quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Jennifer Hoffman - "A sua transformação está rápida ou lenta?" - 27.09.2016



Estamos quase terminando o mês de Setembro e esta semana temos um pouco de atividade, incluindo a conjunção Sol/Júpiter de hoje, que é um evento anual e que está no mesmo grau do Eclipse de 23 de Março de 2016. Você pode ver os eventos da época retornando novamente para revisão, liberação, conclusão e encerramento. Mercúrio seguiu direto, mas estará em sua sombra retrógrada por mais 2 semanas, assim teremos mais a chegada do passado. E estamos nos preparando para alguma grande transformação em Outubro. Se você está querendo saber por que isto acontece, é a maneira com que fazemos progressos. Não avançamos em passos gigantescos, damos pequenos passos para frente e, então, trabalhamos na integração da energia, em etapas. O tamanho dos nossos passos para trás depende do quanto estamos resistindo ao nosso avanço.

À medida que nos aproximamos do final de Setembro, estamos também nos preparando para um novo mês e novos inícios, mas estes são construídos com os términos que criamos, liberando o que já não mais nos serve em nossa intenção para o amor, a paz e a alegria. Se as mudanças são um resultado de suas escolhas ou de outra pessoa, elas não são nem boas e nem ruins, são simplesmente parte do caminho que nos levam aos resultados pretendidos. Portanto, permaneça forte em sua intenção nesta semana, brilhe e deixe algum espaço para os milagres -  eles estão lá fora!


AVANÇANDO AO LONGO DO CAMINHO DA TRANSFORMAÇÃO

Às vezes, a nossa jornada parece se mover muito lentamente e sentimos como se estivéssemos fazendo pouco ou nenhum progresso. E, no entanto, em retrospectiva, podemos ver o quão longe chegamos, se não olharmos até onde ainda temos que viajar, mas, sim, o quanto realizamos. Os últimos cinco anos têm sido particularmente difíceis, mas os últimos dez anos tiveram uma série de desafios que pareciam nunca terminar. Para mim, foi uma montanha-russa através da perda de empregos, sem ter qualquer dinheiro, sem-teto, abandonada pelos amigos e pela família, traições, decepções e portas se fechando para sempre, e isto nem sempre foi divertido. Mas olhando para trás (não é uma retrospectiva maravilhosa), eu posso ver como tudo se encaixa para me colocar onde estou neste momento – confiante, no pleno controle do meu poder, com clareza e uma visão para a minha vida que é realmente minha e que reflete a minha própria energia e que não dependo de ninguém ou de nada. A Transformação, geralmente, acontece aos pouquinhos, em centímetros, não em milhas, e os nossos maiores saltos são, com frequência, medidos em pequenos passos e não em grandes avanços.

Eu estava sentada em minha varanda, apreciando o sol, quando vi uma pequena lagarta se movimentando no lado de minha casa. Ela se movia lentamente, puxando o seu corpo para cima e para frente, um pequeno passo de cada vez. Ela não parava, não olhava ao redor, ela apenas continuava a se mover lentamente, ignorando tudo, a não ser o lado da casa e o seu destino. Agora, a minha casa é alta e não estava certa do que a lagarta iria fazer quando chegasse ao telhado, mas ela continuava se movendo. Eu a observei por mais de quinze minutos, enquanto ela continuava em seu caminho, sem nunca parar, até que finalmente alcançou o telhado e se arrastou para fora da vista.

Enquanto eu a assistia se mover, lembrei-me de minha própria jornada e como ela parece avançar lentamente, às vezes, o pouco progresso que sinto que estou fazendo, e, no entanto, em retrospectiva, vejo até onde cheguei.

Sei que há coisas em minha vida que mudaram para sempre, pessoas com quem nunca mais entrarei em contato, relacionamentos que estão definitivamente alterados porque eu mudei (e isto está bem), coisas que nunca farei novamente e medos que nunca mais terei que experienciar (a menos que o escolha). Estes são os sinais de que mudei, e a pessoa que eu preciso ser para que estes relacionamentos existam, não mais está lá. Como a lagarta, estive avançando em meu caminho, um passo de cada vez. Quando paro para ver a distância que ainda tenho que percorrer para chegar ao destino, parece muito distante. Mas quando olho até onde cheguei, compreendo que não se trata do destino, o que é importante é tudo o que está acontecendo neste momento. A questão é: O que devo fazer em seguida?

