terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Benjamin Fulford - "A contagem regressiva para a Nova Era começou, na medida em que as últimas bases subterrâneas de cabala são subjugadas" - 09.01.2017



A batalha na superfície do planeta Terra está chegando ao fim, na medida em que as últimas bases e bastiões subterrâneos da máfia khazariana, finalmente, estão sendo subjugadas, informou a Sociedade Dragão Branco - SDB. No entanto, ainda restam algumas tratativas de última hora acontecendo entre Oriente e Ocidente, com a posse em 20 de Janeiro de Donald Trump, de acordo com fontes envolvidas nestas negociações, o futuro do nosso planeta e da nossa espécie é o que está em jogo.

A grande batalha ainda a ser concluída, é aquela sobre quem exatamente controlará o processo de criação e distribuição de dinheiro, que é a verdadeira fonte de poder neste planeta. Dito de outra forma, o que está em jogo é o processo de decidir o que nós, como uma espécie, iremos fazer no futuro.

Com pouco mais de uma semana, antes da presidência de Trump começar, é um bom momento para tomar nota de que, apesar de seu nome, ele não é a única pessoa segurando os trunfos neste jogo global  de pôquer de alto nível.

Quando o dólar de ESTADOS UNIDOS se transformou na moeda do mundo, de fato, após a Segunda Guerra Mundial, era suportado pelo ouro e pelo GDP/PIB dos EUA, sendo 50% do valor do PIB mundial. Agora, o chamado dólar norte-americano não é mais apoiado por nada, uma vez que os EUA não têm mais ouro) e o PIB dos Estados Unidos, medido pelo FMI, é de apenas 15,6% do PIB mundial, numa base de paridade de poder de compra (real). Além disso, os EUA foram a maior nação credora do mundo no final da Segunda Guerra Mundial e, agora, é a nação mais profundamente endividada na história deste planeta.

Em contraste, a China agora controla 17,9% do PIB mundial, possui muito ouro e é a maior nação credora do mundo. Os membros do Chinês, Banco Asiático de Infraestrutura e Investimento, agora com mais de 100 países, controlam cerca de 80% do PIB mundial, enquanto os Estados Unidos e o seu estado escravo, o Japão, os últimos anti AIIB/BAII, controlam menos de 20% do PIB mundial.

Isso significa que, se a China e seus aliados ocidentais se apropriarem do controle do sistema financeiro mundial, poderão terão sucesso.

No entanto, o complexo industrial militar dos EUA, ainda tem algumas grandes cartas para jogar, muitas delas, ligadas ao seu programa espacial secreto de alta tecnologia. O governo secreto dos EUA, está se preparando para mostrar algumas dessas cartas, incluindo grande parte da tecnologia por trás das 6.000 patentes, que, de acordo com a Academia de Ciências dos EUA, foram suprimidas por razões de "segurança nacional", dizem funcionários do Pentágono.

A verdadeira questão a qual muitos de nós queremos uma resposta, quando alguns desses segredos são revelados é: São duas realidades distintas, uma envolvendo a colonização do espaço e uma a colonização da superfície terrestre, prestes a se fundirem em uma só?

Existe uma abundância de provas, mesmo para os mais intransigentes e fundamentados entre nós, de que a versão oficial que nos é dada da história, está cheia de contradições e segredos.

A SDB e seus aliados, exigirão e receberão esclarecimentos de coisas como: Por que a exploração espacial tripulada, de repente parou na década de 1970? Está muito claro que vários acidentes que aconteceram desde então, que qualquer veículo de exploração tripulados tentando deixar órbita terrestre fossem ostensivamente destruídos pela ionosfera.

Os agentes da SDB foram informados por fontes da agência de inteligência com níveis de depuração muito acima da presidência do estado corporativo dos EUA, de que o planeta foi colocado em quarentena porque algumas entidades muito perigosas se refugiaram aqui, depois de perderem uma guerra intergaláctica. Essas entidades estão se rendendo e liberando a população de reféns do planeta neste processo, dizem essas fontes.

Se, o que essas pessoas estão dizendo é verdade, então num futuro próximo, as forças galácticas benevolentes abrirão um buraco de minhoca na Antártida e permitirão que a população da humanidade da superfície entre em contato com o Universo em geral. Talvez seja por isso que autoridades religiosas, políticas e científicas estiveram, recentemente, visitando a Antártica. Este mês, o russo Vladimir Putin deverá ser o último manda-chuva a visitá-la.


O fato dos EUA terem confinado todos os seus porta-aviões em seus portos, pela primeira vez, desde a Segunda Guerra Mundial, pode ser um sinal de que algo grande esteja acontecendo. Se assim for, podemos esperar algum tipo de anuncio bombástico, proveniente da Antártida em breve. Vamos ver.

Isso, para muitos de nós soa um tanto exagerado para ser aceito, todavia, não pode haver dúvida de que uma guerra esotérica de alto nível tenha acontecido na superfície deste planeta.


