sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

PERGUNTEM AOS MESTRES (5)



CORAÇÃO AVATAR E VERDADE TRANSMUTADORA
PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO
PAZ, LUZ E AMOR

VAMOS ÀS QUESTÕES!!!


TRISTEZA PROFUNDA!

Sinto uma tristeza muito grande dentro de mim. Desde menina tenho muito desânimo. Por mais que leia algumas mensagens do Sementes das Estrelas, não consigo tirar esta tristeza de dentro de mim. Quero ser feliz mas não consigo. Vivo desanimada e cheia de dores. Agradeço se puderem me dizer alguma coisa sobre abraços.

Resposta:

Querida Filha,

Sinta o que trazes dentro de ti. Sinta o que és. Respire e sinta. Traga essa paz para dentro de você, agora.

Acalme-se, respire suavemente por três vezes e sinta a paz que te irradia nesse momento.

Abra-se a mim!

Diga agora: "Eu permito que transmute essa minha tristeza para que eu possa ancorar alegria, ânimo e confiança."

Repita mais uma vez: "Eu permito que transmute essa minha tristeza para que eu possa ancorar alegria, ânimo e confiança."

Mais três leves respirações agora e nos dê a permissão de te irradiar e de a trazer ao nosso colo de amor.

Sou seu irmão, Lord Emanuel, e nesse momento te acolho para que tenhas a certeza de que sempre estará protegida em nossos braços, que jamais estará só. Lembre-se disso minha irmã, a todo amanhecer, e peça por nossa presença de amor. Peça todos os dias que a falange de Luz te proteja e a todos seus mentores e ao planeta.

Agora se abra a receber nossa Luz ancorando essa proteção e dizendo: Eu permito que transmute essa minha tristeza para que eu possa ancorar alegria, ânimo e confiança.

Repita mais uma vez: "Eu permito que transmute essa minha tristeza para que eu possa ancorar alegria, ânimo e confiança."

Faça isso por 12 dias consecutivos e depois por mais 12, mais 12 até começar a se sentir aliviada. E a cada ciclo de 12 dias você irá vigiar seus pensamentos para mantê-los positivos e radiantes.

No começo sentirá certa dificuldade e então repita o ciclo por 12 dias, e por mais 12 sempre vigiando seus pensamentos. Até o momento que o estado de positividade seja seu estado natural.

Nós estaremos todos os dias contigo, minha doce irmã. Essa é minha promessa!

De seu irmão,

Lord Emanuel.

GESTAÇÃO/DESCONEXÃO

Mestres: Estou grávida e meu marido está distante, talvez por ter tido uma família desequilibrada, mesmo assim nunca se abriu emocionalmente. Quando tento me aproximar, ele se afasta. Há algo que eu possa fazer para nos conectarmos mais como casal/pais? Ficaremos bem, juntos? Obrigada pela resposta.

Resposta:

Minha amada filha. Seu marido sempre foi da forma como o vê agora. Mas é que durante a gestação há um sentimento de querer mais atenção, de maior fragilidade. E então o que sempre foi comum, passa a te incomodar. É esse sentimento de fragilidade interior que a gestão gera em todas nós, mulheres.

Mas você verá, minha filha, que ao longo da gestação, esse sentimento de fragilidade será substituído pelo profundo amor que nutrirá e direcionará ao seu ventre, ao seu filho, mas que te preencherá.

Quando compreender isso, você se aproximará de seu companheiro de uma forma mais natural e ele, naturalmente, sentirá essa aproximação sem cobrança, sem expectativa e a reaproximação será mais natural para ambos.

Vocês passam por uma fase de adaptação, de novidade a ambos, e é natural que tenham esse sentimento de reaproximação.

A sua missão, minha amada, não é aproximar seu companheiro de você, mas com paciência, mostrar a bênção que é ter uma criança em casa, a alegria e o amor que isso poderá lhes trazer. Quando esse amor tomar conta de você, será naturalmente transmitido a ele, que verá todo o seu carinho com o ser que leva em seu ventre, e assim essa união se dará de forma natural.

