quinta-feira, 20 de abril de 2017

BENJAMIN FULFORD - "AQUELE QUE SERIA O BODE EXPIATÓRIO PARA FALSO ATAQUE DE TERROR MUÇULMANO NOS EUA PEDE PROTEÇÃO" - 19.04.2017



Um norte-americano de origem egípcia, chamado Amin Amin, me contatou para pedir proteção, por sentir que sua vida estava em perigo e que estava sendo contatado para atuar como um bode expiatório num ataque terrorista "muçulmano" nos EUA.

Amin, que, atualmente está no Tennessee, diz que tanto a CIA quanto a inteligência Sudanesa entraram em  contato com ele, tentando convencê-lo a trabalhar para eles. Amin, diz que os oficiais de inteligência sudaneses incluíram pessoas que chamadas de Tarik e Wahir. Ele diz que os conhecia desde a infância e que são sobrinhos do Primeiro-Ministro israelense Benyamin Netanyahu que, na realidade, é um árabe e não um judeu.

As outras pessoas que tentaram recrutá-lo são uma pessoa judaica chamada Andrew Lamont e um maçom palestino de grau 33, chamado Jamal Abuseyada.

Amin diz que lhe foi oferecido grandes somas em dinheiro para cooperar e que, quando se recusou, foi demitido de seu trabalho como assistente de ensino numa escola muçulmana no Tennessee. Amin pediu-me para informar ao mundo que ele é limpo, sóbrio e não violento e que não está planejando nenhum ataque terrorista. Ele gostaria que os chapéus brancos da comunidade de inteligência viessem a contatá-lo.

Também disse que conhecia um palestino chamado Nazar que costumava ser colega de quarto do Unabomber. Disse que Nazar lhe contou que o ex-chefe da Organização Para a Libertação da Palestina, Yasser Arafat, foi "morto num ataque e substituído por um sósia".


Autor: Benjamin Fulford 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...