segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Benjamin Fulford - "A presidência de Trump se aproxima" - 16.01.2017



Os grandes jogadores geopolíticos estão fazendo movimentos finais enquanto a Presidência de Donald Trump e a revolução Ocidental são costuradas. O Complexo Industrial Militar Ocidental fez um de seus últimos grandes movimentos, ao posicionar um grande exército de tanques na Polônia. Ostensivamente, isto seria destinado à Rússia, todavia, na verdade, é um movimento por uma aliança cristã, incluindo a Rússia e direcionada contra a China. O futuro Secretário de Estado de Trump, Rex Tillerson, por sua vez, ameaçou atacar bases chinesas no Mar da China Meridional. Segundo fontes da CIA na Ásia, os chineses, recentemente, também enviaram 10 milhões de pessoas para a Indonésia, como parte de um acordo para a construção da infraestrutura econômica do arquipélago, algo que levantou sinos de alarme no Pentágono. O Pentágono quer construir uma nova base militar no Mar do Sul da  China para equilibrar esse movimento chinês, dizem fontes da CIA.

Os chineses responderam, lembrando ao Ocidente, através da Sociedade Dragão Branco - SDB que, em 1979, durante a guerra sino-vietnamita, quando a Rússia enviou um exército mecanizado para a China, o líder chinês Deng Xiaoping o destruiu com uma bomba de hidrogênio. Os restos deste exército podem ser vistos no Google Earth e servem como um lembrete de que, iniciar uma guerra com a China não é uma boa ideia, dizem oficiais de inteligência chineses.

Em todo caso, o tilintar de sabres é apenas uma postura, antes das pesadas negociações sobre como mudar a maneira como dirigimos este planeta, que será  retomada a sério, quando a presidência de Trump se iniciar. O resultado provável, é que seja algum tipo de governo mundial livre, democrático e meritocrático sendo formado, porque o holocausto nuclear alternativo é impensável, dizem as fontes envolvidas nas negociações.

Não se enganem de que a Presidência de Trump será uma segunda revolução americana, que afetará profundamente as operações do velhaco governo secreto internacional. Na semana passada, agentes de inteligência russos entraram em contato com a SDB, em busca da tranquilidade de que a presidência do Trump seja autorizada a prosseguir. Foram informados pela SDB, de que Trump não iria ser outro líder assassinado como Kennedy, porque, ao contrário de Kennedy, Trump tem o apoio dos militares dos EUA. Eis o que as fontes do Pentágono tinham a dizer sobre o assunto: "Um plano da CIA para atacar Trump é improvável, uma vez que os militares os leram. Não existem convenções de Genebra para os inimigos domésticos dos Estados Unidos e a justiça militar é rápida e letal”.

No entanto, Trump não terá permissão de fazer tudo o que quiser, especialmente, quando se tratar de Israel, disseram fontes do Pentágono. "O Conselho de Segurança da ONU poderá, em 17 de Janeiro, votar para impor as fronteiras de 1967 a Israel, imposta por sanções", afirmam. O primeiro-ministro israelense, Benyamin Netanyahu e Trump, "podem ser forçados a saírem, caso se opuserem à vontade da comunidade internacional, uma vez que a paz e a solução de todos os conflitos são necessárias para uma reposição monetária global", acrescentam as fontes.

As fontes russas do Federal Security Service of the Russian Federation - FSB, por sua vez, puderam confirmar que quando Donald Trump visitou Rússia, em 2013, foi oferecida a ele a chance de dormir no mesmo quarto de hotel que Barack e Michelle Obama haviam dormido. "Tudo é grampeado e gravado em todos os quartos do hotel ao redor da Praça Vermelha em Moscou", diz uma fonte do FSB, que confirma um vídeo de Trump gravado, recebendo Prostitutas para urinar na cama em que os Obama haviam dormido. "Na época, ele não pensava que iria se tornar presidente, então não se importou", disse a fonte, que opera uma empresa de segurança para VIPs na Rússia e que afirma ter uma cópia da gravação. No entanto, os russos apontam que ele não fez nada de ilegal e nunca foi chantageado por eles sobre este incidente. Trump, por sua vez, já anunciou que sua primeira visita ao exterior, será para a Rússia para se encontrar com o presidente russo Vladimir Putin.

Em todo o caso, o que está acontecendo no mundo não é sobre Donald Trump. Ele é apenas um aspecto de uma revolução histórica. Esta revolução começou com a votação britânica para sair da UE, deu um passo em frente com a eleição de Trump e, agora, está direcionada para um Frexit ou da saída da França da UE, enquanto, na semana passada, o candidato presidencial francês Le Pen se encontrou com Trump, em Nova Iorque.

Mesmo que Trump seja morto, a revolução continuará, porque, houve uma mudança fundamental na estrutura de poder Ocidental que se tornou irrefreável. A não eleita e corrupta mafiosa khazariana, proprietária da EU, será substituída por uma União Europeia democrática, que incluirá o maior país da Europa, que é a Rússia, segundo os Illuminati gnósticos. Este agrupamento será aliado com a América do Norte e irá negociar um volume de negócios de meio a meio com o novo relacionamento com a Ásia, quando a poeira finalmente baixar, dizem eles. 

