terça-feira, 24 de janeiro de 2017

JESHUA - "A LUZ ETERNA DO UNIVERSO" - JANEIRO / 2017


Simulação de imagem a partir do original "Santo Sudário." 
É assim que eu, Gabriel RL, o vejo.


Querido amigo,

Eu sou Jeshua. Eu o amo intensamente. Por favor, sinta minha energia ao seu redor, enquanto o saúdo. Respeito-o profundamente. Ao abrir seu coração para mim, lembre-se que estou aí dentro dele. Ao me reconhecer no nível mais profundo do seu ser, você reconhece a sua própria essência, que é a mais pura luz. Você é luz eterna e é disto que o universo é feito. Às vezes você vê essa luz irradiando-se dos meus olhos ou dos olhos de outro mestre, mas estou aqui para recordá-lo que esta luz é sua também. Meu desejo mais profundo é que você enxergue e experimente sua própria grandeza e luz interior. É isto que irá mudar o mundo, que está necessitando de mudança. Você está aqui para fazer uma diferença, mas só poderá fazê-la quando confiar verdadeiramente em quem você é. Isto pode ser uma coisa difícil, se você foi criado com ideias que sugerem que você não é bom do jeito que é. Para muitos seres humanos, sua vida natural, seu conhecimento natural, sua intuição, tornam-se velados à medida que passam pela infância.

A maioria das crianças tem uma intuição aguçada; elas sabem espontaneamente quando algo está certo ou errado. Muitas ainda têm uma conexão íntima com sua própria alma e com a fonte de onde elas vieram, e têm o desejo de conectar seus pais com a luz deles mesmos. Estou falando aqui com você que, quando criança, queria curar seus pais. Quando muito jovem, você ainda tinha consciência da alegria e do fluxo natural da vida, e queria espalhar essa vibração pelo ambiente ao seu redor. É isto que é ser um trabalhador da luz; é realmente compartilhar a vibração de alegria e amor que é a essência do universo. Ser um trabalhador da luz não é ensinar princípios ou teorias, mas compartilhar energia e se lembrar de quem você é.

Quando você cresceu, sua luz e entendimento naturais tornaram-se mais fracos e imprecisos, porque você começou a duvidar de si mesmo. Era quase inevitável que isto acontecesse; e é por isto que o respeito. É preciso muita coragem para entrar neste mundo, nas três dimensões do plano da Terra. Você sabe que perderá temporariamente sua orientação e o conhecimento de quem você é, e isto acontece de um modo mais contundente quando ocorre a “noite escura da alma” em sua vida. Mas, paradoxalmente, é a própria “noite escura da alma” que pode trazê-lo de volta ao seu eu verdadeiro. O motivo disto é que existe uma espécie de poder na escuridão. Você tem a impressão de que emoções sombrias como medo, raiva ou tristeza deveriam ser evitadas, mas, originalmente, estas emoções fazem parte da linguagem da sua alma.

A alma fala com você principalmente através dos seus sentimentos, e é justamente no momento em que você reprime esses sentimentos… o que muitas vezes a sociedade lhe pede que faça… é justamente nesse momento que você perde a conexão com sua alma e com a linguagem da sua alma. Você está tentando obedecer as regras da sociedade, trabalhando duro, sendo uma pessoa “boa”, mas, com isto você perde contato com quem você realmente é e, no fim, se torna solitário e frustrado, e sente que sua vida está carente de alegria e inspiração. Você pensa “Minha alma, por que não consigo ouvir sua linguagem?” e talvez comece a ter emoções cada vez mais sombrias de frustração e depressão. Quando se sente assim, é porque sua alma está batendo à sua porta. Esta escuridão, na verdade, traz poder, porque nela estão escondidas as emoções que uma vez você reprimiu. É por isto que é tão importante enfrentar a escuridão interior, olhar diretamente para as emoções negativas que estão lá.

