sexta-feira, 1 de julho de 2016

Jenny Schiltz - "O Ciclo da Energia - Atualização da Energia" - 28.06.2016



Com as energias do solstício e da lua nova atrás de nós, estamos completamente mal-humorados. Minha família e eu recentemente nos mudamos e passamos nossa primeira semana na casa nova. Tanto quanto eu adoro isso, também estou exausta. As coisas ainda estão nas caixas, não tenho ideia de onde algumas delas vão ficar, e me encontro sentindo-me um pouco inquieta. Quando acordo pela manhã e abro os olhos, levo alguns minutos para ajustar-me aos meus novos ambientes e às diferentes energias da casa e da propriedade. Embora eu esteja empolgada com esta casa, estou um tanto sobrecarregada, no momento. Então, me dei conta de que é como muitos de nós nos sentimos energeticamente também.

Vocês sabem intuitivamente que as coisas mudaram, mesmo que por fora não pareça ser assim. Vocês podem achar que algumas das suas coisas não se adequam ao seu novo espaço e vocês devem deixar de lado. É a resistência à liberação que nos provoca tanto sofrimento. Parece com a caixa das coisas que eu não sei onde vai caber, que eu continuo esbarrando o dedo do pé nela. É hora de simplesmente liberar. Deem-se a permissão para mudar e crescer, sem julgamento. Está certo não saber quem vocês são e para onde estão indo. Explorem-se sem rotular a experiência.

Vocês podem achar que algumas partes de sua vida parecem muito pequenas e que vocês precisam expandir a sua realidade para complementar quem estão se tornando. Isso pode dar a sensação de que vocês precisam de amigos que “captem isso”, um emprego que esteja mais alinhado com quem vocês são, ou simplesmente abrir mão daquelas pessoas em sua vida com quem vocês não ressoam mais. Vocês podem também se sentir ansiosos e inquietos, jogados de lá para cá, sem uma direção, ao começar a utilizar esse novo espaço. Para alguns, esse novo espaço vem com cópias atualizadas e novas transmissões, o que também requer processamento.

Qualquer coisa que precise de cura está em sua frente agora e vai continuar a ficar cada vez mais perceptível, até que vocês lidem com ela. Se o seu emprego os está pressionando, ficará pior, até que decidam mudar. Pode significar uma mudança no emprego   ou uma mudança em sua perspectiva acerca do emprego que vocês têm. Do mesmo modo, as coisas estão vindo à tona nos relacionamentos para serem reconhecidas e liberadas. É um momento importante para falar a sua verdade, mesmo se for simplesmente para dizer que vocês não conhecem a sua verdade nesses momentos. Vocês podem ser capazes de ver nos outros onde os seus esforços estão se tornando mais óbvios, mas na cara, e mais difícil de negar. É uma grande oportunidade para ver por que isso lhes está sendo mostrado e onde se relaciona com a sua vida. É sempre mais fácil ver os padrões de alguma outra coisa, mas compreendam que lhes estão sendo mostrado por um motivo. Utilize isso para fazer uma introspecção profunda acerca da sua vida e dos seus padrões. Pode ser que vocês estejam vendo como estiveram em uma época, de modo que possam ver o quanto mudaram.

Suas camadas e máscaras estão sendo arrancadas e isso pode ser extremamente incrível e pode também ser realmente desconfortável. Vocês podem encontrar-se perguntando: “Quem sou eu e onde eu estou?” Da perspectiva do espírito, esse é uma lugar magnífico para se estar, é o lugar onde vocês estão despidos de todas as coisas que os impediram de ouvir a sua alma de modo claro. Alguns podem se sentir desmotivados, achar que tudo isso é inútil, enquanto outros podem dizer que sentem que as coisas foram redefinidas e que lhes falta direção. Tudo isso é normal. É agora o momento de confiar em seu coração e descobrir quem vocês são agora. Todos nós ouvimos o ditado: “As pessoas não mudam.” Mudamos e crescemos, enquanto permitirmos isso dentro de nós. Outros podem não ver as suas mudanças visto que os estão vendo através de velhos filtros, velhas lentes. É por isso que é o seu trabalho ver as mudanças, independentemente de quão pequenas sejam e descobrir quem vocês são agora.