Nutra esse amor ao seu ventre e demonstre em suas atitudes o que ele significa a você, mas sem cobranças, sem expectativas, permitindo o momento de cada um. Assim, a reaproximação do casal será ainda mais forte, de maneira natural, respeitando o tempo de adaptação de cada um.

Fique em paz, minha criança.

Rowena


 LIBERAÇÃO DAS VELHAS ENERGIAS

Boa tarde, amados irmãos! Que a luz de Deus esteja com vocês! Querido, tenho trilhado o caminho da espiritualidade desde 2012 atendendo a um forte chamado para meu despertar espiritual através de uma crise de pânico que, abençoadamente, me chamou para enxergar a minha verdade como ser de luz que sou. Desde aquele momento tenho passado por uma profunda reforma íntima para curar minhas inferioridades, que sei que são meras ilusões desta terceira dimensão. No entanto tenho tido várias dificuldades em compreender como transcender as energias de ressentimento e raiva quando alguém me fere! Exemplifico: recentemente fiz uma reforma em minha casa e o empreiteiro furtou objetos de minha casa, não realizou o contratado na reforma, de sorte que fiquei magoada resolvi a questão pagando-lhe o que devia, embora ele não tivesse feito o combinado! E esta atitude do empreiteiro volta sempre a minha mente com os sentimentos de mágoa e raiva! E esta situação é recorrente em minha vida! Embora eu saiba que se a situação está se repetindo é porque eu tenho que aprender e evoluir. Como consigo me liberar desses sentimentos ruins? Como transcendê-los? Gratidão, amados, pela amorosa resposta!


Resposta:

 Apenas o fato de estar atento a essas alterações de humor, já significa um grande passo em sua evolução. Pois é quando reconhecemos nossos próprios vícios e já não os suportamos, que iniciamos o trabalho de nossa própria purificação interior.

Você deve passar a se atentar a esses comportamentos e respirar a cada vez que eles vierem a ti, repetindo: “eu perdoo, eu aceito e está tudo bem como está.”

Você precisa compreender que todos têm as suas lições a serem trazidas e mais cedo ou mais tarde todos terão sua própria cura. Esse irmão que furtou seus bens passará, em momento oportuno, por sua própria purificação interior, assim como você passa pela sua.

Você precisa se conscientizar, meu nobre irmão, que ao longo de eras, esse foi seu comportamento prevalente, o de julgamento, de mágoa, de revanchismo, de se sentir inferiorizado. Mas você se atenta para isso, nesse momento, o que passa a te incomodar. Então você está livre a iniciar seu processo de cura para esses aspectos.

Há uma grande bênção em tomar contato com nossos aspectos inferiores. Somos abençoados nesse trajeto, pois esse é o primeiro passo à nossa purificação; o segundo é mantermos a vigilância; o terceiro identificarmos a origem desse sentimento e, por último, iniciarmos uma mudança de comportamento a purificar nossos registros.

Esse foi seu comportamento prevalente durante muito tempo e, por tal motivo, formou-se toda uma rede neural em seus registros que mantém essa reação como padrão. Por isso a dificuldade de liberar esses antigos comportamentos.

Mas a medida que você se vigiar, orar por ajuda aos seus mentores, de se policiar quanto a esses sentimentos inferiores, você estará iluminando seus registros e modificando sua forma de comportamento.

Mas o caminho, meu querido, será sempre através do perdão, da aceitação, do não julgamento. Isso não significa aceitar tudo e estar inerte, mas compreender a atitude menos elevada de terceiros e, assim, criar a aceitação em seu interior para que possa iluminar seu próprio comportamento.

Esse é o caminho de sua própria libertação que deve ser trilhado dia a dia, situação por situação que se apresentar em sua vida. Mas não se julgue por isso, apenas compreenda o processo de purificação interior e cura que vivencia.
Fique em paz meu irmão.

Sou Mestre Kuthumi

– Também unido ao processo de aceitação e perdão ao outro, está o mesmo processo que deve acontecer em relação a você mesmo. O fato de assumir o seu desconforto com o seu próprio sentimento de raiva e ódio, traz a você uma liberação interna de velhas energias. Peça auxílio aos mestres e aos seus mentores espirituais para que tragam a você a verdade, o que está escondido por trás desse sentimento. Escreva em um papel ou fale em voz alta quando estiver sozinho, pois assim trará à sua consciência algumas revelações que antes você não havia identificado.