Quando ocorre uma “noite escura da alma”, você é forçado, de certa forma, a se defrontar com suas emoções; você não consegue mais fugir disso. Este encontro pode também acontecer quando você perde algo que lhe é realmente caro, quando perde um ente querido, ou quando um relacionamento termina. Estas experiências intensas de perda fazem com que você perceba a desolação e o desespero que existem dentro de si. Talvez você pense que o sofrimento pelo qual está passando é absurdo, cruel e sem sentido, e eu entendo isto profundamente. Nunca subestimarei a sua dor, mas o encorajo a, por favor, não enxergar a escuridão e a sua dor como uma coisa meramente negativa.

Gostaria de convidá-lo a explorar um pouco mais profundamente esse processo agora. Olhe para dentro de si mesmo, para uma emoção que muitas vezes o aborrece ou faz com que se sinta deprimido. Talvez perceba que há muita raiva dentro de você ou que tem que lidar com o medo. Peço-lhe agora que deixe a energia dessa emoção aparecer para você; acolha-a e peça-lhe para mostrar sua face, na forma de um animal. Seja qual for sua aparência, não o julgue. Diga “olá” para o animal e fite-o nos olhos. Sinta quanta vitalidade e poder existem nesse animal. Talvez você tenha pensado, durante muito tempo, que é ruim ter medo, que é ruim ficar com raiva, mas é importante ouvir a mensagem que vem da raiva, do medo, ou de qualquer emoção, porque você pode começar a cooperar com sua própria energia natural, com sua alma.

Então, pergunte a esse animal o que ele quer dizer-lhe, o que ele quer expressar para você e como ele pode ajudá-lo a conseguir o que você realmente quer. Os animais são, por natureza, criaturas muito espontâneas; eles não possuem uma mente que analisa tudo, então podem lhe mostrar, de um modo muito direto, o que seus sentimentos verdadeiros são. Eles também lhe mostram a sua inocência, porque os animais são inocentes, assim como o são as emoções.

As emoções tornam-se sombrias e incontroláveis quando você as reprime e não as aceita. A espiritualidade tem a ver com aceitar verdadeiramente quem você é, neste momento, com todas as emoções que você tem. À medida que desenvolve a compaixão por si mesmo, e suas emoções mais difíceis tornam-se seus melhores amigos, você se torna inteiro. Nada precisa ser escondido atrás de portas trancadas; você pode ser totalmente humano. E ao se permitir ser humano e imperfeito, você começa a se aproximar mais de outros seres humanos; você enxerga a luta e a dor deles. Quando para de julgar a si mesmo, você aceita melhor os outros. É isto que significa compartilhar sua luz.

Sinta a delicadeza desta energia. Ela não lhe diz para mudar, nem para ser uma pessoa “boa”; ela lhe diz que você é um milagre, aqui mesmo, do jeito que você é. Enxergue toda esta cena e dance entre a luz e a escuridão em seu interior, como um milagre. Não julgue a escuridão. Por favor, permita que a energia da luz aqui presente banhe você e o eleve. Permita-se relaxar, não só fisicamente, mas relaxar profundamente e sentir-se bem consigo mesmo. O que você tem para oferecer a este mundo surge espontaneamente do seu coração como sua luz natural e resplandecente. Fazer amizade com a escuridão faz parte da sua missão.

A escuridão vem sendo deturpada através de suas tradições, especialmente as tradições religiosas. Na verdade, a escuridão não era considerada humana, por isto foi condenada, e você teve que viver de acordo com um ideal que não é humano. Mas estou aqui para encorajá-lo a abrir-se para a sua humanidade, para a sua verdadeira magnificência, e para apreciar sua beleza e regozijar-se nela… e ter alegria em sua vida.

Obrigado por compartilhar este momento comigo.


Canal: Pamela Kribbe           
Tradução: Vera Corrêa - veracorrea46@gmail.com
Veja mais mensagens de Jeshua Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...