domingo, 14 de agosto de 2016

Gustavo Tanaka - "Recuse aceitar limitações" - Agosto / 2016




Eu descobri porque fiquei sem grana. Descobri porque meu dinheiro acabou. Descobri porque eu não consegui materializar o que eu queria.

Por um motivo muito simples. Eu aceitei.

Eu acreditei nas limitações. Eu acreditei que as coisas eram difíceis. Eu acreditei que eu eu não posso ter tudo na vida. Eu acreditei que é normal viver sem estar com a saúde 100%.

Doeu. Mas eu entendi. Mas hoje eu não aceito mais.

Não aceito mais porque não faz o menor sentido. Somos parte da natureza. E a natureza é abundante. Somos uma alma infinita encarnada em um corpo físico.

Viemos do divino e somos parte do todo. E se viemos do infinito não temos que aceitar as limitações.

Viemos para criar e usar nossa potencialidade máxima. Mas usamos menos de 10% da capacidade do nosso cérebro e aceitamos que é normal.

Vivemos a vida sem poder usar nossos talentos e aceitamos achando que é normal.

Vivemos para pagar as contas desse mês e no mês quem vem pagar as próximas contas e aceitamos achando que é normal.

Não vamos atrás dos nossos sonhos porque achamos que é difícil e nem todo mundo consegue. E, então, aceitamos que é normal viver fazendo o que não gostamos de fazer.

Vivemos sem poder comprar o que queremos e aceitamos que é normal. Aceitamos que não podemos ir para todos os lugares que gostaríamos e achamos que é normal.

Aceitamos viver em ambientes desorganizados. Aceitamos conviver com a sujeira das cidades, desviar do lixo do chão, respirar poluição, beber água suja, comer comida com veneno.

Aceitamos a sujeira dos nossos próprios pensamentos.

Mas nada disso é normal.

Essas limitações estão dentro de nós mesmos.

Enquanto nós aceitarmos as limitações, os pensamentos de escassez vão fazer parte de nós.

Enquanto nós aceitarmos que a vida é assim e que tudo isso é normal, vamos continuar vivendo isso.

Mas eu me recuso a viver assim. Me recuso a aceitar as limitações que me fizeram acreditar.

Hoje eu não acredito mais nelas.

Hoje eu vou atrás da minha prosperidade. Atrás de criar a vida que eu quero viver.

E que esteja de acordo com o que a minha alma quer. E o que a minha alma quer é também o que o planeta quer.

Não amanhã. Não ano que vem.

Não daqui a 50 anos para que nossos filhos possam viver um mundo melhor.

Hoje.

Gustavo Tanaka


Autor: Gustavo Tanaka 
Autor do Livro "11 Dias de Despertar"
Veja mais Gustavo Tanaka Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...