Essas revelações, querido, são as que mostrarão a você como curar de forma definitiva esses comportamentos, o que começará em um processo de repetições a partir desse esclarecimento e entendimento a você mesmo do que ocorre no seu interior.

A liberação de velhas energias é um processo gradativo, mas que inicia a partir da energia do amor e do perdão, trazida aqui pelo Mestre Kuthumi, e também pela energia da transmutação dos aspectos inferiores a partir da sua revelação a você mesmo como a sua verdade, trazida pela Chama Violeta.

Fique em paz e irradiado na luz violeta.

Mestra Portia


RELACIONAMENTOS E CARÊNCIA AFETIVA

Amados e amadas, em minha jornada de reforma íntima percebi ao longo das minhas vivências que situações relativas aos relacionamentos afetivos me levam ao desequilíbrio emocional e um processo mental de culpa que se estende por um tempo após terminado o relacionamento.

Eu sei que sou um ser amoroso e que tenho um compromisso e intenção de fazer o bem, mas quando me envolvo afetivamente com mulheres facilmente esta situação me coloca fora de minha paz interior o que me leva a dor e ao sofrimento. A carência afetiva também é algo que me aflige e proporciona desequilíbrios emocionais em minha vida. Gostaria de um conselho dos meus amados amigos e amigas para que me ajudem na minha auto iluminação desses processos.

Gratidão!

Resposta:

Meu amado irmão, Saudações!

Gostaria de lembra-lo que a ansiedade que sentes nesses relacionamentos está ligada não a outras pessoas, mas a um estado interior no qual você se repreende em desconfiança de sua capacidade de ser amado.

O amor, os relacionamentos, são uma moeda de duas faces, onde por uma amamos e por outra nos permitimos receber desse amor. Há que se ter esse fluxo de confiança no recebimento do amor.

É que quando não nos sentimos capazes de ser amados, entramos nessa relação já prevendo a decepção, e isso nos causa grande dor.

E se simplesmente se permitisse a receber o amor, sem criar expectativas quanto aos resultados, vivendo o relacionamento um dia após o outro enquanto ele perdurar, pelo tempo que for bom a ambos?

Essa carência não é uma carência no sentido da palavra. Mas você entra nos relacionamentos sempre aguardando o desfecho e então acaba criando essas situações através do medo de ser magoado. É a ansiedade, o medo de se magoar que o leva a desconfiar da verdade do relacionamento. E é justamente esse sentimento que não permite que ele aflore, se desenvolva, porque toda essa ansiedade é transmitida a suas parceiras.

Você deve, meu irmão, se modificar nesse seu processo de aguardar, ou sempre sairá magoado desses encontros, que o amor o conduz à dor. É essa programação que deves trabalhar dentro de ti. E então se entregar ao fluxo do dar e receber, de permanecer num relacionamento onde possas receber e não apenas doar.

Quando compreender esse fluxo você estará livre a construir relacionamentos saudáveis. Mas para isso deve dominar seu medo de ser magoado, deve entrar para viver enquanto durar sem criar expectativas quanto a resultados. Mas apenas viver aquilo que se apresenta a você.

Será um processo de policiamento de seus pensamentos, onde você vigiará seus medos e os transmutará por sentimentos mais suaves de confiança.

Mas há algo que pode te ajudar. Talvez parar de buscar relacionamentos que te atendam e se permitir ficar só até se sentir bem nesse estado. Quando estiver bem por si mesmo, entre em um novo relacionamento, mas mantendo essa sensação de estar bem sem a pessoa. Entre nesse relacionamento confiante que de qualquer forma você é um ser que tem tudo que necessitas dentro de ti e então confie que o melhor se dará.

Esteja sempre na Luz

Hilarion


Canais: Thiago Strapasson e Michelinha OM 
Fontes: http://coracaoavatar.blog.br/ http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/
Colaboração: Angelica T. Tosta, Solange Yabushita, Lara Rosa Branca e Tania Campos
Veja mais mensagens dos Mestres Aqui e Perguntem aos Mestres Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...