Ao falar com a guia de uma cliente, hoje, ela disse que a minha cliente e muitos outros estavam entrando no “Ciclo da Alegria”. O que me foi explicado é que a cliente deve agora encontrar o que lhe traz profunda alegria interna. É a partir desse espaço de alegria que se pode incorporar a alma em seu grau mais elevado. Para encontrar o que vocês amam, o que realmente faz o seu coração cantar, vocês podem ter que ver aquilo que já não os fazem mais felizes. Para alguns, este ciclo trará para a linha de frente tudo o que não estiver em alinhamento, de modo que possa ser abordado. À medida que fizerem uma profunda exploração de si mesmos, com brutal honestidade, vocês têm que olhar para as crenças e programações que envolvem tudo. Se estiverem fazendo as coisas porque pensam que deveriam, e isso lhes trouxer pouca ou nenhuma alegria, então, vocês precisam verificar quais medos surgem, quando pensam em parar com os seus comportamentos. Desenterrar esses medos vai exibir as crenças e programações mantidas internamente. Uma vez que são trazidos à luz, então, podem mudar.

Assim, muitos me dizem: “Eu não sei mais o que me faz feliz”. É um tema comum através desse processo. Utilizem-no para explorar e tentar novas coisas: façam um curso de dança, tentem pescar com iscas artificiais, ou experimentem tipos diferentes de comida. Você podem ver isso como algo estando errado internamente ou podem ver como uma oportunidade incrível para experimentar coisas novas. Pensem em voltar a ser criança, vocês não sabiam se iam gostar de alguma coisa até que a experimentassem. A infância permite a liberdade para explorar, vocês podem ter tentado esportes, banda, arte ou ser escoteiro/bandeirante, aderindo àquilo com que vocês realmente ressoaram. Vocês estão nesse lugar novamente, aproveitem-no. Se a sua infância não lhes permitiu explorar, então eis a oportunidade para oferecer isso a si mesmos.

Muita coisa está acontecendo, tanto física quanto emocionalmente, e é muito individual. Estamos ascendendo com o nosso corpo, não existe mapa de como deveríamos nos sentir conforme passamos por esta transição. Alguns podem estar enfrentando ira intensa, tristeza ou o ressurgimento de temores e inseguranças. Observem isso e vejam-no pelo que realmente são. Exaustão, ondas de náusea, mudanças na dieta, dor nos dentes e na mandíbula são todos normais. Alguns podem estar enfrentando dores de cabeça, dor latejante nas têmporas e pressão sinusal, à medida que os ossos cranianos se deslocam. A audição também pode mudar durante esta transição. Estou constatando que quanto mais me sintonizo com outras frequências, menos ouço neste mundo físico. O coração e os chacras superiores estão recebendo um treinamento justamente agora, também, e muitos rotulam as sensações físicas como ansiedade. Os chacras secundários estão também sendo ativados. Os chacras dos joelhos, em especial, estão sendo duramente atingidos e podem estar sinalizando uma necessidade de vocês abrirem mão e seguir o fluxo.

Descobri que o movimento ajuda muito com isso. É difícil pensar em exercitar-se, quando as ondas de exaustão os atingem, mas realmente ajuda para que o fluxo energético passe por vocês muito mais facilmente. Outra coisa que funciona para mim agora é o sol. Quero absorver todos esses raios, parecem acalmar a minha alma. Isso está em contraste com a etapa deste processo em que o sol parecia principalmente rigoroso e intenso, fazendo com que a minha cabeça latejasse. Honrem onde quer que vocês estejam neste processo, sem julgamento. Amem-se plenamente e deem-se o espaço e o tempo necessários.

Envio a todos vocês muito amor e bênçãos. Obrigada a todos que compartilham este trabalho.

Jenny.


Autor: Jenny Schiltz
Tradução:  Ivete Brito – adavai@me.com – www.adavai.wordpress.com
Veja mais Jenny Schiltz Aqui 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...