terça-feira, 27 de setembro de 2016

Benjamin Fulford - "Luta entre as principais potências mundiais e devidas mudanças em Outubro" - 26.09.2016



Várias fontes confiáveis de agências de inteligência do mundo e sociedades secretas estão prevendo grandes mudanças na estrutura de poder mundial em Outubro. A luta está centrada sobre quem controlará os EUA e seu complexo industrial militar, concordam as fontes.

Fontes da CIA e do Pentágono, agora, estão dizendo que nem Hillary Clinton, nem Donald Trump irão se tornar o próximo presidente dos EUA. No entanto, discordam sobre quem será o presidente, mostrando que esta questão ainda está em aberto.

Fontes da CIA baseadas EUA, ainda estão insistindo que o vice-presidente Joe Biden irá se tornar presidente, apenas para ser rapidamente substituído pelo candidato a vice-presidência, Tim Kaine. Estas fontes, também, estão dizendo que existe uma facção impulsionando para ter Michelle Obama como presidente e, assim, de fato prolongar a presidência de Obama.

No entanto, fontes do Pentágono dizem que uma Presidência Biden "seria um desastre". Estão dizendo que em vez disso, "a surpresa de outubro será o instauração da República com novos candidatos para a presidência, como o orador Paul Ryan (Rep.) e a senadora Elizabeth Warren (Dem.), que ganhou perfil nacional pela flagelação publica do Diretor Executivo do Wells Fargo".

Por sua vez, a Sociedade Dragão Branco - SDB está recomendando o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau para dirigir uma união norte-americana. Quando os EUA e Canadá se separaram em 1776, os americanos optaram por "vida, liberdade e busca da felicidade", enquanto os canadenses optaram  por um "bom governo" mais prosaico.

Agora, as instituições dos Estados Unidos estão tão corrompidas que podem muito bem levar a estranhos amigáveis como os canadenses para limpá-las. Também é importante notar que a Escócia só se tornou parte da Inglaterra, porque um rei escocês acabou governando a ambas. Dessa maneira, um Canadense na governança dos EUA teria um resultado semelhante no longo prazo. Também os Estados Unidos da América do Norte teriam uma população de 475 milhões e que, portanto, seria uma entidade muito mais forte. A absorção de 122 milhões de mexicanos, relativamente pobres, seria a principal desvantagem a esta proposta, mas que, ao mesmo tempo, esses mexicanos ajudariam a indústria norte-americana a competir com os asiáticos.

Estes tópicos surgiram, durante as negociações entre representantes da SDB, CIA chapéus brancos e a Sociedade Secreta Asiática, além de representantes do governo chinês na semana passada. Estas negociações foram muito bem encaminhadas.

Foi acordado entre o governo chinês e a CIA, que esse financiamento maciço poderia ser disponibilizado para a criação de uma agência de planejamento futuro. O trabalho inicial dessa agência seria a supervisão da contínua limpeza da sujeira dos gangsters khazarianos, que arruinaram os Estados Unidos e causaram tanta miséria em lugares como o Oriente Médio e Ucrânia.

Também foi acordado que essa agência teria um orçamento anual no valor de trilhões de dólares, para financiar projetos maciços de repovoamento dos oceanos com peixes, transformação de desertos em verdes, atualização da infraestrutura mundial, exploração do universo e muito mais. Essa agência, não seria uma agência de planejamento central de estilo stalinista... porque a maior parte do trabalho real seria realizado para o setor privado, por meio de licitações.

Os militares chineses estão oferecendo vastas somas em ouro no apoio dessa agência, enquanto alguns membros da realeza asiática estão oferecendo dinheiro, dólares utilizáveis para a aquisição deste ouro. O problema agora a ser trabalhado é descobrir é se esses dólares estão sendo lavados através da máfia Bush/Clinton/Rockefeller ou não.

Fontes da CIA e do Mossad estão dizendo que o dólar norte-americano continuará, após 30 de Setembro, mas que seria fracionado em dólar doméstico, desvalorizado em 50% e dólar internacional, que permanecerá inalterado.

No entanto, o Pentágono e outras fontes da CIA dizem que o Federal Reserve Board cessará sua existência em 30 de Setembro, levantando a questão sobre, exatamente, quem irá controlar o dólar.

Isto é o que o Pentágono informa sobre a questão:

"O FMI aceita o yuan lastreado em ouro na cesta de SDR, em 01 de Outubro, enquanto o FRB cessa suas atividades em 30 de Setembro" e acrescenta: "O acordo de Paris que ativa secretamente um padrão global de Ouro, está perto de 48% de adesões, com a Índia ratificando 02 de Outubro (4,5%), de modo que com a ratificação da Rússia (7,35%),  será cruzado o limiar de 55%, todavia, mantida uma folga, até a resolução das questões militares e a rendição da cabala".


Por sua vez, fontes da CIA dizem que a China, agora, controla secretamente os SDR e o FMI. Os SDR ou Direitos Especiais de Saque é uma moeda proposta pelo FMI como uma alternativa para o dólar americano.

Enquanto isso, fontes do governo chinês dizem que a China estará observando o que o Ocidente irá fazer nos próximos meses, antes de fazer o seu próprio movimento. No entanto, elas dizem que o "dólar norte-americano não está apoiado por nada".

