quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Kara Schallock - "Segurança e Conhecimento" - 14.09.2016



Continuamos a receber contínuas transmissões de Luz; não há nenhum horário para as transmissões. Elas ocorrem em momentos perfeitos, individualmente, para cada um de nós. Algumas transmissões fluem com facilidade, enquanto outras parecem tirar a nossa respiração. Entretanto, você as experiencia e isto é divinamente orquestrado por você. Muitos são guiados a se interiorizarem e interromperem todos os negócios exteriores. Meditação e Silêncio, assim como a Natureza são ferramentas essenciais. Mais do que foram no passado. Além disto, há aqueles que continuam com o seu apego ao mundo exterior, à procura de respostas ou algum tipo de orientação. A orientação é encontrada nos momentos de silêncio. Em momentos de não apego. Podemos fazer ambos... Ficarmos tranqüilos e continuarmos a observar o mundo exterior. O fundamental aqui é a observação e o desapego. Vejo o caos exterior como um sinal positivo de que tudo está ocorrendo como se pretende. Lembre-se de que a Transformação requer um colapso antes de um grande avanço. E um grande avanço é visto em alguns cenários, não é?

Se alguém procura a segurança fora de si mesmo, ele pode muito bem ficar decepcionado. Pois a única e verdadeira Segurança é encontrada interiormente. Pensamos que a Segurança vem do nosso salário, de nossos relacionamentos ou de nossa conta bancária, no entanto, isto é pouca segurança e isto muda e se transforma. O que pode parecer seguro em um momento desaparece no momento seguinte. Esta pequena visão de segurança do ego pode trazer o medo, não pode? Se alguém puder permanecer centrado em sua própria Segurança (Essência da Alma)... não importa o que o exterior esteja fazendo... ele se sente seguro. A segurança exterior definitivamente traz a insegurança; e isto também é um presente, pois dá a cada ser uma oportunidade para liberar estas energias velhas e limitantes de insegurança, de não se sentir seguro. Compreenda também que a energia da insegurança vem de vidas de regras antigas, da separação e do medo de não estar seguro. Mesmo o caos de nosso mundo atual é uma dádiva, pois ele nos ajuda a identificar onde mantemos o medo, o julgamento, a paranóia, a discriminação e todas as coisas que mantêm viva a separação. À medida que liberamos estas energias da separação, encontramos a Paz interior. Quando nos sentimos em paz, resplandecemos a nossa Luz, o que afeta a todos. Nossa Perspectiva muda. Vemos as coisas de forma diferente e através dos olhos da Fonte. Vemos que o mundo não é um lugar inseguro, mas, verdadeiramente, um lugar de Amor.

A velha matriz/paradigma, estão, com certeza, desmoronando. Este desmoronamento é uma coisa positiva, pois conduz ao Novo, eventualmente. Quando se pode estar em seu Centro de Paz, muda-se a perspectiva para ver o “bem”, até no que a velha mentalidade julgaria como “ruim”. Enquanto as frequências se elevam, a Luz brilha em tudo o que não seja Amor e isto é tudo o que está separado na Vida. Se olharmos mais atenta e profundamente, veremos a Verdade que está sob os escombros e isto é Amor e Transformação. E quando estamos ligados a como algo “deve” ser é que há dor. Quando deixamos ir os velhos pressupostos, somos livres.

O que é a Transformação e como podemos ter certeza de que ela leva a algo melhor? A Transformação é uma mudança completa do velho para o Novo. Ela depende do que você mantém em seu Coração. Se você não acha que algo irá mudar, você mantém a dúvida em seu Coração. Se você confia que o Amor é realmente tudo o que há, então, o Amor está em seu Coração. Sabemos que criamos através da consciência. Quando o Amor é a sua consciência, então, isto é tudo o que pode ser criado. Quando o medo é a sua consciência, então, isto é o que é criado. Mais uma vez, nós escolhemos. Em primeiro lugar, vem a escolha e, então, o Compromisso com esta escolha. Compromisso é ser aquilo que você escolhe ser em tudo o que diz, faz e sente. Através da consciência, criamos a Nova Terra. Você escolhe o Amor ou o Medo?

É fácil? Eu diria que não, a menos que você realmente flua com o que há. Quando você flui com o que é, você aceita aquilo que o está obstruindo, de modo que possa deixá-lo ir. Tivemos vidas de medo e de perseguição, o que tem criado muito medo e insegurança interiormente. É a nossa escolha liberar isto e pode não ser rápido, pois há muitas camadas que se aprofundam. Entretanto, se a pessoa começa a deixar ir esta velha energia escura, ela se sente mais leve e mais livre, até mesmo quando há mais e mais camadas a liberar.

Junto com a liberação deste velho medo e insegurança, é também importante perceber que grande parte das civilizações antigas que muitos consideram como algo a imitar, estava cheia de separação (regras, papéis, expectativas, etc.). É melhor liberar tudo isto, incluindo as ilusões que lhe são caras, e permitir que o Novo se revele. Assim, não apenas liberamos as nossas histórias pessoais, podemos optar por liberar as nossas histórias culturais, também, incluindo todas as ilusões dentro destas histórias. Isto é uma grande tarefa. À medida que limpamos, limpamos a Terra. Isto, provavelmente, parece imenso para você, também, e você pode encontrar muita resistência em você. No entanto, a menos que liberemos tudo, o Novo é adiado.

