domingo, 19 de junho de 2016

O Grupo Arcturiano - "É hora de saber a verdade por trás de todos os medos (O amor é a “cola” que mantém todas as coisas juntas)" - 29.05.2016



Queridos, mais uma vez falamos de amor, porque o amor é a “cola” que mantém todas as coisas juntas. Como a ressonância do mundo está se tornando cada vez mais iluminada, vocês estão vendo e ouvindo mensagens e artigos sobre amor a partir de diferentes fontes, em todos os níveis de entendimento. A consciência mundial está começando a se abrir para o amor.

Vocês talvez devam se sintonizar à crença de que vocês já ouviram tudo que há para ser ouvido e de que sabem tudo que há para saber sobre o amor, e, de diversas maneiras, vocês estão corretos. As opiniões e os conceitos humanos não mais satisfazem o indivíduo capaz de aprender a partir do seu interior. Cada verdade profundamente escondida sobre o amor será revelada quando a consciência individual estiver preparada para recebê-la. 

O amor, em seu nível mais puro, é simplesmente a interconectividade da Unidade. A percepção começa simplesmente como conhecimento intelectual, mas, quando vivida e praticada, finalmente se tornará um estado de consciência alcançado. Cada verdade percebida se tornam vocês porque vocês não são um corpo físico, vocês são consciência, uma consciência que formou um corpo físico para si, a fim de utilizá-lo na Terra.

Analisem os eventos de cada dia, reconhecendo aqueles que lhes deixaram sentindo algum desconforto. Em seguida, perguntem-se: “No que eu estava acreditando naquele momento que me levou a agir, falar as palavras ou sentir estas emoções?”. Vocês irão descobrir que vocês se esqueceram de viver de acordo com seu mais elevado nível de consciência.

Velhos hábitos são difíceis de superar, e vocês nunca precisam se culpar por escorregarem para um antigo sistema de crença. Em cada interação negativa, o amor é o componente deixado de fora. Amem a percepção de que cada um de nós existe dentro do Todo, independentemente das aparências que parecem negar isso.

Há ocasiões em que as palavras faladas ou ações tomadas devem ser firmes. Cada indivíduo compreende de acordo com seu nível de consciência e, portanto, o que se fala deve ser dito de um modo que o outro entenda. Como indivíduos despertos, quando precisarem falar firmemente ou tomar ações desagradáveis, porém necessárias, vocês irão fazer isso com a consciência que reconhece a centelha da Divina Luz dentro do outro. Se houver receptividade, esse reconhecimento poderá levantar a energia do outro e trazer para ele algum tipo de mudança.

O grupo Arcturiano deseja falar do medo porque ele é a energia que está por trás de todas as dificuldades humanas. Muitos medos se mantêm escondidos e irreconhecíveis, até que, em um determinado momento, algo no nível da consciência irá se alinhar com a energia do medo e se manifestar. O medo de que falamos não é aquele medo visto nas produções de terror e violência da mídia, mas sim uma hesitação silenciosa que afeta as atividades e escolhas diárias.

O medo se manifesta em todos os níveis: físico, mental, emocional e até espiritual. Na verdade, há somente uma energia que está sempre procurando se alinhar com si mesmo – a mesma vibração, a unidade (iguais atraem iguais). O medo é simplesmente um alinhamento (desencadeado por algum evento, palavra ou experiência do dia a dia) de uma energia com sua contraparte – aquelas crenças e experiências negativas etc. que ainda ressoam na memoria celular ou na consciência.

Há aqueles para os quais uma experiência do passado criou um medo tão intenso que ele está sempre presente. Essas são as fobias que atrapalham tantas vidas. Por conta de a luz espiritual estar fluindo cada vez mais intensamente neste momento, o medo em todas as suas formas está aparecendo para ser reconhecido e liberado.

É normal ter hesitação com novas experiências. A hesitação de que falamos é quando uma atividade normal é sempre acompanhada por um pé atrás, um retesamento ou resistência sem nenhuma razão consciente. Como estudantes da verdade, vejam essas experiências como mensagens que apontam a necessidade de uma análise mais aprofundada do seu próprio sistema de crenças. O medo está frequentemente disfarçado como senso comum, praticidade, conselho experiente, ou informação baseada em experiências pessoais ou de outras pessoas.

