terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Benjamin Fulford - "A velha realidade está rapidamente desaparecendo, na medida em que a mudança de polaridade acontece e que, agora, está em pleno andamento" - 19.12.2016



A história coletiva pela qual a humanidade tem sido conduzida rumo ao futuro, está passando por uma mudança de polo, enquanto a velha realidade está, rapidamente, desaparecendo. A história pela qual o mundo, especialmente, o mundo ocidental tem vivido, foi um de uma guerra sem fim contra o terror e um confronto de engenharia entre o Islã e o Cristianismo. Os criminosos que assassinaram em massa e cuja "engenharia social" tem perpetuado esta história, estão sendo caçados e mortos, estão sob prisão domiciliar ou na clandestinidade.

Um dos membros mais antigos da cabala, por trás das atrocidades na Síria e em outros lugares, D. Javier Echevaria, o chefe da organização fascista do Vaticano, Opus Dei, foi morto, na semana passada, depois de tentar derrubar a eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos, dizem fontes do Pentágono.  O Vaticano diz que ele morreu de causas naturais.

Três fontes independentes, uma da CIA, uma do Pentágono e uma da linhagem também estão dizendo que David Rockefeller e Nathaniel Rothschild, respectivos líderes de linhagem nos EUA e na EU, também foram mortos, na semana passada. Não há confirmação desta informação, até o momento da redação deste texto, de qualquer das famílias Rockefeller ou Rothschild.

As fontes também dizem que os Clintons, os Bush, o senador John McCain e muitos outros líderes da cabala estão sob prisão domiciliar e, aos quais, só são permitidos saírem da prisão em circunstâncias cuidadosamente acompanhados, enquanto aguardam pelo julgamento de seus crimes de guerra.

De nossa parte, certamente esperamos que estes ensaios irão se materializar, mas em qualquer caso, é muito claro que as pessoas que estão em fuga pelo planeta (especialmente no Ocidente) estejam num estado de pânico profundo.

Parte da razão para o pânico é que uma lista atualizada de membros do Comitê dos 300, o governo secreto do Ocidente, foi tornada pública.


O fato é que, mesmo que essas pessoas estejam agora se afastando da guerra sem fim e do cenário de terror e que, em vez disso estejam pressionando por um imposto global do carbono, elas têm sido tão incompetente em governar este planeta que provocaram uma revolta popular em massa contra seu governo. Este tweet, numa conta supostamente colocada de AnadeRothschild, capta este sentimento: "Pat Taylor @PT_Fino 11 月 29 日 @AnaDeRothschild, gostaria que toda a sua linhagem fosse executada ao vivo na TV. Chamar-me de antiquado".


É por isso que elas estão agora num estado de profunda depressão. 

Uma manifestação visível de seu desespero, são as reivindicações histéricas feitas pela mídia corporativa e fontes da agência de inteligência comprometidas, como o admirador da Arábia Saudita, diretor da CIA John Brennan, dizendo que "hackers russos" foram os responsáveis pela vitória eleitoral de Donald Trump. 

Assim como o Washington Post foi forçado a recuar a partir de uma de sites de "notícias falsas" que publicou recentemente, os russos, agora, estão agora exigindo que o porta-voz presidencial dos EUA, Barack Obama, prove as alegações ou peça desculpas. Esta falha histórica contra a Rússia é uma clara indicação de a capacidade dos EUA de controlar a história do mundo acabou.

Outro sinal do pânico entre os líderes do colapsado antigo regime é o fato de que Hillary Clinton e Obama, na semana passada, entraram em contato com a Sociedade do Dragão Branco – SDB, para dizer que não eram os responsáveis pelo tsunami e pelo ataque nuclear contra Japão, de 11 de março de 2011. Na época, o agente de Rothschild, o Dr. Michael Meiring, disse a SDB que os Rothschild eram responsáveis por esse ataque. 

Por sua vez, os Rothschilds dizem que receberam suas ordens da loja maçônica P2. É um fato que o aparente autodescrito herdeiro da P2, Leo Zagami, enviou e-mails ameaçadores e se vangloriando, na época, imediatamente, após 11/03 (Fukushima) e que fez ameaças de, também, destruir Tóquio. Fontes do governo japonês confirmam as ameaças contra Tóquio, a partir da P2.

Outra conexão muito interessante entre a loja maçônica P2 e o Japão também é essa. Zhang Shengzhi, um homem que afirma (e fornece documentação para provar isso) de ser um herdeiro do trono da Manchu, diz que a mãe do Imperador Meiji era uma princesa dos Habsburgo, que também era uma renomada fotógrafa. 

