte da Criação, mas que não ressoam mais com quem nos tornamos, em uma forma mais elevada de consciência.

Estamos todos dançando juntos na espiral eterna da Criação, e é quando compreendemos que aquilo que está acontecendo nas estrelas, também está ocorrendo em nós, que conseguimos finalmente agir como mestres de nosso ser e da nossa vida – criando estabilidade, abundância e harmonia internamente e em nossas vidas, compreendendo que as energias opostas desses dois planetas estão aqui não para criar o caos, mas para nos desafiar a fazer uma alquimia de ambas, e criar o equilíbrio. O medo não é necessário, a liberdade e reivindicar o nosso poder são.

Quando navegamos para outras realidades, nos certificamos de que não estamos nos perdendo em meros sonhos, mas nos verdadeiros desejos de nossa alma, e utilizando o poder de Saturno para ancorar todas essas visões internas em nossa realidade humana,   estamos nos transformando em alquimistas, porque não estamos caindo nos antigos padrões de polarizar uma força ou outra, mas dando à luz a uma terceira, de modo que possamos manifestar nosso verdadeiro potencial em nossas vidas e não apenas coisas materiais. Isso é o que somos convocados a fazer neste momento, como mágicos que somos na natureza – para fazer descer essas forças opostas ao plano físico, tornando o invisível, visível. Saturno e Netuno estão fazendo a mesma coisa, visto que são uma representação macro dessas mesmas essências que estamos mantendo internamente. Temer que elas tragam conflito é antigo, visto que sabemos que elas estão simplesmente tentando encontrar paz e sabedoria, por serem “diferentes” formas de consciência, dançando juntas por um período determinado neste vasto Universo.

Antigas feridas podem também surgir neste período intenso, tanto interna quanto coletivamente, conforme já estamos presenciando em nosso mundo, mas isso é apenas uma mensagem interna de nossa alma de que uma profunda transformação está ocorrendo, assim como a conscientização e cura subsequente para avançar e deixar para trás todas as formas de danos, visto que, na verdade, nunca lutamos com ninguém, e sim com os próprios eus feridos. Quíron, o curador cósmico, retrógrado, nos ajudará a curar essas antigas feridas e limitações que nos impusemos, e se o tomarmos como aliado, ele vai servir para iluminar aqueles lugares sombrios dentro de nós, para finalmente encontrarmos a Verdade de que somos sempre completos, curados e que só temos que acessar o espaço de nosso coração para nos lembrar de que somente podemos transformar o que não está funcionando mais.

No coletivo, podemos também perceber pânico e violência, mas só temos que saber para onde olhar, a fim de encontrar o amor e a compaixão, quando alguém precisa enfrentar esse estado não amoroso de ser. As estruturas estão caindo, mesmo que, às vezes, vejamos apenas o caos, não podemos nunca ver todo o cenário, a partir de nossa perspectiva humana, mas podemos estar suficientemente atentos para perceber que, ao mesmo tempo que alguns escolhem escravizar-se, ainda mais seres estão acessando o amor e um modo de vida mais elevado.

Neste momento, principalmente com Netuno retrógrado, podemos facilmente cair nas velhas armadilhas, em nosso passado. Não julguem o ser Divino e perfeito que vocês são, que conhece o melhor. Aceitem esses sentimentos como parte de quem vocês são e transcendam esta dualidade ao se lembrarem de que apenas por viver em nossos corações e vermos a sabedoria que há ali, que conseguimos nos livrar dos medos e continuar a nos expandir no verdadeiro caminho e propósito de nossa alma. Às vezes, é quando revisitamos o antigo que conseguimos reconhecer realmente o que deve ser mudado, e então, nunca é algo que devemos temer, mas uma bênção para que todos nós reconheçamos a dor e não ter medo dela , mas transcendê-la com uma compreensão mais elevada.

Nesta etapa da nossa jornada ascensional, somos sempre as testemunhas, não só das próprias vidas, como do mundo externo, visto que sabemos que essas forças estão afetando a Todos, principalmente o coletivo, e os eventos que acabaram de ocorrer. Mas, é verdade que também decidimos como integrar essas frequências e dirigi-las, se com medo, ou com amor. Já enfrentamos a ilusão do que nós não somos, e independentemente de que força decidimos   seguir, nunca podemos evitar a Verdade, que, no final,   existe outra realidade de que somos todos seres de amor e luz – alguns apenas continuam a buscar, perambulando nos lugares “errados”, em vez de se interiorizar e ver a magnificência de sua Luz. Todos nós temos o nosso tempo, tudo está perfeitamente orquestrado pela Inteligência Divina.

Como Sementes Estelares da Nova Terra, nossa missão não é julgar, mas viver a própria verdade e utilizar o poder do perdão e do Amor Divino para transformar, curar e unificar o que os outros separam. E vamos ter uma oportunidade maravilhosa de fazer isso com as quadraturas de Saturno/Netuno, durante este ano, e criar uma nova realidade, enquanto a antiga perece. Nosso objetivo não é resgatar os “Perdidos”, mas criar internamente o próprio espaço sagrado e puro para ajudar a Todos, visto que cada vez que alguém desperta, desfaz suas antigas crenças internas e acessa conscientemente um modo superior de existir, está ajudando o coletivo.

Com amor e luz,

Natalia Alba


Autor: Natalia Alba  
Fonte: http://www.starseedsoul.com/
Facebook: Aqui
Tradução: Ivete Brito – adavai@me.com –
Veja mais Artigos Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...