Por um lado, existe uma abundância de provas que sustentariam em qualquer tribunal de direito ou julgamento por crimes de guerra, que a liderança do mundo ocidental esteve envolvida em assassinato em massa. Não vamos muito longe na história. Vamos até mesmo ignorar as centenas de milhões de pessoas mortas no século XX, bastando olhar para os acontecimentos, desde o ano 2000. Desde então, temos tido um regime nos EUA que tem ignorado o Direito Internacional e usou o terror e assassinato em massa para manipular não apenas seus próprios cidadãos, bem como  os de outros países para a guerra.

Esta última campanha de terror, começou com os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 (11/09). Desde então, a liderança americana invadiu o Oriente Médio e assassinou centenas de milhares, senão milhões de pessoas. Também tem espalhado armas biológicas como HIV, SARS, Ebola, gripe aviária, etc., numa tentativa de iniciar uma pandemia de massa. A liderança ocidental, também, usou seu controle de sistema de impressão do dólar para tentar criar fome em massa, subornando os fazendeiros para de forma crescente, produzirem, combustível, ao invés de alimentos. Também, usou terremotos e tsunamis, causados por armas nucleares contra o Haiti, Indonésia, Japão, etc.. Isto é assassinato em massa e pode estar diretamente ligado à pessoas como George Bush Jr., Hillary Clinton, David Rockefeller etc.

Recentemente, alguém invadiu a casa deste escritor e tentou apagar todas as cópias que tenho de uma gravação de fita de quando me foi oferecida uma representação no Ministério das Finanças do Japão pelo ex-ministro das Finanças japonês, Heizo Takenaka, em troca de minha concordância em participar de uma campanha para matar 90% da população mundial. Takenaka trabalha para as famílias da máfia khazariana: Rothschild e Rockefeller, que estavam por trás deste plano. Ainda tenho muitas cópias desta fita escondidas, mas o fato de que iriam tentar apagar esta evidência, claramente, demonstra o medo que essas pessoas estão da justiça.

Suas táticas de guerra psicológica, cada vez mais desprezíveis e desesperadas, também são um sinal do pânico profundo que essas pessoas estão. Basta dar uma olhada na patética tentativa da semana passada de descarrilar a presidência de Trump, afirmando, sem nenhuma evidência, de que a "Rússia", havia hackeado as eleições americanas. Essa tentativa de inviabilizar a presidência de Trump falhou completamente, bem como as campanhas anteriores de recontagem de votos e qualquer outra coisa, incluindo o assassinato de Trump, que tenham planejado. 

Seus falsos ataques de caminhões na França, Alemanha e, agora, também, em Israel, não estão produzindo os resultados desejados. As pessoas se tornaram imunes ao seu antiquíssimo uso de teatro de rua (muitas vezes, incluindo assassinatos reais), para manipularem as massas que os ataques de falsa bandeira são, agora, rotineiramente expostos como tal, em poucos minutos, depois de serem anunciados.

Isso acontece porque este regime perdeu o poder, graças à vitória das forças armadas e dos agentes chapéus brancos por trás de Trump. Nos foi prometido e esperamos um julgamento por crimes de guerra, logo que Trump tomar o poder. A SDB, por sua vez, se contentaria com algo no estilo do Comitê Sul-Africano de Reconciliação e Verdade.

Também acontecem algumas operações de limpeza em andamento, até a posse de Trump. "Mais bases militares subterrâneas profundas (dumbs) foram destruídas, na medida em que a cabala recusa se render e a oferta de anistia é encerrada”. Foi como fontes do Pentágono descreveram o andamento do jogo. Também "as armas nucleares em Nova York foram desarmadas, bem como a destruição de uma ferrovia  subterrânea de Vancouver sendo demolida", dizem as fontes.

Uma conferência de Paris, para 15 de Janeiro, também está sendo convocada para impor uma solução de dois Estados para Israel, como último obstáculo interposto à máfia khazariana, em que está previsto o uso de sanções para forçar o regime a "assinar a paz", continuam as fontes. O mundo está "cheio das birras israelenses e dos crimes contra a humanidade", observam.

Voltando as negociações, a facção industrial militar ocidental, está adotando duas táticas, em relação aos asiáticos. Num nível, estão buscando uma aliança cristã com a Rússia, Europa, as Américas e as partes cristãs da África para estarem em pé de igualdade com os asiáticos. Em outro nível, apóiam a criação de uma nova arquitetura mundial meritocrática, democrática e transparente, que assegure que grupos criminosos internacionais como a máfia khazariana nunca mais serão autorizados a fomentar a guerra, terror e o sofrimento por todo o planeta.

De modo geral, uma vez que tenham terminado com a  remoção dos criminosos de dentro de suas fileiras, o complexo industrial militar ocidental oferecerá seu poder tecnológico e militar ao serviço da humanidade, como um todo, disseram fontes do Pentágono e agências.

E assim, enquanto o ano de 2017 começa, uma nova era começar a se desdobrar. Vamos transformá-la numa Era Dourada.


Autor: Benjamin Fulford 
Fonte primária: http://benjam20infulford.net
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...