quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Saul - "Só podem amar a Deus amando-se uns aos outros" - 12.10.2016



São Todos amados. Não existem exceções.  São Todos  filhos do Divino. Nada pode mudar isso porque Deus, a Fonte, Amor - escolham qualquer palavra que funcione melhor, que ressoe mais fortemente consigo para designar a Inteligência Suprema do Amor Infinito – Que eternamente e sem condições ama tudo o que cria.

No entanto, escolher não amar outra pessoa, na verdade, pode parecer ser uma escolha para permanecer separado de Deus, de si mesmo e de toda a Criação. Intensifica seus próprios sensos de abandono, de inutilidade e de terror – Terror, porque a separação, se fosse possível, seria eternamente terminal, com o terror profundamente enterrado muito abaixo de seus níveis de consciência. Acreditar que não seja assim, pode ser uma insanidade.

Pelo menos, diariamente, precisam se lembrar de que são seres divinos, criados no Amor infinito e eterno e perceberem que seus desconhecimentos de sentirem isso é uma escolha que fizeram e que podem reverter. Como? Indo para dentro, para o sagrado espaço interior, onde a Chama do Amor Divino queima eternamente em seu próprio altar pessoal e abram-se para o Amor que os espera lá, desejando apenas envolvê-los a todo momento.

Muitos de vocês já o fazem. Todavia, ainda tem grandes dificuldades de liberar suas crenças fortemente enraizadas na sua indignidade aos olhos de Deus! Então, se afastam com medo de rejeição. O pensamento de rejeição por Deus é endêmico na humanidade! Esse pensamento é parte da ilusão e de parte de praticamente todas as culturas humanas. No entanto, é totalmente inválido.

Esse Insano pensamento deve ser liberado!

Só cada um vocês pode fazer isso. Ao se recusarem a amarem-se uns aos outros, como é o caso de muitos de vocês, então, o Amor oferecido por outros será ineficaz, porque os pensamentos dirigidos pelo ego surgirão quando o Amor lhes for oferecido e com vocês julgando-se indignos de aceitá-lo. E, então, talvez pensem: "Por que diabos alguém iria me amar se, certamente, me veem tão desamoroso como sou?" E, é claro, que não amarem-se uns aos outros, também é uma recusa de amar a Deus! Todos e cada um de vocês são eterna e inseparavelmente UM com Deus. Só podem amar a Deus, amando-se! É realmente muito simples.

Confiem em Deus! Ele confia em vocês de forma implícita, porque Ele sabe que somos Seus filhos perfeitos, incapazes de qualquer coisa, alem de amar. Liberem seus temores a Ele, seus sentimentos de inutilidade, de inadequação, de pecado e abram seus corações para permitir que seu amor infinito envolvê-los, abraçá-los, confortá-los e enchê-los de alegria!

Só o Amor existe. Repetidamente ouvem isso de canais, médiuns, videntes, místicos, sábios, por qualquer número de seres sábios e amorosos e, ainda assim, descartam essa verdade inalterável, considerando-a uma "utopia", irreal e impraticável no mundo, todos os dias em que parecem habitar. Mas como suas abordagens "mais práticas" para os problemas e questões com que a vida lhes apresenta na ilusão provaram ser eficazes? Como seu histórico mostra claramente, elas não têm funcionado. Nenhuma delas, porque essas abordagens "mais práticas" confiam no conflito, que sempre resulta em mais conflitos, levando a um loop de retroalimentação de intermináveis conflitos.

A razão do Amor lhes parecer não funcionar, ser inapropriado e impraticável na tentativa de resolver seus problemas humanos é porque  não se envolvem de forma total e confiam nele e, em vez disso, mesmo quando  sentem vontade de tentar, mantém um impulso muito firme sobre o direito de se envolverem em conflitos, ao acharem que é necessário. E essa mentalidade sempre resulta em conflitos, porque é isso que querem. Acreditam que estão certos e que o outro está errado e usam o conflito para punir o outro e provarem seus pontos de vista. Isso não é completamente insano?

Haverá sempre uma escolha - escolher o Amor ou o medo - e seus egos exacerbados escolherão o medo, e então, quando possível, optarão por fazerem ataques preventivos para se manterem "seguros", embora a única segurança encontra-se em Deus.

Estar certo é estar errado, porque, quando fazem julgamentos estão optando pelo medo e conflito, sob a justa alegação de que, se os malfeitores desistissem de suas ações, então, os justos, não teriam de iniciar um conflito para colocar as coisas nos lugares certos. Todavia, como ambos os lados de um conflito se consideram certos, não pode haver nenhuma solução significativa.

Liberem-se da justiça, perdoem por seus julgamentos e parem de fazê-lo para, em seguida, permitirem ao Amor mostrar o caminho para uma solução harmoniosa e totalmente prática. Quando se envolverem honestamente uns com os outros com Amor e transparência, soluções práticas e edificantes sempre surgem. São suas agendas pessoais e egoístas, intencionalmente disfarçadas e ocultas, que destroem os acordos supostamente feitos de boa-fé, quando o que estava escondido é revelado e confiança é mais uma vez demolida.

A única mensagem que recebem dos reinos espirituais e que foi repetida várias vezes ao longo das eras, é que o Amor é a única resposta que irá fornecer soluções significativas para os problemas que afligem a humanidade. Finalmente essa mensagem está sendo ouvida, reconhecida e posta em prática.

A humanidade está experimentando um enorme despertar espiritual em todo o mundo, uma consciência crescente de que há um significado espiritual para a vida e que este é o único significado. Todo o resto é distração e as distrações os têm atraído e escravizado por tanto tempo, já não apelam mais. Na medida em que se concentram cada vez mais intensamente em suas verdadeiras naturezas, o Amor e descobrem o quanto é completamente eficaz, as distrações não mais está a distraí-los, porque o Amor, quando reconhecido e comprometido, fornece em abundância uma sensação de paz, contentamento e alegria que, absolutamente, sabem que é real, que dissolve todos os outros desejos efêmeros que os distraíram daquilo que procuravam e que, por vezes, encontraram, mesmo que no final  tenham lhes causado decepções.

Como já mencionei, são seres divinos, infinitamente poderosos, onde seus sinceros desejos só podem serem satisfeitos, por estarem na presença de Deus, por ser UM com Ele. Na verdade, nunca saíram desse estado, apenas teceram um véu sobre ele, a fim de se envolverem em jogos de sonho, às vezes de natureza bastante horrível. Agora que escolheram despertar e voltar a alegria e, como é a vontade de Deus para com todos vocês, então irão despertar.

Com muito Amor, 

Saul.


Canal: John Smallman 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais mensagens do Saul Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...