Um amigo me chamou neste fim de semana para pedir o meu conselho sobre uma situação de trabalho. Ele quer se afastar de onde ele está (não é isto uma situação familiar?) e ele tem várias oportunidades de trabalho que ele realmente precisa considerar em curto prazo, porque ele precisa de dinheiro. Mas ele está relutante para começar algo aqui, se ele tiver que sair muito rápido, porque outra situação que lhe permite se afastar, está se manifestando. A resposta que ele recebeu foi muito clara – se ele está sentado à mesa, cheia de alimentos e está com fome, ele irá esperar que outra mesa surja para começar a comer, ou ele comerá o alimento que está diante dele?

Isto é onde viver no momento presente se torna complicado. Queremos estar na integridade com nós mesmos e os outros, mas precisamos atender as nossas necessidades, no momento. Como o Universo está respondendo ao que você precisa e o que você está fazendo em relação a isto? Projetar o futuro em potencial e o que pode acontecer, então, apenas serve para adicionar mais dúvida e confusão. Com todo o movimento que estamos experienciando, o colapso do tempo linear, as surpresas em cada esquina, o que uma vez levou anos para ser concluído, pode acontecer em cinco minutos ou menos. Podemos imaginar como o futuro pode ser, mas o que realmente acontece, pode ser totalmente diferente.

Às vezes, a nossa vontade de reagir a uma situação que nos é oferecida agora, ainda que nem sempre faça sentido, pode levar à abertura que estamos procurando. Na questão não está a nossa integridade, está a nossa confiança. Estamos nos servindo e as nossas necessidades, ou às necessidades e expectativas dos outros? Estamos projetando os nossos medos no processo e imaginando o pior quando o que pode acontecer é algo totalmente diferente?

Pedi ao meu amigo que considerasse que a sua verdadeira preocupação era sobre a sua reputação e o que ele pensava de pessoas que estavam sempre procurando o melhor negócio para si. Se ele pudesse considerar, como um possível resultado futuro, que se ele tivesse a oportunidade de sair, o caminho que se abrisse em uma nova direção também incluiria um que fecharia a porta de uma maneira responsável e perfeita para o seu atual emprego. Ao tentar escolher um trabalho de longo prazo, que ele não tivesse que deixar mais tarde, ele estava assumindo uma responsabilidade que não era sua a de assumir e limitando-se no processo. Temos que deixar espaço para os milagres, e as coisas, muitas vezes, têm uma maneira de operar para o melhor de todos os interessados.

Assim, enquanto estamos avançando lentamente ao longo deste caminho que chamamos de ascensão, se olharmos para trás no caminho que percorremos, vamos fazê-lo com a intenção de celebrar o quanto chegamos longe. E se olharmos à frente para a distância que ainda temos que percorrer, façamos isto com a intenção de estarmos cientes do que está acontecendo no momento presente, porque é realmente tudo o que podemos ser agora, e deixarmos um pouco de espaço em nossos pensamentos para os milagres que nos abençoam em cada passo do caminho. O próximo passo será revelado no momento certo. Podemos pegar o que é oferecido neste momento e saber que quando for o momento para que algo ocorra, tudo será cuidado da melhor maneira possível, de modo que as necessidades de todos sejam atendidas, inclusive as nossas.

Não sei o que aconteceu com a pequena lagarta, imagino que ela tenha continuado para onde as lagartas vão.

Até que ponto você chegou e onde você está neste momento? Você pode não perceber o quanto está mais confiante, destemido, poderoso e consciente, até que tenha o tempo para observar o quanto percorreu. Assim, dê-se a dádiva do reconhecimento pelo que realizou em sua jornada. Você o conquistou e o merece.

Permaneça calmo, focado e ciente e lembre-se de que os seus pensamentos estão criando cada momento de sua vida. Tenha os melhores pensamentos.

Enquanto você reflete sobre isto e em outras coisas que estão acontecendo neste momento (Mercúrio está finalmente fora do retrógrado, assim é o momento de avançar agora), lembre-se:

Aceite todas as dádivas, compreendendo com gratidão e as use para aplicar o perdão, a liberação, a cura e o encerramento a cada situação.

Peça orientação e confirmação e, então, espere para que cheguem até você.

Acima de tudo, seja grato por esta oportunidade de ser parte da surpreendente mudança na consciência da humanidade, enquanto nós todos ascendemos na vibração milagrosa.

Muitas bênçãos nestes tempos milagrosos e incríveis,

Jennifer Hoffman


Autor: Jennifer Hoffman 
Fonte: http://enlighteninglife.com/
Facebook: Jennifer Hoffman
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Jennifer Hoffman Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...