Fontes do Mossad e da CIA, na Ásia, assim como a família Rothschild, insistem sobra a existência de vastas reservas de ouro na Ásia, que apoiariam o dólar. No entanto, este escritor, apesar de estar investigando esse problema há 10 anos, ainda tem que ver alguma prova de que este ouro realmente existe. Num futuro próximo, um representante da SDB estará viajando para a Indonésia, para investigar se realmente existe algum ouro no monumento Equador na Indonésia, que agora se tornou um local de construção de muros. Fontes da CIA e do Mossad na Ásia dizem que há 4000 toneladas de ouro nesse local.

Lembrem-se que, em 2012, o Barão James Blackheath apresentou evidencias ao Parlamento britânico de que, em 2008, o Federal Reserve usou direitos para criar certificados lastreados por 700 tons de ouro, no valor de 15 trilhões de dólares,  implicando que tal quantia deveria ser apoiada por 700.000 toneladas de ouro. Foi assim que conseguiram sair da crise Lehman.

Eis o testemunho original, dado pelo Senhor Blackheath:


Dessa forma, os federais estão mentindo sobre registros de ouro no passado, tal como o ministro da propaganda nazista, Joseph Goebbels, disse uma vez:

"Se uma mentira suficientemente grande for contada e ficar sendo repetida, as pessoas, naturalmente, irão acreditar nela. A mentira pode ser mantida apenas durante o tempo em que o Estado possa proteger as pessoas das consequências políticas, econômicas e/ou militares dela mesma. Assim, torna-se de vital importância para o Estado usar todos os seus poderes para reprimir a dissidência, pois a verdade é o inimigo mortal da mentira e, portanto, por extensão, a verdade é o maior inimigo do Estado."

Se a história de ouro asiático enterrado for apenas uma grande mentira usada para manter o controle corporativo, então, evidentemente, uma solução alternativa terá que ser encontrada para evitar um colapso do sistema financeiro e da civilização.

Fontes do Pentágono dizem que "30 controladores do Mossad/CIA, a serviço do ISIL, foram mortos por ataques de mísseis russos, para que o novo sistema financeiro possa entrar on-line, quando o ISIL for derrotado na Síria e na Ucrânia."

A SDB informou ao Pentágono que as companhias petrolíferas que impulsionam projetos de energia na Síria e Ucrânia são a Chevron e a Exxon Mobil e que foram informados que a melhor maneira de parar ISIL e os nazistas na Ucrânia seria envolver os executivos dessas empresas. Esses executivos, com certeza, então, cantariam como canários sobre seus chefes Bush/Clinton/Rockefeller.

Uma vez que sabemos o filho de Joe Biden está envolvido no negócio de energia, na Ucrânia, é um bom palpite que a proposta de Biden para presidente, seja apenas outra tentativa da máfia Bush/Clinton/Rockefeller de manter um representante dela no comando dos Estados Unidos, uma vez que sabem que Hillary está demasiada intoxicada (ou morta) para se tornar presidente.

Esperemos que o envolvimento dos executivos das companhias de petróleo, finalmente, acabe com esses bandidos khazarianos e seu exército mercenário privado - ISIL.

De qualquer maneira, suas frentes financeiras como Goldman Sachs estão sob ataque pesado em três continentes.

Na Ásia, a um boicote dos negócios forçou a Goldman despedir 30% dos seus banqueiros. Também, existe um movimento para forçar a máfia Bush/Clinton/Rockefeller devolver as ações de empresas japonesas listadas que extorquiam do Japão. O Japão está optando obter o apoio da Rússia para este movimento, dizem fontes da CIA na Ásia. De acordo com elas, um acordo de paz já foi finalizado com a Rússia sobra as 4 ilhas mais disputadas. Neste negócio, o Japão terá as duas ilhas mais ao Sul, retornadas ao seu domínio. Depois disso, é esperado o surgimento de uma forte aliança militar e comercial japonesa/russa, dizem as fontes.

Esta aliança será oficialmente anunciada quando o presidente russo, Vladimir Putin chegar ao Japão, em 15 de Dezembro, dizem.

Na Europa, o economista Jim O'Neill, ex-Goldman, foi forçado a renunciar de seu cargo como Ministro do Tesouro do Reino Unido. Também, o ex-chefe da Comissão Europeia da UE, José Barroso, está sob investigação por ter, repentinamente, deixado o seu trabalho e  se juntado ao Goldman Sachs.


A Goldman apoiou a firma Uber e lavou o dinheiro de drogas de Bush.  O Bank of America, também, está sendo atingido por revelações de seu consultor, o ex-Comissário da UE, Neelie Croes, por envolvimento em negócios obscuros nas Bahamas, quando no antigo ofício.


Também, nos EUA, funcionários bilionários ex-Goldman, executores dos fundos de hedge como Leon Cooperman, do Omega Assessores e Dan Och, do Och-Ziff Capital Management estão sob investigação.



Estas divulgações são partes de um ataque sistemático contra os parasitas financeiros da máfia khazariana em todo o mundo. O antigo investigador do escândalo da poupança e empréstimos nos EUA, William Black, que colocou milhares na cadeia, agora está dizendo que principal modelo de negócios dos grandes bancos é fraudulento.


A derrubada da mafia khazariana irá continuar e se intensificar, até sua rendição completa, concordam várias fontes. Para esta finalidade, um dos principais chefes da máfia khazariana, Benyamin Netanyahu, recebeu ultimato na ONU, dizem fontes do Pentágono. É por isso que os principais líderes judeus estão reunidos com o presidente turco, Recep Erdogan, em Nova York, para que a verdadeira paz no Médio Oriente seja alcançada.


Autor: Benjamin Fulford 
Fonte primária: http://benjam20infulford.net
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...