Um primo do imperador japonês diz que essa afirmação é provável  de ser verdadeira "porque havia muitos judeus na cidade de onde veio o Imperador Meiji". Como os Habsburgos afirmam descender dos Césares, assim como os chefes da P2, significa que o Japão tenha sido uma colônia romana, desde a era Meiji com a família imperial sendo usado como governantes por procuração. 

Zhang, que foi mencionado na edição de 05 de Maio de 2015 deste boletim informativo, disse que forneceu ao governo japonês documentos comprobatórios de sua afirmação de que ele era o legítimo herdeiro do ouro que foi usado para criar o Banco do Japão. 

O governo japonês não contestou, de forma aberta, sua reivindicação, diz ele. No entanto, depois de apresentar os documentos, foi espancado por três bandidos e depois preso e que foi mantido aprisionado por 23 dias, o tempo máximo que uma pessoa sem acusações pode ser mantida presa no Japão e que foi então forçado a ser internar no hospital para tratamento mental, Musashi, de Tóquio. Zhang, finalmente, foi capaz de sair de lá, depois que médicos simpáticos, declararam que ele não era louco, permitindo que, recentemente, recebesse sua alta hospitalar, diz ele.

Zhang, o primo dos Imperadores Showa e muitas outras fontes, também, afirmam que o atual imperador do Japão não é da família real japonesa. Se esse for o caso, então, o direito de emissão de ienes japoneses e o Banco do Japão estão baseados em nada além de fraude.

Claro que o mesmo pode ser dito do Federal Reserve Board e do banco central da UE. Nos EUA, grandes movimentos contra essa fraude continuam. Um exemplo é que a Suprema Corte dos Estados Unidos recusou-se a ouvir um apelo do ex-CEO da AIG, Hank Greenburg, afim evitar acusações de fraude por esconder grandes perdas de investidores, disseram fontes do Pentágono. Isso abre o caminho para prisões em massa de outros executivos de Wall Street.

Além disso, o Supremo Tribunal, no caso Shas x EUA, decidiu 8 a 0, que os estatutos de fraude bancária se aplicam a quem defraudar tanto clientes do bancos, como os bancos, "tornando executivos de bancos responsáveis por atarraxar os clientes", observa uma fonte do Pentágono. Grandes escritórios de advocacia, como tubarões cheirando sangue, estão se preparando para um frenesi de alimentação em Wall Street.

Os altos conselheiros do antigo regime, como George Bush Jr., Condoleezza Rice, Jim Baker e Bob Gates estão fazendo lobby para que o CEO da Exxon Mobil, Rex Tillerman, seja nomeado Secretário de Estado. Todavia, "isso não os salvará do 11/09 e das acusações de crimes de guerra", dizem fontes do Pentágono. Henry Kissinger, um cobrador de Rockefeller de longa data, agora é um Ronin (samurai sem mestre) desesperadamente puxando o saco de Trump, na esperança de manter sua influência.

Na semana passada, houve mais confirmações de que o futuro governo Trump, nos EUA, será composto, basicamente, por militares. O ex-comandante do Navy Seal, Ryan Zinke, foi nomeado para o Departamento do Interior, enquanto o ex-tenente-general do Exército Keith Kellogg foi escolhido como Chefe do Estado-Maior do Conselho de Segurança Nacional.

Este governo fará uma abordagem militar contra a máfia de khazariana, o que significaria matá-los ou forçá-los a se renderem. Existe algum tipo de batalha acontecendo em Denver e em torno de Colorado, dizem fontes do Pentágono, confirmando que tropas estrangeiras estão convergindo para lá. Este escritor tem visto com seus próprios olhos extensas áreas cercadas e poços de ventilação em torno do aeroporto de Denver. Aparentemente, este um dos últimos bastiões khazariano que está sendo derrubado.

Militares dos EUA, também, afirmam que foram capazes de neutralizar armas nucleares que seriam usadas em ataques de falsa bandeira em:  Yellowstone, proximidades da torre Trump em Nova York e no Monte Lassen, no Norte da Califórnia.

Além disso, fontes do Pentágono dizem que forças especiais dos EUA, Rússia e Irã estão trabalhando em conjunto para "aniquilar" o ISIL.


Autor: Benjamin Fulford 
Fonte primária: http://benjam20infulford.net
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...