quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Louise Hay - "Lidando com a perda de um ente querido" - 21.09.2016



Eu posso encontrar a felicidade em qualquer situação. 

O luto é algo que todos nós teremos que experienciar mais cedo ou mais tarde em nossas vidas. Sentir dor está OK. É uma parte da vida. Alguns períodos de luto serão mais longos do que outros e quanto a isto não há problema também. O Luto é a resposta natural à perda de um ente amado ou de alguém muito querido ao seu coração. Eu o incentivo a não evitar a dor, a ansiedade e sentimentos de desamparo quando um ente querido fizer a transição.

O melhor passo para o luto é aceitar estes sentimentos. Você, certamente, sentirá uma onda de emoções e eu não quero que você acredite que não deva se sentir de certa maneira, em qualquer situação. A dor não desaparecerá se você a ignorar. A parte importante durante o seu luto é expressar e lidar com estes sentimentos de uma forma tangível e saudável.

Cada pessoa, lugar e coisa neste planeta estão interligados com amor. Eu estou no Lar neste Universo.

Como você vivencia o luto depende de muitos fatores, incluindo a sua personalidade, sua experiência de vida, sua fé e a natureza da perda. O processo de luto requer tempo. A Cura acontece gradualmente, ela não pode ser forçada ou apressada – e não há nenhum tempo “normal” para o luto.

Muitas vezes, as pessoas nos dizem para sermos fortes, ou sentimos que temos que ser fortes para a nossa família. O choro não significa que você seja fraco. Não permita que ninguém lhe diga como se sentir e não diga a si mesmo como se sentir, também. Culturalmente, somos informados de que quando choramos estamos agindo como bebês e que devemos ser fortes. Mostrar os seus sentimentos é a melhor maneira de superar uma perda. Não sinta como se você precisasse proteger os seus entes queridos, mostrando-se como valente. Todos nós reagimos à perda de forma diferente e se o choro é o que o ajuda, então, manifeste-o. O choro é uma resposta natural à tristeza. Apenas deixe que as suas reações aconteçam.

Seu sofrimento é seu e como eu disse, todos respondem de forma diferente a ele. Isto é muito importante para ser lembrado, querido. Permita-se sentir tudo o que sente, sem julgamento. Não há problema em ficar com raiva, gritar aos céus, chorar ou não. Não há problema também em rir, encontrar momentos de alegria e liberar, quando estiver preparado.

O luto pode ser uma montanha russa. Há uma série de etapas que podemos passar. Antes de aceitar a situação, podemos experienciar a raiva, a depressão e a negação. Você pode também sentir o choque, a tristeza, o medo, e até sintomas físicos, tais como, fadiga, náusea, perda ou ganho de peso e dores. Todos estes são reações normais à perda e ao luto. Não quero que você se sinta sozinho porque acha que o que você sente não é “certo”.

Às vezes, queremos nos agarrar ao nosso sofrimento porque se o compartilharmos com outros, estamos demonstrando fraqueza ou criando um fardo para os outros. Mas isto não é verdade. Sua família e amigos estão aí para apoiá-lo. Compartilhar a sua perda torna a sua carga de dor mais fácil de carregar. Quando você conversa com as pessoas sobre a sua dor, isto o ajuda a trabalhar com ela de uma forma saudável.

Se você não quer falar com amigos próximos e a família, a procura de um terapeuta ou de um grupo de apoio durante o seu período de luto é também uma boa alternativa. E você sempre sabe que eu estou aqui para apoiá-lo, também. Nós temos recursos fantásticos para ajudá-lo a interagir com a perda e a dor, ou até mesmo com os aniversários da perda. Estes podem também ser difíceis para alguns de nós, e quanto a isto não há problema, também. Você está seguro neste mundo. Tudo está bem, querido.

Vamos afirmar: “É possível intercalar a felicidade com a tristeza. Sou capaz de dar um abraço espiritual em meu amado hoje.”

Amor,

Louise Hay


Autor: Louise Hay 
Fonte: http://www.louisehay.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Louise Hay Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...