quinta-feira, 13 de abril de 2017

POSEIDON - “CARTA PARA AKASHSSA: ESTOU AQUI PARA SERVIR COM TODO O MEU AMOR” - 03.04.2017


Akashssa: Olá meus queridos, venho hoje compartilhar uma mensagem que recebi do querido ser conhecido como Poseidon, através do canal Gabriel Raio Lunar.


Houve momentos em que você se sentiu sozinha, minha nobre sereia. Houve momentos em que o oceano parecia pequeno demais para você e momentos em que ele parecia grande demais.

Houve momentos em que você escolheu ir no mais profundo do oceano que te dei para experimentar o que não havia experimentado ainda. Mesmo, por muitas vezes, eu tendo dito que ali era “perigoso”. Mas você “se arriscava” e ia na confiança que lhe era inata.

Você descobriu coisas no mais profundo abismo oceânico, descobriu o “indescobrível”!

Movimentou grupos e mais grupos para fazerem o mesmo.

Até que um dia, um belo dia, você me pediu algo, algo que eu nunca imaginei que fosse pedir… Me pediu a liberdade de visitar a superfície, de caminhar entre os homens da Terra. E confesso que temi…

Temi por sua segurança em meio a aqueles tão brutais homens de épocas distantes. Temi que perdesse a sua doçura e suavidade. Temi não ter mais o meu oceano irradiado com você.

Você sabe o brilho refletido no espelho oceânico durante uma lua cheia? Saiba que é você que dá aquele toque, a lua é apenas um complemento, o brilho é seu amada sereia.

Você sabe quando as crianças pulam felizes quando acham uma concha na praia? Você joga pra elas! E fica ao longe as vendo brincar e sorrir!

Eu temi perder a sua pureza quando quis ir viver com elas. Não pelas crianças, mas o que possivelmente elas se tornariam quando adultas… Mas, ao longo do tempo eu vi, eu vi que foi a melhor coisa que fiz. Deixei você ir, querida sereia, e vi que não errei.

Você ensinou aos homens a doçura e sutileza. E hoje eu sou o Pai mais orgulhoso de todos!

Alguns talvez não acreditem que eu esteja realmente manifestado aqui e falando essas coisas. Mas eu não me importo uma vírgula (risos amorosos). O que mais me contenta é ver sua felicidade na superfície, minha sereia.

Me chame quando desejar. Toque na água com as suas mãos ou somente com o seu olhar e eu darei a você o que você quiser. Porque você já me deu o que eu queria: aprender a confiar nos homens e que sim, eles também podem amar como você ama.

Me chame de Poseidon, ou de Netuno. Ou simplesmente me chame de Servo. Eu estou aqui para servi-la com todo meu amor.

Abomathi-kujunah!*

A envolvo agora, com todo meu Amor.

Poseidon.

*Nota de Akashssa: “Abomathi-kujunah” é uma saudação. Eu, particularmente, compreendi seu significado como sendo algo próximo de “Estou aqui para servir”.


Akashssa (Plêiades 2)  
Mensagem anterior de Poseidon entregue a Akashssa Aqui
Veja mais sobre Akashssa na letra "A" do Glossário Clicando Aqui
Página da Akashssa no Facebook Clicando Aqui
Mais canalizações de Gabriel RL Clicando Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...