sábado, 26 de novembro de 2016

P'taah - "Seja tudo que você pode ser" - 20.11.216



Questionador: P’taah, no mundo louco de hoje, gosto do fato de que para mudar a energia, não há nada a fazer, exceto dizer “obrigado” e ser grato pelo que há. Não é preciso qualquer encantamento, cristais ou qualquer coisa fora de nós. Você pode usar estas coisas, mas não é isto o que a muda.

P’taah: Quando você está na frequência do amor, da alegria, da admiração, da paz e da tranquilidade, da paixão, da emoção e do fascínio, de fato, todas estas facetas compõem a energia que você é. Simplesmente, sendo quem você é e lembrando-se de que não há nada fora de você, você atrai aquilo que corresponde à frequência que você é.

É claro que cada um de vocês tem estas pequenas facetas do esquecimento, aqueles momentos que ocorrem quando você está no medo da falta – falta de algo, realmente. Você sabe, isto não importa. E quando você está no medo da falta, seja a falta de amor, falta de dinheiro, falta de alegria, falta de entusiasmo, falta de um bom trabalho, seja do que for a falta, você está na falta e no medo, porque uma pequena parte de você se esqueceu da verdade. E a verdade é que você é Deusa/Deus surpreendentemente poderoso, criando a sua realidade momento a momento, através daquilo que você acredita e dos sentimentos que estas crenças inspiram.      

Assim, quando você se encontrar no medo da falta, pare, inspire o medo, a emoção do medo da falta, esteja no amor e no reconhecimento deste sentimento desta pequena parte de você que, momentaneamente, esqueceu-se da verdade maior. Agradeça e, então, volte os seus pensamentos para aquilo que é o fluxo, a abundância e a alegria disto. Assim, você transforma o sentimento de volta ao seu ponto central, pronto para o próximo passo que permite a abundância com o fluxo. Seja a verdade de quem você é. Seja tudo o que você pode ser. Esteja na alegria de tudo isto.

Questionador: Interessante, eu tive uma pequena experiência disto. Eu não tinha feito arte por um longo tempo e recentemente compreendi que uma das razões era que eu não estava fazendo o que gosto de fazer. Estava tentando fazer o que eu pensei que os artistas fazem, como pintar a óleo e com água. Agora eu mal posso esperar para tentar algo totalmente diferente.

P’taah: É realmente maravilhoso que esta seja a verdade para cada faceta de sua vida. Não se trata do que as outras pessoas esperam ou até mesmo do que você espera. É uma questão de estar na alegria da criação, seja a criação de dinheiro, a criação de música, a criação da arte, a criação de fazer um trabalho de uma forma mais produtiva. Tudo isto está simplesmente trazendo toda a sua criatividade para auxiliar qualquer atividade em que você se encontre. Você pode chamá-la de arte, ou pintura, ou o que quer que seja, mas a verdade é que é apenas uma atividade criativa.

E onde você estiver trazendo o desejo de criar o que percebe como belo, interessante, ou expandido, ou simplesmente estiver trazendo o resultado de uma ideia ou sentimento, no entanto você o faz, onde quer que seja, e é apenas uma oportunidade para ser mais quem você é.

Questionador: E isto é interessante porque em meu campo de trabalho como um curador, eu realmente quero aprender a cura tradicional, um método de cura tradicional, mas eu prefiro criar um método que surja completamente do meu ser, de minha alma. E como eu poderia fazer isto?

P’taah: É assim que você faz.

Questionador: É assim que eu faço isto? (Rindo)

P’taah: Ao ser tudo o que você pode ser neste momento, e neste momento, de certa forma, de se unir ao seu paciente, de modo que você reconheça este sentimento de onde a doença é, para que você possa usar a sua intuição, bem como a mente lógica, racional. Em outras palavras, use cada parte de quem você é, aquilo que é o lado esquerdo do cérebro e aquilo que é o lado direito do cérebro, para que se funda com a essência do paciente, de modo que você possa ajudar o paciente a se curar, ou para lidar com aquilo que é a doença da mente e as emoções que criam a doença da encarnação.

Questionador: Para mim, eu quero fazer o que eu quero criar, aquilo que é um tipo muito mais divertido de abordagem com toda a coisa.

P’taah: Exatamente isto, amado.

Questionador: Sim. Bem, eu tentarei fazer isto.

P’taah: Não, você não “tentará”. Você, simplesmente, “será” isto.

Questionador: Está bem.

P’taah: Há uma diferença. Tentar fazer algo e simplesmente se permitir ser isto. Pois, enquanto você estiver tentando, você não está realmente sendo isto. Você não está no reconhecimento. Sugerimos que em vez da diversão esteja a essência, amado, em vez do trabalho.

Questionador: Certo!

P’taah: Muito bom!


Canal: Jani King
Quem é P'taah? Veja Aqui
Fonte: www.ptaah.com - ptaah@ptaah.com
Tradução: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais mensagens de P'taah Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...