A mudança no poder mundial, pode ser vista pela redução da influência dos plutocratas reunidos, na semana passada, em Davos, na Suíça. O único líder importante presente, este ano, foi o presidente chinês Xi Jinping e isso pode não ter sido uma boa jogada de parte dele, disseram fontes do Pentágono. "Enquanto Xi foi para Davos, os operadores da cabala, (Primeiro Ministro da Alemanha) Angela Merkel e Bibi (Netanyahu) se afastam, na medida em que Trump se recusa se encontrar com Xi, que também pode ser expurgado e substituído por um clone", dizem as fontes do Pentágono. A NSA e as fontes Illuminati gnósticas, afirmam que Xi se reporta a Evelyn de Rothschild e que não é um líder chinês autêntico e independente. Desde que os Rothschilds estão perdendo poder, seus representantes, em todo o mundo, estão sendo substituídos, dizem as fontes. Isso já aconteceu na Coréia do Norte com  Kim Jong Un, anotam fontes da CIA na Ásia. As fontes da Sociedade Secreta Asiática, por sua vez, insistem que Xi é independente e que não se reporta a ninguém e sim a seus colegas do governo chinês.

Em qualquer caso, a  real limpeza da bagunça que precisa ser feita, não é na China, mas nos Estados Unidos, onde um grande expurgo continua a desdobrar. A rede de pedofilia e de chantagem relacionada à estrutura de poder dos EUA continua a ser desmantelada, com o chamado escândalo pizzagate. Além disso, a seca artificial e tentativa de captura de terras agrícolas da Califórnia por mafiosos khazarianos foi interrompida com tempestades criadas por Geoengenharia. Também, existem mais de 150 agentes do FBI em cinco cidades, trabalhando em conjunto com o Departamento de Polícia de Nova York, investigando a fundação Clinton, por lavagem de dinheiro e financiamento das chamadas organizações islâmicas de terror, observam fontes do Pentágono. Os Clintons, em resposta, delataram seus antigos patronos, a família Bush e seus aliados sauditas e alemães.

Os sauditas, as facções israelenses e da CIA, por trás do exército mercenário do ISIL, estão fazendo ameaças contra Trump, tentando provocar uma guerra, atacando a Síria e usando a chantagem nuclear para manter o controle de sua participação no petróleo do Oriente Médio. Isso não vai funcionar, porque todo o planeta ficou desgostoso com suas palhaçadas criminosas e ninguém está sendo enganado mais por sua propaganda primitiva.

Enquanto isso, no Japão, o governo escravo do primeiro-ministro Shinzo Abe, está agindo como um cervo congelado pelas luzes dos faróis de um automóvel, enquanto a realidade  vem em disparada em sua direção. O governo do Partido Democrata Liberal, fraudado, ainda espera que seus patrões, o agente dos Rothschild, Michael Greenberg e o agente de Bush, Richard Armitage, permaneçam, de alguma forma, no poder e os protejam. Eles, também, pensaram que o Japão iria ser governado pela China como parte do acordo feito pelos Bush e Clintons com a China, disseram fontes da Sociedade Secreta Asiática. Isso não irá acontecer, uma vez que o Japão irá se aliar à Coréia e à Rússia para manter um equilíbrio regional estável, disseram fontes japonesas.

Além disso, patetas subornados como Shinjiro Koizumi, filho do arqui traidor Junichiro Koizumi, têm repugnado o submundo japonês, dizendo, como Koizumi Jr. fez recentemente, que estão resignados com a redução da população japonesa  para metade de seu número atual. Tenham certeza de que um expurgo desses traidores ocorrerá no Japão, depois que a limpeza de seus patrões, na Europa e nos EUA, estiver concluída.

Um expurgo já está em andamento na Coréia do Sul, o outro estado de escravos khazarianos na Ásia, com o impeachment do presidente e uma investigação de suborno contra a família que controla a Samsung, seu maior conglomerado.

Uma mensagem para o Príncipe herdeiro Naruhito: Salve seu país antes que seja tarde demais e o controle do Japão seja entregue ao representante khazariano Kim Jong Un. Entre em contato com os representantes da Sociedade Dragão Branco, no Japão. Se não souber o que fazer  eles irão ajudá-lo. O tempo está acabando.

Em qualquer caso, o impasse atual nos eventos mundiais irá se desdobrar num grande momento, tão logo a presidência Trump seja estabelecida, em 20 de janeiro. Aqueles que se apegam à velha estrutura serão esvaziados pelo ralo da história, junto com ela. "Está visivelmente caindo aos pedaços e, até mesmo as pessoas da velha mídia corporativa estão começando a relatar isso", observou uma fonte Illuminati. Aqueles que abraçarem a revolução que vem e desejam salvar o planeta, terão a chance de ajudar no trabalho de começar uma nova Era de Ouro.


Autor: Benjamin Fulford 
Fonte primária: http://benjam20infulford.net
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...