Uma hesitação normal é olhar antes de atravessar uma estrada ou optar por entrar em alguma área que não parece segura. Este tipo de hesitação é a orientação de seus guias e do Eu, a qual deve ser escutada. Mas estamos falando das ações diárias que são muitas vezes acompanhadas por preocupação, pensamentos negativos, dúvida, apreensão, inquietação, inflexibilidade e emoções irracionais que não tem nenhuma causa consciente.

No contexto humano, muitos desses sentimentos são aceitos como emoções humanas normais, mas chegou-se a um ponto na jornada espiritual que vocês estão prontos para ir mais fundo e ir além do irreal. O medo, em todas as suas formas, não é amparado por nenhuma lei e nunca foi uma parte da consciência divina. O medo é mantido em seu lugar por meio de falsas crenças que representam uma ideia de separação.

O cenário tridimensional oferece medicamentos, distração, terapia e todos os tipos de soluções para o medo. Essas coisas podem ser úteis para os que estão naquele nível de consciência, mas agora vocês estão prontos para ir mais fundo, para reconhecer sua Divindade e cortar o mal pela raiz de todos os medos restantes, a fim de se tornarem os seres livres e poderosos que já são.

Quando as emoções que refletem medo se manifestarem durante o seu dia, tirem um tempo imediatamente ou depois para examiná-los. "O que eu acredito que me faz sentir assim? É verdade?" – essa é a questão mais importante que um estudante espiritual pode fazer a si mesmo... "À luz da verdade, agora eu sei e aceito, é essa crença que eu estou permitindo que influencie e valide as minhas decisões, ações e escolhas?".

Nunca se sintam culpados por sentirem esses medos, mas comecem a vê-los como ferramentas de consciência, pois eles apontam as crenças atuais e a memória celular que estão prontas para serem examinadas. Medos inexplicáveis, em geral, representam a memória celular – alguma experiência aterrorizante ou dolorosa de uma época em que a consciência da humanidade não era muito iluminada. Tirem um tempo para amar a si mesmos, falar com as suas células e enviar Luz para elas, dizendo-lhes que podem liberar toda a energia velha, porque isso tudo já acabou e não vai acontecer novamente.

Profundas experiências se tornaram uma parte de seu campo de energia, permanecendo na memória celular até que ela seja limpa. Atualmente, há muita compensação ocorrendo durante o sono, mas algumas coisas devem ser apuradas em um nível consciente, mesmo ocasionalmente, com a necessidade de serem revividas. As limpezas ocorrem geralmente durante um período de tempo, e as camadas energéticas surgem quando um indivíduo está preparado espiritualmente. É por isso que questões que acreditávamos estarem esclarecidas e resolvidas há muito tempo estão agora ressurgindo para muitos de vocês.

Peça ao seu Eu Superior e aos Seres de Luz para ajudá-los, para trabalhar através de vocês. Tentar fazer tudo sozinho é um conceito antigo que reflete separação - o seu Eu Superior é você, e não uma "coisa" separada. A energia da dualidade e separação inspira medo desde a infância. Os bebês nascem em meio a uma consciência mundana de medo. Uma crença de dualidade será sempre manifesta como pares opostos. A consciência tridimensional sempre terá coisas a temer, pois essa é a natureza da dualidade e da separação. No entanto, em um determinado ponto na evolução de todos, eles se movem além dos seus medos e crenças, e começam a viver a partir de um novo estado de consciência, aquele em que não há nada a temer porque eles sabem que existe apenas o UM.

Muitos ainda se agarram aos seus conceitos favoritos de medo, simplesmente por hábito, e porque o mundo os promove. Não estamos dizendo que você deve fingir uma consciência que ainda não alcançaram, pois isso seria muito humano. O que estamos dizendo é que é hora de saber a verdade por trás de todos os medos remanescentes, vendo-os por aquilo que são – conceitos e crenças –, enquanto, ao mesmo tempo, não sentem nenhuma culpa sobre a tomada de qualquer que sejam seus passos humanos, pois vocês podem ser guiados para ter o que for necessário para o seu atual estado de consciência.

Uma vez que alcançarem esse estado, a infinita recompensa de uma Divindade autossustentada e automantida se tornará sua sem esforço, manifestando-se na forma de ideias, criatividade, soluções, e uma abundância de tudo o que é necessário, porque essas coisas já estão dentro de vocês.

Nós somos o Grupo Arcturiano. 
     

Canal: Marilyn Rafaelle 
Tradução: Sementes das Estrelas / Cíntia Libório e Renata Sola
Revisão de texto: Amanda Cordeiro
Veja mais mensagens do Grupo Arcturianos Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...