terça-feira, 18 de outubro de 2016

Jennifer Hoffman - "Tempos de muita energia à frente - Colocação de limites e âncoras içadas" - 11.10.2016



Estamos entrando na semana da lua cheia. Muitas coisas já foram escritas sobre esta lua cheia e você pode ler a minha opinião sobre isto no Relatório da Energia de Outubro. Há muita coisa acontecendo com esta lua cheia, incluindo a quadratura Urano/Plutão de 2012 a 2015 que criou muito caos em torno deste período. Temos Plutão (o planeta da transformação profunda) fazendo a sua terceira passagem em seu grau retrógrado de 15 graus em Capricórnio, e a terceira vez é sempre a mais poderosa. Você pode sentir isto de diferentes maneiras (lembre-se de que todos nós sentimos a energia de forma diferente) e ao ter fortes intenções e um foco claro onde você quer estar em sua vida irá ajudá-lo a usar esta energia da maneira mais eficaz.

Uma das maneiras de administrarmos a nossa energia é termos fortes limites, um tema sobre o qual eu estive escrevendo durante uma década. Os limites são como você gerencia os fluxos de energia em sua vida, assim eles são muito importantes. E embora eles possam agir como barreiras para algumas pessoas, somente aquelas pessoas que não querem ou que não conseguem respeitar seus limites serão afetados por eles. É o momento de navegar e içarmos as nossas âncoras, enquanto colocamos limites muito fortes “para dizermos ao fluxo para onde ir”. Estamos entrando em uma das semanas mais poderosas que tivemos durante um longo tempo e assim vamos torná-la uma boa semana.

Quando há muito movimento de energia, precisamos garantir que os nossos limites de energia estão firmemente no lugar. Por que colocaríamos limites quando queremos que a energia flua livremente e criarmos tanta transformação quanto possível? Porque sem limites não temos um caminho para a energia seguir e embora queiramos receber muita energia, não queremos que o caos e o drama possam acontecer quando não estamos no controle dos fluxos de energia. Em momentos como estes, precisamos estar abertos ao imenso potencial que o movimento de energia intensa traz e içarmos as nossas âncoras para que possamos navegar, embora também tendo os limites que nos permitem manter o nosso navio no curso.

Os Limites controlam o fluxo do movimento da energia para dentro e fora de nossas vidas. Um limite forte de energia, como o favorito que eu tenho compartilhado com você durante anos: “Todos em minha vida me amam, honram-me e me respeitam”, estabelece uma base para os tipos de relacionamentos e a energia que queremos em nossa vida.

E isto serve a dois propósitos. Isto permite que todos saibam que o preço energético da admissão é estar em seu espaço energético, enquanto atrai pessoas que querem estar neste espaço com você. As pessoas que precisam do limite como um lembrete de como se comportar com você, ficarão desconfortáveis com ele, enquanto aqueles que não precisam dele, nem mesmo estarão cientes do limite, exceto saber que a sua energia está muito confortável com eles, porque ela corresponde à energia delas.

Enquanto estamos criando os nossos limites de energia, estamos atraindo a energia que estará em sua frequência e vibração, enquanto também expandimos as possibilidades para a nossa vida que possam incluir estas energias. Isto é o que nos permite levantar as âncoras e velejarmos para novo território, mas não podemos fazer isto sem também termos um caminho a seguir. Quantas vezes você entrou em seu carro e dirigiu sem rumo em torno da cidade? Provavelmente com não muita frequência. Você entra em seu carro quando tem um destino em mente, e isto é o que temos que fazer em nossas próprias vidas.

É a associação de limites e o desejo de avançarmos que nos abre para a transformação. A transformação é mais fácil de integrarmos quando estamos gerindo o processo, estamos cientes e no controle de onde a energia está fluindo e para onde está indo.

Assim que decidimos que estamos preparados para avançar, os limites devem ser colocados, para que possamos controlar quanta energia estamos recebendo, onde ela está indo, e como iremos usá-la. Então, podemos tirar proveito da energia de uma forma maior, porque somos um contentor maior de energia. Na verdade, é quando temos limites mais fortes de energia que criamos maiores contentores de energia. Qual é o tamanho que você quer que seja o seu contentor de energia?

Ou, questionado de outra forma, o quão grande você se atreve a tornar o seu contentor de energia – com a intenção de um resultado mais forte, tendo um sonho maior, esperando os maiores e melhores resultados em todas as coisas para si mesmo e para o mundo?

Crie os seus limites de energia ao colocar fortes intenções para a sua vida, tais como:

Quanta alegria você quer ter?

Que tipos de relacionamentos são gratificantes e agradáveis? Como você quer que as pessoas estejam em sua vida com você?

Você quer paz, amor e prosperidade? Inclua-os em seus limites.

Você espera ser apoiado e guiado para o seu maior potencial em tudo o que faz? Faça disto parte de seus limites.

Qualquer coisa que você pretenda e que sirva ao seu bem maior é parte de seus limites de energia, e isto o ajuda a içar as âncoras que o estiveram mantendo em um lugar e fazendo com que se sentisse preso. Assim, você poderá avançar com confiança, propósito e, é claro, no caminho certo para uma vida cheia de alegria.


Autor: Jennifer Hoffman 
Fonte: http://enlighteninglife.com/
Facebook: Jennifer Hoffman
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Jennifer Hoffman Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...