sábado, 4 de junho de 2016

O corpo humano é uma projeção da consciência



Gradativamente estamos aderindo a fontes de percepção totalmente inacessíveis à nossa compreensão até o presente momento. Somos resultados de fontes criadoras com as quais mantemos um elo divino permanente que nos direciona a um propósito maior nas esferas inferiores da consciência. Como a esfera material obstrui parte da nossa consciência espiritual, tendo o corpo mental como atuante desta dimensão tridimensional, regemo-nos pelo que analisamos e percebemos ao nosso redor. O plano terreno há muito se prepara para dar o salto quântico trazendo profunda reformulação de conceitos mantidos por crenças limitadoras da consciência de quem realmente somos como essência co-criadoras.

Como há muito prometido, o conhecimento vem neste novo tempo dar luz a todos aqueles que se mantêm “acordados” trazendo como percepção revelada aos que se mostrarem prontos para agregarem à verdade da sua real natureza divina. Como seres co-criadores que somos, também atuamos como parte da nossa própria criação a cada renascimento, escolhendo o tipo de experiência que iremos vivenciar visando o nosso aprendizado, sendo assistidos pela essência monádica a que estamos ligados, sendo nós a sua projeção no mundo das formas. A cada experiência tridimensional, projetamos o corpo a que iremos usar com todos os seus atributos, incluindo vantagens e desvantagens. Atrelados ao nível de consciência que viemos trazendo de várias experiências nas esferas tridimensionais, criamos o corpo que melhor se adeque à nova experiência da vida manifestada. Entretanto, conforme o nível de consciência mental a que vamos aderindo por muitas vidas e das crenças limitantes que vamos agregando como a nossa verdade, podemos limitar nossas reencarnações em vidas de sofrimento e dor. Isso também inclui as diversas manifestações que estamos experienciando paralelamente a esta experiência.

Nossa parcela de alma co-criadora, podendo assim ser denominada, projeta holograficamente a cada experiência interdimensional pré-escolhida o corpo a que melhor irá responder ao seu aprendizado. Sendo nós os próprios co-criadores do nosso corpo físico, a cada emanação de vida temos influência direta sobre o nosso campo energético e, consequentemente, sobre a nossa constituição celular. O corpo humano é constituído por trilhões de células, compostas por octilhões de átomos, que se estruturam de forma altamente organizada, em tecidos e órgãos. Como co-criadores do nosso campo energético, temos frequência direta sobre o nosso corpo celular e os nossos corpos sutis podendo operar a restauração celular a qualquer momento e fase de nossas vidas. As células não envelhecem. A crença que as moléculas envelhecem é o que nos coloca nos limites da consciência tridimensional. O que nos faz crer no envelhecimento e na doença são os padrões mentais agregados às crenças limitadoras de que o nosso corpo precisa envelhecer e adoecer. 

Tudo aqui é uma questão de frequência vibracional e também das crenças limitadoras presentes em nosso corpo mental que vibram simultaneamente em vários níveis de consciência. Para que possamos sair das frequências do nosso corpo mental e fluir na frequência da nossa divina presença Eu Sou, precisamos dar início a um processo de limpeza destes padrões cármicos agregados à nossa consciência e que vem se estendendo há muitas encarnações. É um processo único e que precisamos realizar em silêncio e requer persistência e coragem. Todo lixo agregado ao nosso corpo mental pelas crenças limitadoras a que nos vinculamos há milhares de vidas nos impede de frequenciar a essência da nossa real natureza, o que nos coloca à mercê de todo tipo de frequência vinculada ao mundo em que vivemos, seja em nível pessoal e/ou coletivo. Isso faz o nosso corpo gerar doenças e consequentemente envelhecer.

Mudar o nosso padrão de consciência é o nosso grande desafio e se faz necessário que o façamos agora. Muitos ainda estão envolvidos tão profundamente pelo corpo mental e, consequentemente, pelas vibrações do ego que dificilmente alcançarão este patamar de experiência nesta fração de vida o que o farão no tempo do seu acordar. Todos somos dotados de co-criação o que não nos vincula ao processo evolutivo em que nos encontramos. O que diferencia aqui é o nível de atuação mental em que cada um se encontra. Quanto mais vinculados ao corpo mental e agregados a crenças limitantes, mais desconectados da nossa essência criadora nos encontraremos. Isso nos colocará na busca desenfreada de alicerces em nível material na conservação do corpo da beleza e da cura de doenças. Todo processo de cura está latente dentro de cada um de nós. O grande desafio aqui é “olhe e veja quem verdadeiramente você é: o criador da sua própria essência de vida”.

Que a paz do Grande Espírito faça morada em nós!

Maiana Lena


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...