sábado, 17 de setembro de 2016

Pai João de Aruanda através de Gabriel RL no IV Encontro Sementes das Estrelas - 10.09.2016 (Curitiba/PR)





Como todos sabem, os Pretos Velhos de Luz, ao incorporar, usam para falar um dialeto próprio, muito peculiar e típico do seu grupo, porém, na primeira parte da mensagem, dessa vez, Pai João de Aruanda utilizou a voz natural do próprio Gabriel RL, conforme pode ser observado no respectivo áudio. E inicia a comunicação:

"Salve, meus filhos. Bom dia! Minha voz está diferente um pouco, né? Como disse o Mestre das Grandes Frotas, há alguns aqui que realmente nunca presenciaram fenômenos como este, comunicação direta com os planos espirituais. Sim! Alguns de vocês já viram um áudio ou um vídeo, mas não de uma forma tão direta, tão intensa. Oh, meus queridos! Como é bom poder recebê-los aqui! E eu gostaria de saber se eu posso usar a minha voz habitual porque eu não aguento mais a voz do meu filho!" - Para dizer isso o Pai fez graça e elevou, brincando, seu tom de voz e a plateia inteira ri.

Na segunda parte da mensagem, muito humoradamente, assume sua "verdadeira" voz - sua roupagem de Preto Velho e diz:

"Graças à Deus! Não tava aguentando mais! O véio tava com medo de sair gente correndo por aí, gritando. Se ocês vê alguém tentando correr, cê segura pelo braço, olha: 'calma'! Certo? Como cês tão? Tão bom? Agora mió, né minha fia? Com a graça de Deus. Eu não me vou demorar aqui, falando através do meu fio, porque senão o véio é muito motorzão, vai ficar o dia inteiro. E as coisa tem horário, né meus fio? Graças à Deus... Queria agradecer, em nome de todos nós que tá desse lado do véu aqui, que alguns de ocês aqui não tá vendo; outros tão sentindo; outros tão: 'meu Deus do céu, o que que é isso'?! Porque eu tô vendo. Tô vendo em cada um de ocês aqui as emoções, os medos, as inseguranças, a alegria, a paz... A certeza de que se está em meio a família, a entes tão queridos. Pra ocê fio, fia, que tá sem entender o que tá acontecendo, de alguma forma, pra ocê, - eu tô falando pra ocê e você sabe que eu tô falando pra ocê, que tá com essa interrogação na cabeça aí: 'Esse menino tá inventando.' - (Risadas das pessoas presentes)! - Eu sei que ocê sabe que tô falando com ocê, não precisa baixar a cabeça. Olha, eu sei muita coisa de ocês. Se eu fosse colocar aqui as carta na mesa... -  (A plateia ri). - O mesmo medo que ocês têm do véio pôr a carta na mesa, é o mesmo medo que ocês tem de alguém entrando e olhar o inbox ou o Whatsapp de ocês". - Mais uma vez a platéia inteira cai na gargalhada. Pai João continua:

"Tem gente aqui que tem coisa pra esconder, 'He he he he'... Tô brincando, meus fio. Sabe por que isso? Cês viram a alegria que vocês movimentaram com o sorriso, com gargalhada? Aí esse povo aqui do outro lado, esse monte de espírito aqui, pôs esse véio pra vim de 'bobo da corte', pra arrancar risada de ocês, pra gerar uma determinada energia, pra nós continuar o trabalho: '- Desce lá, João'! - O que eu posso fazer? Não é que eu ache ruim, eu gosto de tá aqui! Eu gosto de falar através dele (Gabriel), eu gosto. Mas tô de 'bobo da corte'! E o que faz valer à pena, fios, é ver os olhinhos de vocês brilhando; é ver alegria no coração de ocês e a paz que tá descendo...

Eu tenho uma pergunta que alguns de ocês não vai entender. É uma pergunta final. Alguns podem entender como metáfora. Alguns podem,... - 'esse menino tá doido'! - É uma coisa simples: quem tá aqui, aqueles por aqui que precisam dessa resposta, absorvam. - Meus filhos, em Cristo Jesus, o que precisou a bela adormecida para acordar? (Risos). - Que esse momento seja precioso pra cada um de ocês. Tenham certeza que tá todos nós aqui, do outro lado, olhando, participando. E aqueles também que ainda não entendem essa roupagem de Preto Velho: 'Tô falando pra ocê também e eu sei que ocê sabe que tô falando pra ocê'! É tudo fio, é tudo uma coisa só". - Em seguida Pai João retorna rapidamente à voz natural do Gabriel e termina com sua voz de Preto Velho: - "Porque do mesmo jeito que eu falo com a voz dele... eu posso falar com a minha voz". - Todos riem.

"Cês fica na paz, viu, meus fio"? Carinhosamente ele chama da plateia o Luís Fernando e dá um caloroso abraço e diz: "Meu fio, dá um abraço no Pai... Que ocê se conduza com muito amor, viu, meu fio? Num fica vaidoso, não! - (Risadas geral). - Tô brincando"!

Após isso, Pai João energizou a água dos galões que estavam na sala e recomendou que todos bebessem uma pequena dose, garantindo, divertidamente, que não era cachaça e que quem tivesse com dor de cabeça ia ficar bom, quando bebesse.

Conclui, então: " - Fiquem na paz, meus fios! Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo! (Para sempre seja louvado!)"! [x3]. "Salve Maria Santíssima! (Salve!) "Salve Deus Pai Todo Poderoso! (Salve!)".

Canal: Gabriel Raio Lunar / Sementes das Estrelas
Transcrição: Davi Aguiar / Sementes das Estrelas
Colaboração: Solange Yabushita / Sementes das Estrelas
Veja mais canalizações minhas Aqui
Produção de vídeo: Kaliel Conrado / http://www.radioportaldaascensao.com/ 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...