sábado, 12 de novembro de 2016

Mestre Serapis Bey - "A Completude Interior" - Novembro / 2016


A COMPLETUDE INTERIOR: mensagem de aniversário para o blog Coração Avatar entregue por Serapis Bey - Novembro de 2016

Amados Irmãos,

Gostaria de vir a os falar hoje sobre aqueles aspectos interiores que são renegados dentro de nós mesmos e que nos afastamos deles.

Todos nós temos determinadas características, qualidades ou defeitos que tentamos esconder, que tentamos negar e que não nos abrimos para senti-los.

Quantos de nós, muitas vezes, somos explosivos, autoritários, nos entristecemos porque, simplesmente, não confiamos e não aceitamos o que nos é imposto. Tentamos assim, lutar contra essa característica que é do nosso ser. Muitas vezes, temos um comportamento agressivo, não no sentido físico propriamente dito, mas no sentido de lutar pela vida, de ser mais dinâmico e de não reconhecer que, aquilo que nos foi dito como verdade, não encontra ressonância em nosso coração. Não nos permitimos “ser” por medo de ofender outra pessoa e de nos comportar de forma errada.

Então, nessa repressão de nós mesmos, negamos aspectos interiores que são parte de nossa essência. Nós negamos aquilo que somos. E nisso as energias se dispersam e ficamos incompletos na integralidade da nossa própria vida.

Gostaria então de sugerir um exercício a todos que se proporem a tomar contato com essas palavras. Um simples exercício: imaginem que ao seu lado está você mesmo. Mas não o “você” que você conhece, mas sim, “aquele” que você renega, que pensa não ser digno, o seu lado mais obscuro. Tente sentir essas energias, tente sentir essa pessoa ao seu lado. Como ele é? O que ele diria a você? Você pode conversar com ele e trocar informações. Pergunte a essa pessoa como ele o vê, como ele vê aquele que você é. É como se existissem dois vocês: o que você conhece e convive diariamente, e o outro é aquele que você abafa, releva, que você não quer tomar contato. Imagine as características desse “outro você” e tente sentir a energia que você renega em si mesmo e que está no coração desse outro.

Esse no fundo é você mesmo, não é outro. É sua parte que foi negada, que foi colocada de lado, porque você não gostava dele, porque o achava obscuro ou porque te disseram que não era o certo. Então, pergunte-lhe em que ele gostaria que você mudasse e escute agora o que ele fala, mas sem discutir; apenas escute o que ele tem a lhe dizer. Por outro lado, você também pode dizer- o que você não gosta nele, o que nele você repele.

Mas também pergunte como ele se sente ao ser negado. Qual a sensação que você causa nesse “outro você”? Como é que ele se sente quando você o nega em si mesmo? E da mesma forma escute o que ele tem a lhe dizer. Se ele se sente solitário, se ele se sente sozinho!... Como é que está o “outro você” que foi negado por você mesmo? Que foi colocado de lado, porque você entendia-o ser não merecedor?

Agora traga-o  para perto de você e pergunte o que ele admira em você. O que as pessoas admiram em você mesmo? E pergunte-lhe também, o que ele admira em você? Qual a sua característica que, embora você não goste, que não te faz bem, você entende que, de alguma forma, poderia ser útil a sua vida?

Faça esse exercício. Olhe e converse com você mesmo em sua linha temporal.

Esse é um exercício de encontro com nossas próprias energias, do encontro daquilo que somos. Nós nos encontramos diante de nós mesmos, daqueles aspectos que estão perdidos e, muitas vezes, fogem ao nosso controle, fogem daquilo que somos.

Vejam que a raiva, a ganância e todos os sentimentos que são tidos como “não bons” são, na verdade, sentimentos em desarmonia, porque negamos determinados aspectos de nós mesmos, e nos colocamos em desequilíbrio. E esse desequilíbrio é justamente em decorrência da falta daquilo que negamos em nós mesmos.

O que precisamos fazer é abraçar tudo o que somos e tratar com conformidade, entendimento e Amor, reconhecendo todos os nossos lados e sabendo utilizá-los em nossa vida com harmonia e equilíbrio.

Então, se você se considera uma pessoa explosiva, rancorosa, que está sempre com raiva, que se entristece facilmente, busque dentro de você mesmo: qual é o motivo desse desequilíbrio? Mas perceba que nesse desequilíbrio há algo que foi negado dentro de si mesmo. E é buscando esse algo que foi negado, conversando com você mesmo em uma meditação ou em um trabalho de cura é que você se descobrirá e verá tudo que é capaz.

Você será capaz de observar de coração que, apenas estando integral, é que poderá ajudar aos outros e a si mesmo. Só estando completo, com tudo aquilo que você é, sem negar o que sente e o que está em seu coração, que você poderá ser completo, estar em Unidade e em Amor.

Eu os abençoo porque Eu Sou Serapis Bey


Canal: Thiago Strapasson
Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/
Revisão de texto: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita
Veja mais mensagens do Mestre Serapis Bey Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...