quinta-feira, 23 de junho de 2016

O Conselho - "Quando você vai perdoar" - 16.06.2016



Quando você olha para aqueles ao seu redor, o que você vê? Você vê trapaceiros, mentirosos, pecadores, até mesmo terroristas? Ou você vê criações do Divino que são perfeitos em seu verdadeiro Eu? Você confunde atos, pensamentos e palavras com os próprios seres? Você percebe que ao fazê-lo, se você fizer isso, você estará pensando que eles são imperdoáveis e, por extensão, que você também é imperdoável? Você não pode manter o outro separado do Criador, e ainda elevar a Unicidade de si mesmo.

Sim, você diz, mas como eu posso perdoar isso ou aquilo? É terrível. Bem, muitos atos, palavras e pensamentos são terríveis. E nós não estamos sugerindo que nada deve ser tolerado. Mas todos eles NÃO são às pessoas a quem você está condenando. Você vê isso? Muitos são os que se perdem no seu caminho. Muitos são os que se esquecem de quem eles são. Muitos são os que, na tentativa de fazer o seu melhor, na verdade, fazer muito mais mal do que o bem. Mas podemos dizer-lhe que, isto não mancha as suas almas. Foi-lhes dito durante muito tempo que vocês estavam separados, que são pecadores, que vocês podem - na verdade, provavelmente - ir para um lugar chamado inferno. Bem, em resposta, vamos dizer que, você nãos estão, vocês nunca foram e nunca irão. O único inferno que existe é aquele criado por seu mal-entendido sobre quem vocês são.

Rapidamente voltamos ao tema original, você deve perdoar. E o lugar para começar é perdoar a si mesmo. Se você não pode fazer isso, como você poderá ver o Divino em mais alguém? Você deve ser capaz de ver o Divino em si mesmo, a fim de compreender que todos vocês são Divinos. O Criador não cria erros. Todas as experiências pelas quais passaram fizeram com que vocês procurassem melhorar seus entendimentos da vida. E tentaram fazer o mesmo com as melhores de suas habilidades. Diríamos que seus 'Acertos' são muito mais abundantes que os seus 'Erros'. E, uma vez que suas vidas são intermináveis, vocês nunca terminarão de tentar fazê-lo. Então, ilumine-se um pouco.

Uma vez que você perceba que pode perdoar a si mesmo, e que começar a saber que você de fato não é separar do Um, então você perceberá que é possível ver o mesmo onde quer que você olhe. Esse será o início do perdão que falamos. Cada pensamento de perdão, de si mesmo ou de outra pessoa, vai ser como jogar fora um pesado saco de detritos do seu balão de ar quente. E você vai subir. E não há nada que nós desejamos mais.

Venha se juntar a nós no amor. Junte-se em alegria. Junte-se a nós. Mas, por favor, faça-o enquanto você ainda está aí. Não há necessidade de adiar.

Bênçãos de amor e luz a todos vocês.

O Conselho


Tradução: Adriano Pereira / http://blogluzevida.blogspot.com.br/
Veja mais mensagens de O Conselho Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...