Estamos criando a mudança positiva. Pode parecer difícil e até mesmo impossível, no entanto, isto está realmente acontecendo. Quanto mais nos comprometemos com isto, pessoalmente, mais as coisas no mundo, mudam. Como uma maneira de afirmar isto, apenas observe a sua vida, o mundo e como o seu corpo mudou. Aqueles que são ultra- sensíveis sentem muito em seus corpos e enquanto mudam, seus corpos sentem isto, fisicamente. Muito de como experienciamos esta mudança física, mudou para alguns. Isto pode incluir (ou não, pois todos são únicos em sua experiência), uma sensação de não estar em seu corpo (sentir-se não ancorado, tonto, etc.), experiências diferentes na digestão e na eliminação, flutuações das emoções (alguns podem sentir depressão, quando nunca se deprimiram antes), falta de motivação para fazer muita coisa, padrões do sono que variam amplamente, e estes são apenas alguns sintomas e se destinam a confirmar a sua Ascensão e deixá-lo saber que você pode nem mesmo notar que está mudando, pois tudo é lento para nos ajudar na adaptação às energias, embora isto possa não parecer lento, sob qualquer condição.

Enquanto a Sensibilidade se expande, você percebe coisas que não percebia antes. Sua Consciência se torna mais aguda e os seus sentidos mais acentuados, como é o seu Conhecimento Intuitivo. Compreenda também que muito do que você experiencia não são somente as transmissões de Luz, mas você está também desintoxicando o velho de suas células, tecidos, órgãos, ossos e músculos. Você pode ainda estar no velho hábito de se perguntar se foi algo que você comeu ou alguma doença que pegou. Isto é o velho pensamento e uma maneira de continuar um velho padrão de lamentação e culpa. Os ultra-sensíveis realmente devem manter o seu Plexo Solar limpo, pois é fácil absorver as toxinas e velhas crenças dos outros. Pergunte ao seu corpo o que ele precisa, sem seguir regras antigas do que é bom ou ruim para você. Seu corpo irá lhe responder. E se você esbarrar nas coisas ou der uma topada, ou algo parecido, a sua mensagem é diminuir o ritmo e estar no Momento Presente.

Nossos Eus verdadeiros nada mais querem do que o melhor para nós e assim algo que interferir com isto será “problemático”, o que é uma maneira de dizer que nós simplesmente não podemos mais existir no velho, então, mude para onde você flui, em vez de seguir cegamente as regras culturalmente impostas que, de fato, limitam-no. Ser autêntico significa ser quem você é, em todos os lugares em que você está, e ao dizer “ser quem você é”, eu quero dizer o seu Eu Anímico. Eu me pergunto quantos são realmente autênticos, desde que fomos moldados pela cultura e por valores familiares e crenças. Às vezes,  amar a si mesmo é colocar limites, a fim de ser autenticamente você. Com o tempo, não haverá necessidade de limites, pois todos aqueles ao nosso redor aceitarão plenamente quem somos. Ser autêntico é ser Amor e não há maior Verdade do que isto.

Alguns têm tido muitas memórias do passado. Estas memórias surgem porque elas estão sendo liberadas, no entanto, muitos querem se agarrar a elas, porque é melhor do que nada ter a que se agarrar agora. Deixe-as ir. Quando liberamos as memórias, liberamos também as crenças e padrões e as velhas maneiras de ser. É melhor não se agarrar a eles por conforto. Encontre o seu conforto interiormente. Tenha fé. Confie no que está aqui agora, neste Momento. Permita que tudo se manifeste, até mesmo as memórias que você considerou como “ruins” ou “boas”. Tudo surge para ser amado, e, então, liberado. Com a liberação vem um amor maior.

Se você está preocupado em não encontrar a sua “tribo”, desde que isto parece ser uma noção popular, compreenda que a sua “tribo” não será encontrada pela busca, mas ao ser autenticamente você. Se você acha que não se relaciona com ninguém, permita que esteja tudo bem. Uma “tribo” é apenas uma palavra que simboliza um desejo de pertencer. Você pertence a uma energia maior, assim honre quem e onde você está. Não há nada de errado com você, se você acha que não pode se relacionar com alguém ou apenas com alguns. Valorize aqueles com quem você encontrar Ressonância e libere o resto.

Enquanto continuamos a receber mais Luz e continuamos a deixar ir o que não é Amor, somos também abençoados com encontros de sincronicidade e eventos surpreendentes que são alegres e significativos. Estas conexões o ajudam a evoluir mais como o Amor que você é, ajudando-o a ser mais. Continue a seguir a energia. Assim, você é divinamente guiado para ser quem está destinado a ser. Preste atenção a onde e com quem você ressoa. Seu Coração e Alma conhecem o caminho, enquanto o seu intelecto o reterá no passado.


Autor: Kara Schallock
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Kara Schallock Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...